México anunciou que voltará a exigir visto para os brasileiros. Medida ainda não tem data para valer, mas é bom verificar a necessidade do visto mexicano antes de viajar para lá

O governo do México anunciou, em meados de outubro, que voltará a exigir o visto mexicano para brasileiros ingressarem no país. A medida ainda não tem data para começar a valer, mas é bom atentar-se à necessidade do visto entre os documentos para entrar no México, caso esteja se programando para viajar para lá.

De acordo com o anúncio do governo mexicano, será exigido um visto eletrônico para brasileiros que chegarem ao México de avião. Para aqueles que ingressarem no país por terra, será necessário solicitar o visto às embaixadas ou consulados mexicanos.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

A medida, segundo a Secretaria de Governo do México, visa facilitar “a identificação de pessoas cujo perfil não se ajusta ao de visitante ou de turista genuíno e que apresentem inconsistências na documentação”.

Com isso, espera-se diminuir o número de brasileiros que tentam atravessar a fronteira terrestre entre o México e os Estados Unidos de maneira ilegal. A fronteira entre os dois países vive uma crise migratória com grande fluxo de pessoas, incluindo cidadãos do Brasil.

Segundo autoridades norte-americanas, mais de 46 mil brasileiros foram detidos entre outubro de 2020 e setembro de 2021 ao tentarem ingressar nos EUA através do México. Este número é mais que o dobro do que foi registrado em 2019, quando eram 18 mil. Somente em agosto de 2021, 9 mil brasileiros foram presos na travessia da fronteira entre México e Estados Unidos, conforme dados da Polícia Federal do Brasil.

O que muda com a exigência do visto mexicano

visto para o México

Foto: David Carballar / Unsplash

A partir do momento em que o anteprojeto da Comissão Nacional de Melhora Regulatória do México for publicado no Diário Oficial do país, a exigência do visto mexicano para brasileiros passará a valer por tempo indeterminado.

“Os fluxos migratórios de brasileiros poderiam continuar utilizando indevidamente a supressão do requisito de vistos em passaportes ordinários para entrar no México com um fim diferente do permitido, por exemplo, realizar atividades remuneradas ou transitar de maneira irregular a um terceiro país”, afirmou.

Brasil e México assinaram em 2000 um acordo para eliminar a exigência de visto em ambos países para visitantes. A medida entrou em vigor em 2004, mas logo em seguida foi suspensa e voltou a vigorar em 2013.

De acordo com a regra atual, brasileiros que visitam o México com o fim de turismo ou negócios não precisam de visto, bastando apresentar o passaporte com validade até a data do retorno, desde que a permanência não exceda 180 dias.

Contudo, o governo mexicano sinalizou que a volta da exigência do visto mexicano para brasileiros deve ser temporária. Além disso, haverá exceções aos viajantes que tiverem visto ou permissão de residência do Canadá, Estados Unidos, Japão, Reino Unido e/ou países europeus que integram o Espaço Schengen – convenção sobre uma política de abertura das fronteiras e livre circulação de pessoas entre os países signatários.

Como não foi anunciada uma data para a exigência do visto para o México voltar a vigorar, é preciso estar atento ao planejar a viagem para lá. Por isso, a dica é consultar os órgãos responsáveis antes de se dirigir ao país norte-americano.

O que mais pode ser exigido para o ingresso no México?

visto mexicano

Foto: Filip Gielda / Unsplash

Entre os documentos para entrar no México, além do passaporte e do visto, você pode precisar apresentar a passagem impressa de regresso ao Brasil ou com destino a outro país, após a visita ao México. Ou, ainda, passagens domésticas impressas, seja de ônibus ou avião, ou comprovação impressa de aluguel de carro ou contratação de serviço de transporte, que mostram os deslocamentos a serem realizados dentro do México.

Outra exigência que pode ser feita é a da prova de meios de subsistência compatíveis com a quantidade de dias de permanência no México. Ou seja, dinheiro em espécie, preferencialmente dólares norte-americanos ou pesos mexicanos, cartão de crédito internacional, “travellers checks”, entre outros.

Quem viaja a turismo também pode ter que apresentar uma cópia impressa do comprovante de hospedagem, com nome, endereço e telefone do hotel, ou, então, a “carta-convite” impressa do anfitrião que oferecerá hospedagem. O modelo pode ser consultado neste link.

Já quem vai ao México a negócios deve levar consigo uma cópia impressa do comprovante de hospedagem, bem como comprovante impresso de nome, endereço e telefone da empresa com a qual manterá reuniões de negócio, inclusive com nome de funcionário de tal empresa, para contato.

Por precaução, vale a pena, ainda,  levar comprovantes de exercício de profissão ou de rendimentos, como carteiras profissionais, comprovantes de rendimentos e contracheques, assim como passaportes antigos em que haja visto de turismo válido para os EUA.

O México, por outro lado, não tem nenhuma exigência sanitária. Por isso, não é preciso apresentar comprovante de vacina contra a covid, nem mesmo teste PCR para entrar no país.

Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Resort na Bahia é considerado o melhor do mundo em premiação internacional

Artigo anterior

Tenha uma experiência francesa neste charmoso bistrô em São Paulo

Artigo seguinte

Você pode gostar