Confira 8 roteiros surpreendentes na Amazônia e conheça a maior floresta tropical do mundo

Mesmo estando tão próxima de nós brasileiros, a Floresta Amazônica ainda parece ser um destino muito distante aos olhos dos turistas que buscam lugares nacionais para passar as férias. A Amazônia tem proporções colossais e um grande potencial turístico. São mais de 5 milhões de quilômetros quadrados que cruzam 9 países.

No Brasil a Amazônia ocupa 60% do território do país, abrangendo 8 estados. Das florestas, às cidades planejadas e praias de água doce, atração é o que não falta na maior floresta tropical do mundo. Por isso, confira 8 roteiros na Amazônia. 

Roteiros para fazer na Amazônia 

Macapá e Afuá (Ilha do Marajó)


roteiros-na-Amazônia

Roteiros na Amazônia – Macapá. Foto: Matyas Rehak / Shutterstock

Roteiros-na-Amazônia-2

Roteiros na Amazônia – Afuá. Foto: Rômulo Ferreira / Flickr

Cortada pela linha do Equador, a capital do Amapá possui sobretudo alguns pontos interessantes e curiosos que podem ser descobertos em passeios divertidos ao ar livre.

Dessa forma, conheça os sabores e pratos típicos do destino no Mercado Central, veja a história do município na Fortaleza de Macapá e confira um acervo impressionante de animais e plantas da região amazônica, no Museu do Sacaca.

Macapá está localizada em frente a Ilha do Marajó a poucos minutos da cidade de Afuá, conhecida como “Veneza Marajoara” e “Amsterdã dos Trópicos”, por ser inteiramente construída sob palafitas.

Além disso, a geografia diferente faz Afuá ser uma atração por si só, lá, barcos, bicicletas e “bicitáxis” são os principais meios de transporte, e re. Para se refrescar do calor típico da Floresta Amazônica, a maior floresta tropical do mundo, vale não apenas dar um mergulho nos afluentes do Rio Amazonas, mas também conhecer as ilhas próximas da cidade.

Rota dos Rios

Roteiros-na-Amazônia-3

Roteiros na Amazônia – Alter do Chão. Foto: Dea e Bruno / Shutterstock

Roteiros-na-Amazônia-4

Roteiros na Amazônia – Encontro dos Rios em Manaus. Foto: Gvictoria / Shutterstock

A inegavelmente mais tradicional e conhecida rota dos mochileiros e aventureiros que decidem desbravar a região amazônica liga as duas principais capitais, Manaus e Belém.

São 1606 km percorridos por hidrovias, sendo a maior parte no Rio Amazonas, que são feitos em 5 dias de barco no sentido do fluxo da água (Manaus x Belém) e 6 no sentido contrário (Belém x Manaus). As embarcações oferecem tanto opções de cabine simples quanto redário. Ademais, durante o percurso são realizadas diversas paradas em cidades à beira dos rios por onde passam as embarcações.

A dica para desfrutar de bons roteiros na Amazônia é fazer uma parada de alguns dias em Manaus, Belém e Santarém, município localizado no meio do trajeto e porta de entrada para a encantadora vila de Alter do Chão.

Monte Roraima

Roteiros-na-Amazônia-5

Roteiros na Amazônia – Monte Roraima. Foto: adwo / Shutterstock

Roteiros-na-Amazônia-6

Monte Roraima. Foto: Paolo Costa Baldi / Wikimedia Commons

Localizada no ponto mais ao norte do Brasil, o Monte Roraima está entre as formações geológicas mais antigas do planeta. Nesse sentido, ocupando o sétimo ponto mais alto do Brasil, esse é o tipo de destino que todo aventureiro almeja fazer ao menos uma vez na vida.

Agências de viagem oferecem o trekking clássico na região com duração mínima de 9 dias, que podem ser estendidos. De fato, os cenários são realmente encantadores. Durante a caminhada, as paradas são feitas em cachoeiras, lagos, formações rochosas bem diferentes, paredões rochosos e mirantes que oferecem uma vista diferenciada da região. Outras curiosidades da região são as espécies endêmicas de animais e vegetais, por exemplo plantas carnívoras e um sapo com proporções de uma unha.

Se tiver mais tempo pela região, tente conhecer o Salto do Anjo, ou Angel Falls, uma vez que, com 979 metros de altura, classifica-se como a maior queda d’água do mundo. A princípio, a entrada para a atração é feita na parte venezuelana do Monte Roraima e o passeio pode ser contratado em agências de turismo.

Manaus e Presidente Figueiredo

Roteiros-na-Amazônia-7

Roteiros na Amazônia – Manaus. Foto: Filipe Frazao / Shutterstock

Roteiros na Amazônia – Presidente Figueiredo. Foto: Mário Oliveira / MTUR

A capital do Amazonas está a poucos quilômetros de outra cidade inusitada e bem diferente dos destinos promovidos na região norte do país: o município de Presidente Figueiredo.

Conhecida como “A terra das cachoeiras amazônicas”, Presidente Figueiredo ganhou fama por conta de suas belíssimas cachoeiras, corredeiras e cavernas. O município está a apenas 107 km de Manaus e merece alguns dias para contemplação da natureza bem preservada dessa região.

Não deixe de visitar Cachoeira do Santuário, a Cachoeira da Pedra Furada e a Gruta da Judéia, adornada como uma queda d’água fina e paredões rochosos com formatos curiosos.

Santarém e Alter do Chão

Roteiros na Amazônia – Santarém. Foto: Gabor Kovacs Photography / Shutterstock

Roteiros na Amazônia – Alter do Chão. Foto: Gustavo Albano

A terceira cidade mais populosa do Pará tem aeroporto próprio e é a maneira mais rápida de chegar em Alter do Chão. Apesar de pequeno, o povoado está no ponto mais belo do Rio Tapajós e tem fácil acesso para muitas outras maravilhas dessa área conhecida pelas maravilhosas praias fluviais.

Depois de conhecer os encantos da Ilha do Amor, desbrave as comunidades ribeirinhas do rio Tapajós, como Jamaraquá e Maguary, duas comunidades localizadas dentro da Floresta Nacional do Tapajós, a FLONA, uma área de preservação ambiental com árvores milenares.

Em contrapartida, outro destaque da região da Amazônia é o Rio Arapiuns, um curso de água afluente do rio Tapajós, com inúmeras comunidades charmosas e praias selvagens, que são formadas por impressionantes bancos de areia branca.

Se quiser conhecer um pouco mais da história da região, faça uma visita na cidade de Belterra e a cidade fantasma de Fordland, a 30 km de Santarém.

Manaus e Novo Airão + Arquipélago de Anavilhanas e Parque Nacional do Jaú

Parque Nacional de Anavilhanas. Foto: Ana Claudia Jatahy / MTUR

Parque Nacional de Anavilhanas. Foto: Ana Claudia Jatahy / MTUR

O Arquipélago de Anavilhanas forma uma das regiões do Rio Negro mais ricas em biodiversidade. Considerada Parque Nacional, a área abriga um dos maiores arquipélagos de água doce do planeta, com cerca de 400 ilhas.

O Parque Nacional de Anavilhanas está entre os municípios de Manaus e Novo Airão, e também é conhecida por suas praias de areias brancas que se formam durante o período de seca.

Quem chega a Novo Airão ainda pode optar em estender alguns dias na região e também conhecer as belezas do Parque Nacional do Jaú. Você pode decidir entre se hospedar em algum hotel de selva no município e conhecer ambas as atrações de forma autônoma ou embarcar nas expedições de barcos tradicionais que passam nas reservas.

Belém + Ilha do Marajó

Roteiros na Amazônia – Soure. Foto: Bruna Brandão / MTur

Roteiros na Amazônia – Belém. Foto: Dado Photos / Shutterstock

Localizada no encontro do Rio Amazonas com o Oceano Atlântico, a Ilha do Marajó possui uma das áreas mais preservadas e belas do estado do Pará. A ilha é dividida em 12 cidades, sendo Soure e Salvaterra os mais visitados por turistas que chegam via Belém.

A Ilha do Marajó é certamente cercada por mistérios e histórias de tribos indígenas milenares que viviam em sociedades avançadas. Em suma, essas tribos trabalhavam a arte de modelar argila, produzindo a cerâmica marajoara, uma tradição da ilha que sobrevive até hoje.

Os destaques ficam por conta das praias desertas e as fazendas de Soure, como a Fazenda Bom Jesus e a Fazenda São Jerônimo, famosa por servir como cenário do programa No Limite. Com toda a certeza, muito além do que a maioria conhece na Amazônia. 

Rio Branco e Porto Velho

Roteiros na Amazônia – Acre. Foto: Assis Lima / MTur

Roteiros na Amazônia – Porto Velho. Foto: Guilherme Jofili

Rio Branco fica próxima a tríplice fronteira do Brasil com Bolívia e Peru. Dessa maneira, esse é um dos roteiros na Amazônia para quem deseja de fato conhecer o coração da maior floresta tropical do planeta, já que a capital do Acre está em um dos pontos mais isolados da região.

Por fim, a cidade é cercada por diversas reservas ambientais e tribos indígenas, um destino ainda pouco explorado por turistas, que contém cenários ecléticos de crenças, raças, costumes e manifestações culturais.

Porto Velho está a 515 km de Rio Branco, encostada às margens do rio Madeira a cidade foi fundado pela empresa americana Madeira Mamoré Railway Company durante a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, considerada uma obra audaciosa na época.

» Cruzeiro amazônico: um hotel flutuante para toda a família
» Melhor época para visitar a Amazônia, Manaus e entornos
» 17 fotos de Alter do Chão para se apaixonar de vez pela Amazônia
» Como é se hospedar em um hotel de selva na Amazônia

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Allianz Travel.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Tarifas de embarque em aeroportos sofrerão aumento

Artigo anterior

Praia, sol e folia: confira a programação completa do carnaval 2019 no Recife

Artigo seguinte

Você pode gostar