Roda-gigante de 36 m terá jantar nas alturas e vista para Ponte Estaiada, um dos principais cartões postais de São Paulo

Vasculhar em busca de um jantar em São Paulo pode se tornar uma aventura se você for um daqueles que adora ir em busca de algo diferente. Essa não é bem uma tarefa fácil e pode tomar um bom tempo até encontrar algo que atraia a atenção.

A menos, claro, que você saiba onde procurar. Afinal, a missão de encontrar algo que seja ao mesmo tempo uma opção e uma atração em São Paulo é quase um trabalho hercúleo. A solução pode ser mais simples do que se pensa: basta se dirigir à Ponte Estaiada, um dos cartões postais da cidade.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Ponte Estaiada

jantar roda gigante sp

Jantar em roda-gigante a 36m de altura com vista para a Ponte Estaiada é a mais nova atração de SP. Foto: Divulgação

Para quem não sabe a ponte se localiza na Marginal do Rio Pinheiros e foi inaugurada em maio de 2008. Teve um custo de mais de R$ 200 milhões e foi projetada para suportar ventos de até 250 quilômetros por hora. Com quase 300 metros de extensão, acabou na posição de um marco da cidade que atrai curiosos e estudantes de engenharia.

Uma ponte estaiada tem uma ou mais torres (ou postes), a partir dos quais os cabos suportam o tabuleiro da mesma. Uma característica distintiva são os cabos ou escoras, que correm diretamente da torre ao deck, normalmente formando um padrão em leque ou uma série de linhas paralelas. Isso contrasta com a moderna ponte pênsil, onde os cabos que sustentam o convés são suspensos verticalmente do cabo principal, ancorados em ambas as extremidades da ponte e passando entre as torres. A ponte estaiada é ideal para vãos mais longos do que as pontes em balanço e mais curtos do que as pontes suspensas. Este é o intervalo dentro do qual as pontes em balanço ficariam rapidamente mais pesadas e o cabeamento da ponte suspensa seria mais caro.

As pontes estaiadas estavam sendo projetadas e construídas no final do século 16, e a forma teve amplo uso no final do século 19. Os primeiros exemplos, incluindo a ponte do Brooklyn, nos Estados Unidos, geralmente combinavam recursos dos projetos estaiada e de suspensão. Projetos estaiados caíram em desgraça no início do século 20, à medida que vãos maiores eram preenchidos com projetos de suspensão pura, e outros mais curtos, usando vários sistemas construídos em concreto armado. Ele voltou à proeminência no final do século 20, quando a combinação de novos materiais, maquinários de construção maiores e a necessidade de substituir pontes mais antigas, todos baixaram o preço relativo desses projetos.

É nesta paisagem que encontraremos o que procuramos: uma roda 36 metros de altura com vista para a ponte. É chamada de Grand Amour, que chegou a São Paulo em 15 de outubro e fica até 14 de novembro. Por uma hora e meia de passeio o visitante irá desfrutar da maior roda gigante transportável da América Latina e um menu criado e supervisionado por Julio Perinetto, parte da nova geração de chefs brasileiros e um nome que já passou por famosos estabelecimentos culinários da Europa e Brasil.

Grand Amour

roda gigante grand amour sp

Jantar em roda-gigante a 36m de altura com vista para a Ponte Estaiada é a mais nova atração de SP. Foto: Divulgação

O cenário não poderia ser melhor. A comida é servida dentro de cada uma das 24 gôndolas da roda gigante. Claro que o cliente não precisa passar por isso se não quiser e jantar calmamente ao redor da Grand Amour em uma das 40 mesas distribuídas por dois grupos diferentes (25 delas com capacidade para duas pessoas e 15 para quatro pessoas).

O passeio conta com três etapas: entrada, prato principal e sobremesa. Também acompanha um drinque de boas vindas e dois especiais criados por outro chef de renome, Dalton Rangel. O menu vem com versões desenvolvidas para quem possui qualquer tipo de restrição alimentar ou que aderiu à alimentação vegana. Um espetáculo aéreo também complementa o menu da noite, deixando a   experiência ainda mais interessante.

Os preços são meio salgados: R$ 650,00 para jantar na Grand Amour, R$ 500,00 para as mesas ao redor, R$190,00 para crianças em qualquer mesa com menu infantil incluso para a faixa de oito a doze anos. O estacionamento é cobrado à parte (R$40,00) para ser pago junto com a compra do ingresso.

Há boatos não confirmados de que a atração deve voltar à cidade em breve. Mas não espere pela segunda rodada: embarque nessa aventura e divirta-se com a roda gigante em São Paulo.

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]uiaviajarmelhor.com

Centro de Tradições Nordestinas é passeio imperdível para conferir em SP

Artigo anterior

Quais vacinas são aceitas para viajar para a Europa?

Artigo seguinte

Você pode gostar