Visitamos Buenos Aires e bolamos um roteiro econômico completo para gastar até 2 mil reais em 4 dias – com passagens, refeições e hospedagem

Bem pertinho do Brasil, Buenos Aires é um destino que todo brasileiro deveria visitar ao menos uma vez. Com uma grande variedade de passeios gratuitos, câmbio favorável (R$ 1 equivale a 14 pesos) e boa gastronomia a preços justos, a capital da Argentina é o destino perfeito para quem deseja se divertir, se encantar com o estilo de vida portenho e ainda gastar pouco. 

Pensando nisso, preparamos um roteiro para quem está com a grana curta, mas quer aproveitar tudo o que uma das mais belas cidades da América Latina tem a oferecer – e não faltam opções para quem deseja economizar por lá. Confira este roteiro de 4 dias por Buenos Aires gastando até 2 mil reais (e, claro, ainda vai sobrar uma graninha para levar alfajores para casa).  

Passagens baratas para Buenos Aires

econômico

Foto: Divulgação/ Turismo Buenos Aires

Antes de mais nada, é importante focar na primeira etapa (e por vezes a mais cara) de qualquer roteiro: as passagens aéreas. Por sorte, o Brasil tem recebido companhias aéreas low costs, ou seja, de baixo custo. A Flybondi é uma delas e está operando rotas que partem de Florianópolis, Rio de Janeiro e São Paulo rumo à Buenos Aires.

No entanto, é importante estar preparado para voar em uma low cost: serviços como alimentação a bordo, bagagem extra (só é possível levar uma mala de mão de graça) e marcação de assentos são cobrados à parte. Na hora do desembarque na capital argentina, o aeroporto também é alternativo: o El Palomar é bem pequeno, mas fica ao lado da estação Estação Retiro, da linha San Martín do trem, integrada ao metrô da cidade. O acesso é bem fácil – e igualmente econômico (14 pesos a passagem com bilhete metropolitano). O trajeto dispensa, por exemplo, a necessidade de um táxi. Além disso, nessas horas, portar apenas a bagagem de mão é uma vantagem. 

Mas afinal, vale a pena? Se a ideia é economizar, sim, vale. Vamos considerar que nossa viagem de quatro dias para Buenos Aires seja de 6 a 10 de maio de 2020 partindo do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O valor das passagens, ida e volta, com taxas, pela Flybondi, está em R$ 745,10 para uma pessoa. No entanto, dependendo da época, é possível encontrar promoções e valores ainda mais baixos. 

Total de gastos com passagens e taxas: R$ 745

Hospedagem econômica em Buenos Aires

roteiro

Foto: Divulgação/ Selina

O próximo passo desse roteiro econômico em Buenos Aires é a hospedagem. O hotel Selina Palermo Soho, que fica em um dos bairros mais charmosos da cidade, traz um bom custo-benefício. Colorida e despojada, a hospedagem oferece quartos confortáveis, com opções compartilhadas e privativas. No caso dos quartos compartilhados, as unidades contam com tomadas e armários individuais, além de banheiras e varanda.

As áreas comuns do hostel são modernas e oferecem cozinha equipada, cinema e até mesmo um rooftop com uma vista panorâmica da cidade, espaço onde funciona um bar. No Selina Palermo Soho, quatro diárias para uma pessoa em quarto compartilhado saem por R$ 254,00. O café da manhã, bem farto, é servido na mesa, e sai por 320 pesos (aproximadamente R$ 22) com direito a café, suco, pães, ovos e medialuna (croissant). 

Gastos com hospedagem e café da manhã por 4 dias: R$ 342

Como se deslocar em Buenos Aires de forma econômica 

Roteiro econômico em Buenos Aires

Foto: Divulgação/ Turismo Buenos Aires

Antes de começar o roteiro econômico por Buenos Aires, algumas informações importantes para gastar pouco com transporte. A cidade conta com uma extensa rede de ciclovias e com um serviço de bikes gratuitas, a Ecobicis – basta se cadastrar para utilizar.

Para quem preferir não encarar o pedal, a cidade conta com mais de 180 linhas de ônibus e seis de metrô, além de diferentes linhas ferroviárias. Há um cartão de transporte metropolitano pré-pago, o SUBE, que pode ser adquirido em um dos Centros de Atenção ao Turista da cidade ou em mais de mil pontos de venda. O valor da passagem do transporte público (ônibus ou metrô) sai, em média, 18 pesos (R$ 1,30). Você também pode recarregar o cartão de transportes pela internet. 

Em quatro dias pela cidade, você consegue fazer MUITA coisa a pé ou de bicicleta, então vamos considerar seis passagens de transporte por dia de viagem, com um gasto médio de transporte diário aproximadamente R$ 8.

Gastos aproximados com transporte para 4 dias: R$ 32

Roteiro dia 1 – Natureza e espetáculo de luzes 

roteiro

Reserva Ecológica. Foto: Guia Viajar Melhor

A dica é já começar seu roteiro econômico pedalando até o coração de Puerto Madero, onde está situado um verdadeiro oásis metropolitano: a Reserva Ecológica Costanera Sur. Com 3,6 quilômetros quadrados e mais de 330 espécies de aves, o espaço pantanoso, que é a maior área verde da capital, faz com que visitantes esqueçam que estão na cidade grande. 

Vale a pena dedicar algumas horas para percorrer suas trilhas beirando o rio, que permitem observar a natureza em contraste com arranha-céus. Além disso, o espaço oferece visitas guiadas diurnas (de terça a sexta às 11h) e noturnas, sob a luz do luar (uma vez por mês, às 20h), onde é possível observar grande variedade de fauna e flora. Para saber mais clique aqui

Para um almoço charmoso, o El Preferido de Palermo, oferece mesas ao ar livre e pratos que revivem as raízes portenhas. No menu, embutidos de fabricação própria e ingredientes de produtores locais resgatam tradições. Uma boa pedida são as crocantes milanesas para compartilhar (460 pesos/ R$ 32,85) acompanhadas por uma salada de folhas verdes (240 pesos/R$17,14 ). 

Para fechar o dia mantendo a atmosfera cultural, a apresentação Al Ver Verás, que acontece todos os sábados, às 22h, é um achado. Local onde hoje funciona a Fundación Mercedes Sosa, o antigo edifício do século 18 recebe projeções acompanhadas por música ao vivo. É impressionante ver a bela cúpula e a torre do espaço tomadas por luzes e sons em um espetáculo sensorial (550 pesos/ R$ 40). Se a fome bater, há alguns foodtrucks no local para fazer um lanche. 

Gastos aproximados do dia: R$ 109,00 (almoço no El Preferido, espetáculo Al Ver Verás e lanche). 

Roteiro dia 2: Cultura, empanadas e tradições

Buenos Aires transpira arte em cada esquina: são teatros, museus e também as manifestações urbanas, que transformam a cidade em uma verdadeira exposição a céu aberto. Assim, comece caminhando por San Telmo, um dos bairros mais antigos e tradicionais da capital. Além da feirinha de antiguidades que acontece todos os domingos e galerias que ocupam antigas edificações, vale a pena conhecer o Museo de Arte Moderno. Assim, o espaço conta com mais de 7 mil obras de artistas argentinos e também internacionais. O ingresso custa 50 pesos (R$3,57), mas fica uma dica: às quartas, a entrada sai na faixa.

Na hora do almoço, um programa diferente no mesmo bairro é a antiga Pulpería Quilapán. O espaço é uma mistura de restaurante com mercearia e possui mais de 300 anos de história. Mas a experiência vai além: é possível aprender a preparar saborosas empanadas saltenhas. A aula custa 550 pesos (R$40) por pessoa onde, ao final, os alunos podem saborear duas unidades acompanhadas por uma taça de vinho. O agendamento da aula deve ser realizado por e-mail ([email protected]) com no mínimo uma semana de antecedência. 

Em seguida, a dica é se deslocar até a Avenida Corrientes, conhecida como “a rua que nunca dorme”. Passeie por toda sua extensão, que reserva muitas lojas, teatros, cinemas e livrarias. Para melhorar, um trecho fica fechado para automóveis das 19h às 2 da manhã todos os dias. Assim, siga rumo a Pizzaria Guerrin, um verdadeiro clássico portenho que existe desde 1932. A pizza de mussarela, com queijo transbordando e servida em generosas fatias no balcão, sai por 65 pesos (R$ 4,65). 

Gastos aproximados do dia: R$ 56,00 (Ingresso no Museo de Arte Moderno, aula na Pulperia, dois pedaços de pizza e refrigerante na Guerim). 

Roteiro dia 3 – Colegiales, mercado de pulgas e bares 

Roteiro econômico em Buenos Aires

Mercado de Pulgas. Foto: Guia Viajar Melhor

No terceiro dia em Buenos Aires, não deixe de visitar o MALBA (Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires), em Palermo(280 pesos/ R$20), onde é possível apreciar obras como “Abaporu”, de Tarsila do Amaral, entre exposições temporárias interativas.

No período da tarde, explore um lado alternativo da cidade com uma das visitas guiadas promovidas pelo Ente de Turismo de Buenos Aires. Uma das rotas oferecidas percorre as históricas ruas do charmoso bairro Colegiales e acontece todos os dias, às 11h (em inglês) e às 17h (em espanhol) com valores entre 200 e 300 pesos (R$15/R$20).

O destaque da região fica por conta do Mercado de Pulgas, um galpão gigantesco que reúne mais de 150 lojinhas que oferecem de tudo o que você possa imaginar. Ao entardecer, uma dica é caminhar para conhecer alguns bares da região e o lado boêmio da cidade. Uma boa parada é provar um dos pratos típicos da argentina, o Choripan, um lanche recheado com linguiça e alguns temperos. A iguaria é servida em diversas versões no charmoso Chori, estabelecimento com ambiente descolado e rooftop (os valores dos lanches ficam entre 230 e 260 pesos/R$ 17 e R$ 19).  

Com atmosfera vintage, o recém-inaugurado bar Sifón serve bebidas acompanhadas por sifões com água gaseificada. O espaço oferece várias opções de drinks, como o “gynsodic”, com gin, lavanda e refrigerante (sai por 210 pesos/R$15). Por fim, o animado bar La Fuerza oferece o clássico “vermú” argentino (vermute), produzido pela casa usando ingredientes locais (175 pesos o copo individual com soda tônica/ R$12.50). Para acompanhar, há uma porção saborosa de bolinhos de acelga (370 pesos/R$25). 

Gastos aproximados do dia: R$ 105 (entrada no MALBA, tour guiado por Colegiales, lanche no Chori, drink no bar Sifón e drink com uma porção no La Fuerza)

Roteiro dia 4 – Livrarias, alfajores e hasta luego! 

econômico

Livros del Pasage. Foto: Guia Viajar Melhor

Neste último dia de roteiro econômico por Buenos Aires, aproveite a manhã para conhecer algumas livrarias da cidade. As visitas trazem agradáveis surpresas a custo zero – todas possuem entrada gratuita. Além da fantástica e classuda El Ateneo (Avenida Santa Fe, 1860), considerada por vezes uma das livrarias mais belas do mundo, há também outras opções mais modernas e charmosinhas. 

A Eterna Cadencia (rua Honduras, 5.574) e a Libros del Pasaje (rua Thames 1.762) ficam no bairro de Palermo e reúnem uma série de títulos raros e alternativos. Além disso, são lugares muito agradáveis para tomar um cafezinho e relaxar. Você pode visitar todas as livrarias de bicicleta para otimizar o tempo e se deslocar com facilidade nesse último dia de roteiro econômico. 

Antes de ir embora, que tal levar algumas alfajores para casa? Para pagar mais barato, procure comprá-los em algum mercado. Uma caixa com 6 alfajores Cachafaz, certamente uma das melhores marcas da guloseima, sai por cerca de 220 pesos (R$ 15) no mercado, valor que se multiplica nos “kioscos” (lojinhas de conveniência) ou em lojas especializadas. 

Para os vinhos, a dica é a mesma – e  vale lembrar que, em Buenos Aires, você consegue levar até 5 garrafas de vinho na sua bagagem de mão, sem a necessidade de despacho. Por falar nisso, na hora de ir embora, vale a pena provar o saboroso hambúrguer no food truck que fica em frente ao Aeroporto El Palomar. O combo do lanche com refrigerante sai por 250 pesos (cerca de R$18). 

Gastos aproximados do dia: R$48,00 (2 caixas de alfajores e lanche no aeroporto).

Total de gastos no roteiro econômico em Buenos Aires 

Roteiro econômico em Buenos Aires

Pulpería Quilapán. Foto: Guia Viajar Melhor

Por fim, o total de gastos deste roteiro econômico de 4 dias por Buenos Aires, incluindo passagens aéreas, transporte, alimentação e passeios ficou em R$ 1434,00. É claro que esta é apenas uma sugestão de roteiro – há muitas possibilidades de passeios gratuitos e baratos na cidade.

* A colunista viajou a convite do Ente de Turismo de Buenos Aires. Os valores deste roteiro econômico são referentes a janeiro de 2020 e podem sofrer alterações. 

Leia também:

» Companhias aéreas começam a cobrar até pelas bagagens de mão
» 11 lugares em Buenos Aires para fugir do óbvio
» Roteiro em Portugal: 10 dias viajando de Lisboa a Porto
» Ranking aponta cidades mais baratas para mochilar em 2020

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Allianz Travel.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]or.com

Ranking aponta cidades mais baratas para mochilar em 2020

Artigo anterior

Dicas de turismo em Chiang Mai

Artigo seguinte

Você pode gostar