A Cachoeira Santa Bárbara tem 76 metros de altura e sua aqueda d’água é dividida por uma enorme pedra com formato curioso que lembra uma santa protegida por um imenso véu de água, dando origem ao seu nome

A cachoeira mais alta da Chapada das Mesas tem 76 metros de altura e fica na cidade de Riachão, a aproximadamente 135 km de Carolina. A atração faz parte de um complexo turístico com outra atração bem famosa na região, o Poço Azul.

Para chegar até a Cachoeira Santa Bárbara é preciso fazer uma caminhada bem tranquila sobre uma trilha suspensa construída com madeira. O caminho passa por uma área aberta com acesso a outras cachoeiras e mirantes perfeitos para contemplar a beleza da região. A Cachoeira Santa Bárbara se destaca das demais por suas características únicas: uma gigantesca pedra com formato peculiar que remete uma santa dividi a queda d’água, formando um enorme véu.

Leia também » 100 lugares para viajar no Brasil em 2021

A região da Chapada das Mesas tem temperaturas elevadas durante o ano todo. Em julho as praias fluviais do Tocantins aparecem e são invadidas por turistas da região. As estações predominantes são o inverno (de Setembro a Maio época em que são freqüentes as trovoadas) e o verão (de Junho a Agosto).

Foto: Gustavo Albano

Cachoeira Santa Bárbara. Foto: Gustavo Albano

Foto: Gustavo Albano

» Guia completo da Chapada das Mesas
» Chapada das Mesas: conheça a Cachoeira do Itapecuru
» Cachoeira na Chapada das Mesas tem formato de Santa e atrai curiosos
» Chapada das Mesas: Cachoeiras do Prata e São Romão

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Ganhe R$ 350 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Reserve passagens aéreas com até 40% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Chapada das Mesas: conheça a Cachoeira do Itapecuru

Artigo anterior

Chapada das Mesas: Cachoeiras do Prata e São Romão

Artigo seguinte

Você pode gostar