O Le Grand Contrôle é o único hotel no Palácio de Versalhes e permite que os hóspedes tenham dias dignos da realeza francesa, com acesso exclusivo às dependências da propriedade real

Imagina se hospedar em um hotel de luxo dentro de um dos mais ricos e belos palácios do mundo. Deve ser um sonho, não é mesmo? E esse sonho, agora, pode ser realizado com a inauguração de um hotel no Palácio de Versalhes, na França.

O Le Grand Contrôle, da rede de luxo Airelles, fica em um dos prédios do palácio, datado de 1681, e oferece uma estadia digna da realeza para quem sempre quis experimentar essa sensação. Mas não é só isso, além das acomodações super luxuosas, caracterizadas com antiguidades do século XVIII, o hotel organiza passeios exclusivos a seus hóspedes pelo Palácio de Versalhes.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Para desfrutar de tudo isso, no entanto, é preciso preparar o bolso: a diária para um casal neste hotel de luxo não sai por menos de € 1.700 – aproximadamente R$ 10 mil – e incluem serviço de mordomo e um carrinho elétrico para circular pelo palácio. O investimento neste hotel na França, contudo, vale a pena e vou te provar.

Hotel no Palácio de Versalhes

hotel no Palácio versalhes

Foto: Divulgação

A inauguração do Le Grand Contrôle ocorreu em junho deste ano, após ter sido adiada algumas vezes por conta da pandemia da Covid-19. A ideia de um hotel de luxo em antigos palácios e castelos na Europa não é nova, mas o hotel no Palácio de Versalhes surpreende justamente por sua localização exclusiva, no palácio mais famoso do mundo.

O Le Grand foi instalado no prédio que abrigou o Ministério das Finanças durante o reinado de Luís XV e Luís XVI. Inclusive, uma das acomodações, que tem 120 metros quadrados e paredes com quatro metros de altura, era o apartamento do ministro das Finanças Jacques Necker, figura importante da Revolução Francesa.

hotel no Palácio versalhes

Foto: Divulgação

O hotel no Palácio de Versalhes tem 14 quartos, decorados com antiguidades e papéis de parede maximalistas que recriam, com perfeição, as acomodações da realeza francesa. Cada um deles recebeu uma decoração exclusiva, em estilo elegante do século 18, com cores e tecidos autênticos, móveis de época, lustres, obras de arte e de decoração. O projeto de interiores foi assinado pelo arquiteto e designer Christophe Tollemer, que diz ter se inspirado na propriedade de Maria Antonieta em Versalhes, o Petit Trianon.

hotel no Palácio versalhes

Foto: Divulgação

hotel no Palácio versalhes

Mas os atrativos do Le Grand não são restritos somente à localização e às acomodações reais. O hotel de luxo tem um restaurante supervisionado pelo premiado chef Alain Ducasse, detentor do maior número de estrelas Michelin do mundo, que oferece aos hóspedes um jantar teatral inspirado nos banquetes do Rei Sol. Nele, os garçons usam trajes de época e servem a refeição em cinco etapas. O menu inclui adaptações contemporâneas de pratos favoritos do século XVIII, como o veado à la bourgeoise.

O hotel no Palácio de Versalhes tem, ainda, um spa da marca suíça Valmont, que disponibiliza tratamentos baseados nos rituais de beleza da rainha Maria Antonieta e tem uma piscina de 15 metros de comprimento, coberta e aquecida.

O ponto alto da estadia no Le Grand, contudo, são os tours exclusivos pelo Palácio de Versalhes. Os tours guiados acontecem nos jardins e nas principais áreas do complexo, incluindo a Galeria dos Espelhos. Esses passeios ocorrem antes ou depois do período em que o palácio é aberto para a visitação do público em geral e vão além das áreas permitidas para os visitantes comuns.

Quem se hospeda no Le Grand pode assistir a um concerto privado na Royal Opera, jantar no antigo apartamento das filhas do Rei Luís XV, fazer uma sessão de fotos vestindo os figurinos utilizados na série de televisão Versailles (disponível na Netflix) e, ainda, refazer  os passos de Maria Antonieta: com um passeio pelo seus domínios no Petit Trianon, tratamentos de beleza e degustação de macarons e um jantar no Pavilhão Francês.

E, então, o que você acha: vale ou não a pena investir nessa experiência digna da realeza?

Palácio de Versalhes

hotel no Palácio versalhes

Foto: Divulgação

O Palácio de Versalhes impressiona por sua beleza e grandiosidade. Não é à toa que é o mais famoso do mundo e recebe, por ano, 8 milhões de visitantes. Construído no reinado de Luis XIV, o palácio foi residência da corte francesa de 1682 a 1789, abrigando também Luis XV, Luis XVI e Maria Antonieta.

A título de curiosidade e para você entender melhor o porquê o Palácio de Versalhes é tão impressionante, vou te dar alguns números:

  • O terreno que abriga o palácio é o maior domínio real do mundo, com 860 hectares (mais de mil campos de futebol).
  • O palácio tem 63 mil metros quadrados, o que corresponde a 15 campos de futebol.
  • No total, o palácio tem 2.300 cômodos, 2.143 janelas, 352 lareiras e 67 escadas.
  • A Galeria dos Espelhos – que pode ser visitada pelos hóspedes do Le Grand – tem 357 espelhos, 17 janelas, 12 metros de altura e 400 mil folhas de ouro. Um luxo!
  • Os jardins do palácio tem 43 km de corredores, com 300 estátuas, 55 fontes e levaram 40 anos para serem concluídos por cerca de 30 mil operários.

O Palácio de Versalhes é aberto à visitação do público em geral e, entre o que há para se ver e fazer por lá, você pode conhecer tanto o interior do castelo como o domínio real.

No interior do castelo, é possível visitar o Escritório e o Apartamento do Rei, o Apartamento da Rainha, a Galeria dos Espelhos, o Salão da Guerra, o Salão da Paz, a Ópera Real, a Capela Real e a Galeria das Carruagens. Já no domínio real, você pode ver os Jardins de Versalhes, o Grande e o Pequeno Trianon, a Fazenda de Maria Antonieta e o Templo do Amor.

Como chegar

O hotel no Palácio de Versalhes fica a 22 km do centro de Paris, na cidade de Versalhes. Para chegar até lá a partir da capital da França, a maneira mais em conta é de trem: pegue o RER C5 – trem chamado VICKY – com destino final na estação Versailles Rive Gauche, a estação mais próxima do Palácio. Ele passa em várias estações de metrô, como a Saint Michel – Notre Dame, Musée d’Orsay, Invalides, Pont d’Alma, Champs de Mars Tour Eiffel.

Outra opção é seguir de ônibus até o Palácio de Versalhes. O ônibus turístico da ParisCityVision sai do centro de Paris – 2 rue des Pyramides, 75001- e vai até a porta do Palácio de Versalhes. Você pode, ainda, contratar um transfer particular. Há, inclusive, empresas que contam com motoristas brasileiros para fazer o trajeto entre Paris e Versalhes.

Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Pedale a 70 metros de altura na superbike em Brotas

Artigo anterior

Johnnie Walker inaugura espaço dedicado ao whisky na Escócia

Artigo seguinte

Você pode gostar