O passe sanitário é essencial para o ingresso em museus, lojas, restaurantes e bares, atrações turísticas, trens e outros ambientes fechados em toda a França

Está planejando viajar para França e busca informações sobre como está sendo a entrada de brasileiros no país europeu? A primeira coisa que você precisa saber é que, devido à covid-19, é necessário obter um passe sanitário para circular por lá. Mas não se preocupe,  aqui, vamos te dar o passo a passo para obtê-lo.

A França permite a entrada de brasileiros totalmente vacinados em seu território mediante a apresentação do certificado de vacinação emitido pelo ConecteSUS em inglês. Porém, para entrar em ambientes fechados, como museus, lojas, restaurantes, bares, atrações turísticas e transporte público, os cidadãos – turistas ou não – precisam apresentar o passe sanitário (pass sanitaire, em francês).

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

A seguir, vamos detalhar tudo o que você precisa saber sobre o passe sanitário francês: como obtê-lo, quem está habilitado para adquiri-lo e onde é necessário usá-lo ao circular pela França.

O que é o passe sanitário da França?

O passe sanitário (ou pass sanitaire, em francês) é um comprovante de saúde digital ou em papel, que atesta a vacinação completa do cidadão contra a Covid-19. Ele também é utilizado para comprovar o Teste PCR negativo realizado a menos de 72 horas, ou de antígeno, com menos de 48 horas ou o Teste PCR ou de antígeno positivo que ateste a recuperação da Covid-19 datando de pelo menos 11 dias e menos de 6 meses.

Este documento é obrigatório na França para pessoas com mais de 12 anos e 2 meses de idade, cidadãos ou turistas, e é exigido para entrada em bares, shoppings, cafés e restaurantes, além de museus, cinemas e transporte público.

No passe sanitário, são colocadas informações importantes sobre o cidadão, como nome completo, data de nascimento, data da vacinação, vacina utilizada, se possível o número do lote, o número de doses injetadas e o país de vacinação. No caso da versão digital, há também um QR Code utilizado para liberar a entrada nos locais.

E,além de sua validade dentro do território francês, o passe sanitário também é reconhecido por todos os países da União Europeia e por países que estabeleceram acordo de reconhecimento mútuo com a União Europeia. Por isso, é importante tanto para quem viaja para a França como para quem quer conhecer outros lugares da Europa a partir deste país.

Como obter o passe sanitário de turistas

entrada na França para brasileiros

Foto: Léonard Cotte / Unsplash

Para obter o passe sanitário, os viajantes brasileiros devem fazer a conversão do certificado do ConecteSUS em inglês para o passe sanitário francês pela internet ou em uma das várias farmácias credenciadas para isto – confira, neste link, onde encontrá-las. Antes essa conversão podia ser feita exclusivamente pelo aplicativo “TousAntiCovid“, mas, devido a vários problemas, passou a ser feita também presencialmente nas farmácias.

A emissão do passe sanitário é feita mediante a apresentação do certificado de vacinação do ConecteSUS impresso em inglês e do passaporte do viajante dentro do prazo de validade. Para a conversão, é cobrada uma taxa pelo governo francês de 30 euros (cerca de R$ 191), mas com os impostos, o custo total do passe sanitário fica em 36 euros ( cerca de R$ 229).

Quem pode ter o passe sanitário da França

A França permite a entrada de brasileiros em seu território desde que estejam totalmente vacinados com um dos imunizantes autorizados pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA): Pfizer, Moderna, AstraZeneca ou Janssen.

Os viajantes vacinados não precisam cumprir quarentena ao chegarem à França. O país europeu considera o ciclo de imunização completo da seguinte forma: 28 dias após a administração da dose única da Janssen ou 7 dias após a aplicação da segunda dose da Pfizer, Moderna ou AstraZeneca.

A comprovação da vacinação é feita a partir da apresentação do certificado emitido pelo ConecteSUS em inglês. Este documento garante a entrada no país, mas não é válido para o ingresso nos locais fechados, para isso é preciso fazer a conversão para o passe sanitário.

Brasileiros imunizados com a Coronavac, no entanto, só podem entrar na França após completarem o ciclo de imunização e 7 dias após tomar uma dose complementar de um imunizante de RNA mensageiro, fabricado atualmente apenas pelos laboratórios Pfizer e Moderna.

E quem não tomou nenhuma vacina?

De acordo com as regras de entrada na França, viajantes não vacinados precisam comprovar o “motivo de força maior” para seu ingresso no país e apresentar um teste PCR, ou de antígeno, com resultado negativo, e realizado menos de 48 horas antes do embarque.

Além disso, são obrigados a cumprir quarentena de 10 dias, acompanhada por restrições de horário para a saída do local de isolamento e fiscalizada pela polícia. O governo francês listou os possíveis motivos de força maior para o ingresso de viajantes não vacinados. Eles podem ser vistos no site Ministério do Interior francês.

Você pode obter mais informações sobre a entrada de brasileiros na França em um destes sites:

Antes de viajar para este ou qualquer outro país, é importante consultar a atualização das regras de ingresso de turistas. No caso da França, vale a pena falar com uma das repartições consulares localizadas em vários estados brasileiros.

Agora não tem erro: se você seguir todas as nossas dicas para a emissão do passe sanitário não terá problemas para viajar para a França e aproveitar tudo o que este país incrível tem para oferecer.

Quer dicas do que ver e fazer por lá? Confira nosso conteúdo sobre lugares para conhecer na França. Você vai se surpreender com as opções de passeios e atrações turísticas que este país oferece. Além disso, ficará por dentro de todas as atualizações referentes à entrada de brasileiros na França e quais medidas estão sendo tomadas pelo governo francês com relação à pandemia da Covid-19.

Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Plataforma de streaming exclusiva sobre viagens será lançada hoje no Brasil

Artigo anterior

Pacific Crest Trail: trilha interliga Estados Unidos de Norte ao Sul

Artigo seguinte

Você pode gostar