Para viajar e se apaixonar: conheça destinos incríveis para fazer passeios bate e volta saindo de Santiago, no Chile

Santiago, a capital do Chile, vem crescendo como um dos destinos favoritos dos brasileiros, principalmente durante o inverno em que é possível ver os picos da Cordilheira dos Andes cobertas de neve no horizonte. 

Além de ser um grande centro urbano onde acontecem as principais atividades financeiras, administrativas e culturais do país, Santiago também proporciona ao viajante facilidade na hora de montar seu roteiro. Bem próximo da cidade, o turista pode fazer visitas rápidas a estações de esqui, vinhedos e pueblos que mostram toda o charme do Chile. 

Separamos sete bate e voltas saindo de Santiago que você pode considerar ao viajar para a capital chilena.

Viagens rápidas saindo de Santiago

Valparaíso

Bate volta Santiago. Foto: Paula Soler Moya / Flickr

Reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 2003, Valparaíso fica a 120 km de Santiago. A arquitetura da cidade portuária é um de seus principais atrativos, mas também é conhecida pelas suas inúmeras vinícolas e casas coloridas que enfeitam os penhascos que se erguem até os limites do município. 

Cajón del Maipo 

bate volta saindo de Santiago

Foto: Mariela Moraes / Flickr

Se você gosta de paisagens incríveis no meio da Cordilheira dos Andes, Cajón del Maipo é o lugar certo! A 40 km de Santiago, a região além de ser incrivelmente linda, abriga piscinas naturais termais que você pode banhar-se aproveitando a vista dos picos, que se tingem de branco durante o inverno. 

Valle Nevado

Foto: Divulgação

A aproximadamente 46 km de Santiago, o Valle Nevado é um dos centros de esqui mais famosos do Chile. Além de ser o maior complexo de esportes de neve na américa do sul e ter uma infraestrutura incrível, você ainda aproveita uma linda vista do vale.

Isla Negra

bate volta saindo de Santiago

Bate volta saindo de Santiago: Isla Negra. Foto: Jorge Barrios / Wikimedia Commons

Um ótimo destino para o verão, Isla Negra tem praias incríveis com com uma ótima estrutura turística e fica a 96 km de Santiago. Um fato interessante é que a cidade abriga uma das casa de Pablo Neruda, conservando ela da forma que o escritor a deixou. 

Parque Nacional La Campana

Chile: bate volta saindo de Santiago. Foto: Wikimedia Commons

Nesse parque você pode caminhar por onde passou Charles Darwin em 1834. Para quem gosta de natureza esse é o lugar certo, o Parque Nacional La Campana fica a 100 km de Santiago e oferece desde atividades radicais como montanhismo e escalada, até rotas cênicas e observação de aves.

Portillo

Foto: Divulgação

Aqui fica difícil saber o que é mais bonito, o caminho ou o destino. A estrada que leva até Portillo tem 160 km e corta a Cordilheira dos Andes, oferecendo uma viagem inesquecível até a estação de esquí. O melhor de tudo é que no verão também é possível fazer esse passeio, aproveitando os lagos da região.

Parque Cordillera Yerba Loca

bate volta saindo de Santiago

Bate volta saindo de Santiago: Parque Cordillera Yerba Loca. Foto: Divulgação

Um santuário da natureza à 60 km de Santiago. O Parque Cordillera Yerba Loca tem trilhas ótimas, com dificuldades diversas e lugar para acampar. Também abriga o Glaciar la Paloma, uma geleira de tirar o fôlego!

Leia também:

» 3 motivos pelos quais viajar ao Chile faz bem à saúde
» Vinícola chilena Concha y Toro oferece curso online gratuito
» Qual época tem neve em Santiago, capital do Chile?
» Chile em 360º: explore o Deserto do Atacama e Torres del Paine pelo celular 

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Reserve passagens aéreas com até 40% de desconto para qualquer destino.
Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Caminhada virtual: conheça 7 trilhas incríveis em tours online

Artigo anterior

Vídeos impressionantes comparam tráfego aéreo antes e depois do coronavírus

Artigo seguinte

Você pode gostar