Localizada no Nordeste de Goiás, próximo à Brasília, a Chapada dos Veadeiros guarda a maior porção de cerrado contínuo do mundo, garantindo a preservação da sua especial biodiversidade. Além disso, encravada no ponto mais alto do Planalto Central, a 1.700 metros de altitude, a chapada é repleta de cachoeiras, piscinas naturais, cânions e riachos. Conhecida também como Berço das Águas, seus imensos paredões brotam as nascentes de águas cristalinas que compõe as principais bacias da América do Sul.

Toda região fica sobre uma imensa placa de cristal de quartzo, o mais antigo patrimônio geológico do continente, formado a quase 2 bilhões de anos. O bioma Cerrado é um mosaico de chapadas e vales com várias formações vegetais distintas que possuem uma excepcional riqueza biológica, sendo considerada a savana de maior biodiversidade do mundo. Certamente, um grande número de frutas, plantas com propriedades medicinais e diversas espécies de animais são encontrados somente nestas regiões.

Onde ficar na Chapada dos Veadeiros

Alto Paraíso de Goiás

Primeiramente, o mais conhecido município da chapada é Alto Paraíso de Goiás. A 230 km de Brasília e a 412 de Goiânia, a cidade encontra-se a aproximadamente 1.300 metros, localizando-se no ponto mais alto do Planalto Central.

Alto Paraíso tornou-se conhecido no final do século XX, devido à presença de diversos grupos místicos e esotéricos, ligados à espiritualidade, além de praticantes de meditação, yoga, hippies e outros movimentos que escolheram o lugar para viver, não só por sua imensa beleza natural e por ser um santuário ecológico, mas também, por ser o “Chácra Cardíaco da Terra”, devido ao imenso lençol subterrâneo de cristais que exerce forte energia sobre a região – que, aliás, é cortada pelo paralelo 14, o mesmo de Machu Pichu, no Peru. Por isso, a cidade não poderia deixar de ser cheia de mística. Afinal, são comuns no local, as histórias sobre discos voadores e seres extraterrestres.

As belezas Naturais de Alto Paraíso, que incluem cânions gigantescos, paredões rochosos, rios cristalinos, cachoeiras, piscinas naturais e minas de quartzo, também atraíram ecoturistas, ecologistas, estudiosos, empresários e aventureiros, que iniciaram o desenvolvimento da região que tem entre os seus atrativos o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, cuja única entrada se encontra no Povoado de São Jorge, localizado no município de Alto Paraíso.

Além disso, a cidade conta com uma ótima infra-estrutura voltada para o turismo com pousadas, hotéis, hotéis fazenda, restaurantes, bares, pizzarias, lojas de artesanato, cristais e muito mais.

Vila de São Jorge

A vila de São Jorge teve sua povoação iniciada por volta de 1912, por garimpeiros em busca do cristal quartzo. Como resultado, a abundância do mineral atraiu garimpeiros de vários lugares, principalmente da Bahia, que foram chegando para a região formando assim um grande acampamento denominado “Acampamento do Garimpão”.

Por outro lado, São Jorge é famoso por suas ruas de areia, o maravilhoso céu estrelado e a tranquilidade dos habitantes da pequena vila. A visitação acontece todo o ano, que chega ao ápice no mês de julho (alta temporada), quando acontece o Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, onde reúnem-se grupos culturais de todo o Brasil.

Cavalcante

Diferentemente, Cavalcante possui uma estrutura básica de hotéis, pousadas, campings e restaurantes. O turismo, a mineração e a geração de energia são suas principais atividades, mas sem desprezar a pecuária, que sustenta seus moradores há anos. Por fim, é na cidade que encontra-se a belíssima Cachoeira de Santa Bárbara, uma das mais procuradas da região, sem dúvidas.

O que conhecer

Com 65.514 hectares, o parque da Chapada dos Veadeiros é praticamente um Parque de Diversões Natural para quem ama cachoeiras, banhos e o contato extremo com a natureza. Portanto, entre as dezenas de atividades que a região oferece, separamos as atividades mais procuradas pelos viajantes.

Vale da Lua

O nome Vale da Lua vem da pela aparência do local ser semelhante a uma paisagem lunar. As pequenas crateras foram escavadas durante milhões de anos pelo atrito da correnteza da água direto nas rochas. Algumas curvas onde as corredeiras são mais fortes dão origem a pequenos redemoinhos e funis.

Vale da Lua  - Chapada dos Veadeiros

1. Foto: Comunica Extend

Vale da Lua

2. Foto: Jorge Santos

Almécegas I e II

Localizadas na Pousada Fazenda São Bento, a 9 km de Alto Paraíso.

O Córrego Almécegas percorre campos de flores e buritizais, sua mais bela cachoeira, Almécegas I, cai em forma de véu de noiva a 45 metros de altura em sua piscina de águas verdes. O lugar é perfeito para a prática de rapel.

Da mesma forma, a Cachoeira Almécegas II tem uma bela queda de 8 metros e um grande poço perfeito para banho.

Almécegas I -  Chapada dos Veadeiros

3. Foto: Jorge Santos

Almécegas II

4. Foto: GIlson Tristan

Janela do Rio Preto

Limite norte da Chapada dos Veadeiros, com fantásticas vistas para o Parque Nacional, de onde temos a visão frontal dos Saltos do Rio Preto, é um local de rara beleza. Como resultado disso, é considerado um dos cartões postais da Chapada.

Janela do Rio Preto

5. Foto: GIlson Tristan

Macaquinhos

Um maravilhoso complexo de cachoeiras e poços de águas verdes, as três principais cachoeiras são: Cânion da Pedra Furada, Cachoeira da Caverna e Cachoeira dos Dois Saltos. O Vale do Macaquinho fica à 50km de Alto Paraíso, e sua estrada passa pelo mirante do Vão do Paraná lugar em que acaba a Chapada com um desnível de 800m de altura, um lugar, com toda certeza, inesquecível.

Macaquinhos

6. Foto: GIlson Tristan

Macaquinhos - Chapada dos Veadeiros

7. Foto: Mayra Azzi

Cataratas dos Couros

É, sem dúvidas, o mais espetacular conjunto de cachoeiras, cascatas, piscinas e paredões que a região oferece. O tamanho da queda e o volume da água impressionam os turistas que visitam as cataratas, um dos lugares mais bonitos da chapada.

Cataratas dos Couros - Chapada dos Veadeiros

8. Foto: Gilson Tristan

Santa Bárbara

Localizada no município de Cavalcante, a cachoeira da Santa Bárbara possui 28m de altura é considerada uma das mais bonitas da região, devido a sua água verde esmeralda com grandes piscinas.

Santa Bárbara - Chapada dos Veadeiros

9. Foto: Isabela Nicoletti

Loquinhas

Complexo de sete poços com quedas de beleza única, caracterizados por suas águas cor de esmeralda.

Loquinhas

10. Foto: Pedro Bonna

Loquinhas

11. Foto: Wev’s Bronw

Rio Prata

A aproximadamente 50km de Cavalcante, passando pela Chapada da Piteira, o Rio Prata reserva um belo cenário com campinas repletas de buritis e águas cristalinas.

Rio Prata - Chapada dos Veadeiros

12. Foto: Márcio Cabral

Sertão Zen

Um passeio indicado para quem tem bom preparo físico e curte esportes junto à natureza. Isso porque a caminhada tem duração de cerca de 7 horas, em um trajeto de 15 km pelo cerrado goiano, passando pela Serra Geral do Paranã, a 300 metros de altura, até a nascente do Rio Macaco. Durante o passeio, é possível apreciar bela paisagem típica da região avistando a chapada. Por fim, a trilha termina no alto da cachoeira com 150 metros de altura, com visão para os gigantes paredões de quartzito.

Sertão Zen

13. Foto: Nova Origem

Sertão Zen - Chapada dos Veadeiros

14. Foto: CláudioSR

Como chegar

O aeroporto mais próximo da Chapada dos Veadeiros é o de Brasília. Para isso, da capital federal é preciso seguir de carro ou ônibus para Alto do Paraíso, a 250 quilômetros, no acesso para a BR 020. E depois, prosseguir pela GO-118, rodovia que leva a Alto Paraíso e que passa por São Gabriel e São João D’Aliança.

Como circular dentro do parque

De Alto Paraíso a Cavalcante são 82 quilômetros pelas asfaltadas GO-118 e GO-241. Mas, para conhecer as cachoeiras e mirantes do entorno, ainda roda-se bastante por estradas de terra. De Alto Paraíso pra São Jorge são 22 quilômetros asfaltados e 14 quilômetros de terra pela GO-239.

Além disso, é possível percorrer os municípios através de ônibus diários que ligam as três cidades.

Quando ir

Por último, não existe um período só adequado para os turistas visitarem o local. Pois, é possível visitar o ano todo. No período de estiagem, por exemplo, que vai de abril a setembro, o volume de água nas cachoeiras diminui. Por outro lado, maio é a época mais florida e julho, a mais movimentada.

Leia também:

» Guia completo da Chapada dos Veadeiros
» Diário de Bordo: 3, 5 e 7 dias na Chapada dos Veadeiros
» 10 cachoeiras imperdíveis para conhecer na Chapada dos Veadeiros
» Cachoeira Santa Bárbara uma piscina natural na Chapada dos Veadeiros
» Vale da Lua, encantos e mistérios na Chapada dos Veadeiros

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Allianz Travel.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Burano: conheça a cidade mais colorida de toda a Itália

Artigo anterior

Hotel Sky: arquitetura européia em Gramado, na Serra Gaúcha

Artigo seguinte

Você pode gostar