Roteiro de 2 ou 3 dias em São Paulo

Saiba como aproveitar o final de semana na maior cidade da América Latina

A cidade de São Paulo é capital do estado que leva o mesmo nome, principal centro financeiro e corporativo do Brasil, também é a maior cidade metropolitana da América Latina. Em meio aos prédios comerciais, a cidade cinza também é um antro cultural, vibra arte e cultura, além de pontos históricos importantes, não só para a história da cidade como do país. Normalmente a cidade não é vista como potência turística de lazer mas para mostrar o erro, separamos um roteiro para conhecer, e se apaixonar, por São Paulo durante o fim de semana.

Para incorporar o ritmo paulistano comece o passeio pelo marco da cidade. A Avenida Paulista representa tudo que é São Paulo, em seus 3 km de extensão é possível experimentar a essência do paulistano em suas dezenas de bares, restaurantes, lojas, shopping centers, museus, parques, livrarias, centros culturais, teatros, cinemas.. ufa. Sim, a Av. Paulista tem tudo isso e mais um pouco, artistas de rua e ambulantes vendendo artesanato, bugigangas e souvenirs também se fazem presente o dia todo. Com 200 mil moradores, se a avenida fosse uma cidade, estaria entre as 150 maiores do Brasil.

Leia também:

Veja as principais atrações para conhecer no centro de São Paulo
Guia de Museus na cidade de São Paulo
Conhecendo a Liberdade, o bairro japonês de São Paulo
Visita guiada no terraço do Edifício Martinelli em São Paulo
7 lugares turísticos para conhecer em São Paulo

Av. Paulista. Foto: Vismar Ravagnari

Uma dica de roteiro enquanto na avenida é visitar o Museu de Arte de São Paulo, ou MASP, um dos centros culturais mais importantes do Brasil. Seu acervo permanente conta com mais de 10 mil peças entre pinturas, esculturas, fotografias e objetos vindos de todos os continentes do mundo, incluindo peças de grandes nomes da arte internacional e nacional como Vincent Van Gogh, Pablo Picasso, Candido Portinari e Anita Malafatti.

A próxima parada é histórica, na Praça da Sé, logo na saída da estação da Sé na linha-1 Azul do Metrô, encontra-se o Marco Zero da cidade de São Paulo. Um monumento hexagonal que representa as estradas mais importantes que partem de SP para outros estados. Mas não é o monumento que chama atenção e sim a Catedral da Sé, o 4º maior templo neogótico do mundo, inaugurada em 1954 durante o aniversário de 400 anos da cidade. A igreja ergue-se majestosa onde um dia fora construído o primeiro templo da cidade de São Paulo, em 1591 quando município tinha apenas 37 anos desde sua fundação. A igreja se divide em 5 naves e é adornada por 102 estátuas e 96 baixos-relevos de mármore e bronze.

Há apenas 11 minutos de caminhada chega-se a outro marco histórico da capital paulista, o Mercado Municipal, mais conhecido como Mercadão é considerado um dos lugares mais bonitos da cidade pelas suas colunas gregas e seus mais de 70 vitrais que ilustram a história da cidade. Além de estonteante o Mercadão é um dos principais pontos gourmet de São Paulo. Em seus mais 290 boxes é possível encontrar de frutas exóticas, sucos e temperos até vinhos, carnes e legumes. O sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau são pratos famosos do local, tão famosos que já são considerados pratos típicos da cidade de São Paulo.

Mercado Municipal de São Paulo. Foto: Fábio Bueno

Termine a noite em um dos vários bares da Vila Madalena, um bairro nobre da cidade com fácil acesso pela linha-2 verde do Metrô. A região é conhecida por ter os bares e botecos mais badalados de São Paulo.

No outro dia comece conhecendo a outra cara de São Paulo, a da diversidade. O Bairro da Liberdade é onde se concentraram os imigrantes japoneses que chegaram em meados do século XX. O bairro abriga a maior concentração de cultura oriental da cidade. Lojas, restaurantes e docerias típicas junto com a arquitetura e as tradicionais lanternas japonesas são o maior atrativo do local. Aos fins de semana, há uma feira de artesanato na Praça da Liberdade, logo na saída do metrô.

Bairro da Liberdade. Foto: Francisco Aragão

Um dos cartões-postais da cidade de São Paulo é uma das estações mais movimentadas da cidade. Construída como estação ferroviária em 1901 a Estação da Luz já foi a parada de trens mais importante da capital paulista.

A estação reflete o momento histórico em que foi construída, evidenciando o poder do café na trajetória de expansão da cidade. Erguida junto ao Jardim da Luz, por décadas a sua torre dominou parte da paisagem central paulistana. O seu relógio era o principal referencial para acerto dos relógios da cidade.

Hoje a Estação da Luz faz parte da Linha 11-Coral da CPTM e da Linha 1- Azul do Metrô. E ainda oferece um passeio turístico a outras estações históricas, o Expresso Turístico é uma linha turística já em funcionamento que faz viagens ligando a Estação da Luz, em São Paulo, Paranapiacaba e Jundiaí.

Se você veio à cidade a procura de festa não deixe de visitar a região da Baixo Augusta, região da Rua Augusta e arredores onde é possível encontrar cinemas, teatros , bares e algumas das baladas mais animadas da cidade. A noitada paulistana é considerada a 4o melhor dentre as capitais do mundo e os estabelecimentos da Baixa Augusta tem grande parte da culpa.

Mas, se busca tranquilidade, São Paulo também tem programa pra você. Passar o dia no Parque Ibirapuera é um dos roteiros mais queridos dos paulistanos. O primeiro e o mais importante parque metropolitano de São Paulo é um recanto de natureza bem no coração da selva de pedra. Um ótimo destino seja para fazer a caminhada diária, piquenique, observar aves, passear com o cachorro e até ir ao museu. O lago central do parque possui fontes que performam os mais lindos espetáculos de água e luz, e funcionam todos os dias da semana.

Parque do Ibirapuera. Foto: Pedro Machado


- Descubra o hotel ideal para você, reserve seu hotel com o Booking.com.
- Encontre pacotes de viagem em oferta com a CVCSubmarino ViagensDecolar.com.
- Pesquise os melhores preços de passagens aéreas em tempo real para a sua viagem.