O que ver e fazer em Veneza, a cidade mais romântica da Itália

A maravilhosa e romântica Veneza pode ser acessada através de ferry-boat, trens e ônibus. Seus becos, pontes e canais chamam atenção de milhares de visitantes todos os anos. O pequeno e charmoso complexo urbano é espalhado em 118 ilhas que se unem através de 400 pontes. A cidade pode ser considerada como um monumento, começando com a Piazza San Marco, a basílica bizantina homônimo, a Torre dell’Orologio e o Museo dell’Opera, com obras e grandes pintores venezianos.

A cidade surgiu durante as invasões bárbaras durante o século 5 e 6, quando habitantes de povoados do Vêneto e de regiões vizinhas eram forçados a fugir para onde desse, inclusive para essas pequenas ilhas. Novas comunidades insulares foram se formando, e por volta do século 10 Veneza já era uma força comercial que se espalhara pelo Mediterrâneo, conquistando territórios que se estenderam até a Grécia. Tal poder propiciou também o desenvolvimento cultural e arquitetônico da cidade, que se transformaria em perfeito museu ao ar livre, romântico em um nível quase inimaginável e que atrai a visita de multidões de turistas a cada ano.

Veneza Venezveneza1 8609849218_959c33fe57_z

Como chegar:

O aeroporta de Veneza fica a 12 Km da cidade, dele é possível chegar ao centro da cidade de ferry ou ônibus. Os trens partem na Stazione di Santa Lucia, que fica ás margens do Canal Grande.

O que fazer:

Piazza San Marco e Basilica San Marco

A praça mais famosa da Itália é enorme está sempre lotade de turistas , artistas dde rua e pombos, o enorme áteo rodeado pela espetacular Basílica de San Marco, o Campanile, a Torre do Relógio, o Museu Correr entre outras atrações. A vista do alto do Campanile é deslumbrante.

10381462176_dd67ded592_z5055129333_a68f201ef7_b veneza3

Palazzo Ducale

O Palácio Ducal, também conhecido como Palácio do Doge, é um símbolo da cidade de Veneza e uma obra-prima do gótico veneziano. Surge na área monumental da Piazza San Marco, entre a Piazzetta e o Molo. Um belo palácio de Veneza, criado para ser a casa de um antigo líder de Veneza, o Doge. Esse palácio é uma mistura dos estilos gótico e islâmico, datado de 1365. Seu interior, já é um estilo renascentista, datando do século 16. Nele é possível apreciar alguns quadros de Titian e Belline.

ducaleveneza6 veneza7 veneza8

Passeio de gôndola

Os tradicionais passeios de gôndolas é a melhor (e mais romântica) forma de observar a arquitetura da cidade. Hoje em dia passear de gôndola é praticamente uma necessidade, você será guiado por um “gondoliere”, que faz papel além de ‘piloto’ destes barquinhos, de guia turístico por dentro dos canais da cidade. Durante o passeio o gondoleiro irá lhe contar trechos da história de Veneza, a origem das construções e quem habitava os palácios venezianos.

gondolaveneza9 veneza10 veneza11

Ponte Rialto

Antigamente, a bela Ponte Rialto a única maneira de atravessar o Gran Canal, ligando o bairro de San Marco a San Paolo e Santa Croce. Atualmente, ela divide essa honra com a ponte da Accademia. Ao seu lado, nas manhãs de segunda a sábado, funciona o mercado principal de Veneza, com incríveis queijos, suculentos peixes e outros produtos frescos. Perfeito para se fazer compras despretensiosamente e conhecer um pouco da vida local.

rialtoveneza2 veneza4 veneza5

Museu Ca’ Rezzonico

O Ca’ Rezzonico é um dos mais famosos palácios de Veneza, com a fachada principal voltada para o Grande Canal. Fica situado no sestiere de Dorsoduro.

15101446501_b0e7ed9c1c_z7256425612_ff7d165503_z 14683336577_9476a8a752_b

Planeje sua viagem:

Encontre o melhor preço de hospedagens, passagens aéreas e promoções em tempo real sem pagar nada a mais por isso. Pesquise o seu voo em todas as companhias de uma só vez e tenha certeza de ter feito o melhor negócio. Planeje: Passagens Aéreas | Reservar Hotéis 

Leia também:

Conheça 10 ilhas paradisíacas para visitar na Itália
Burano a cidade mais colorida da Itália
Costa Amalfitana o destino mais romântico da Itália
Turismo na Itália – Principais pontos turísticos de Roma
Viajando o mundo como voluntário: uma viagem para o bem

Fotos: Kevin Thornton, Di Gutti, François de Nodrest, Alice Barigelli, Jean-Philippe, Gaston Batistini, Robert Montgomery, Karim Hachem, Alan Dreamworks, David Cunningham.

1 comentário

  1. “I really like and appreciate your blog article.Really looking forward to read more. Fantastic.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *