Programando uma viagem para o interior de Goiás? Descubra o que fazer em Pirenópolis neste guia com as 18 atrações turísticas imperdíveis desse destino incrível do ecoturismo

Pesquisando o que fazer em Pirenópolis? Esta cidade do interior de Goiás é um destino incrível para se conhecer. E, para te ajudar a saber o que ver por lá, preparamos este guia com 18 atrações turísticas imperdíveis em Perinópolis, como é carinhosamente conhecida.

Pirenópolis está localizada em uma região privilegiada do cerrado brasileiro, cheia de rios,  lindas quedas d’água e paisagens surpreendentes. Além disso, abriga construções históricas que ajudam a contar como ocorreu a formação do estado.

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

E o melhor: é um destino acessível, tanto quando o assunto é o valor das hospedagens em passeios, quando falamos em facilidade de acesso aos seus pontos turísticos, principalmente as cachoeiras. É muito simples circular pela região e você não terá problemas para chegar em nenhuma das atrações.

Então, vamos ao que interessa? Descubra, a seguir, o que fazer em Pirenópolis neste guia com as 18 atrações turísticas imperdíveis desse destino.

O que fazer em Pirenópolis

De lindas cachoeiras a cenários históricos importantes de Goiás, há muito o que fazer em Pirenópolis. Você vai descobrir muitas surpresas que, com certeza, vão te conquistar. Por isso, vale muito a pena programar uma viagem para este destino incrível do ecoturismo.

Confira, a seguir, quais são as 18 atrações turísticas imperdíveis de Pirenópolis:

Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário

pirenopolis

Foto: Wikimedia Commons

Considerado o maior e mais antigo monumento de Goiás, a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário é o ponto de partida para o tour pelo centro histórico de Pirenópolis. Ela foi construída entre 1728 e 1732 e fica aberta à visitação de quinta a segunda.

Santuário de Vida Silvestre Vagafogo

pirenópolis

Foto: Divulgação

O Santuário de Vida Silvestre Vagafogo é uma reserva particular que fica próxima ao centro de Pirenópolis e promove a educação ambiental. O local conta com uma trilha de 1.500 metros, na qual é possível observar a fauna e a flora da região. Além disso, tem várias opções de lazer, como rapel, arvorismo e banho em uma piscina natural, com uma pequena queda d’água.

Igreja Nosso Senhor do Bonfim

o que fazer em pirenopolis

Foto: Divulgação

A bela construção colonial da Igreja Nosso Senhor do Bonfim é um dos principais prédios históricos de Pirenópolis. Além disso, é utilizada pela comunidade para a realização de festas tradicionais, como as Cavalhadas e a Folia do Divino. Para visitá-la é necessário o pagamento de uma pequena taxa. A igreja fica aberta de quarta a segunda, das 12 às 18h.

Museu da Família Pompeu

o que fazer em pirenopolis

Foto: Divulgação

Localizado em um casarão do século XVIII, o Museu da Família Pompeu fica no centro de Pirenópolis e reúne fotografias, peças, jornais e instrumentos que contam um pouco da história da região. O local abrigou a sede do primeiro jornal de Goiás.

Mirante do Ventilador

o que fazer em pirenopolis

Foto: Divulgação

O Mirante do Ventilador é um dos principais pontos turísticos de Pirenópolis, a apenas 9 km do centro. Ele fica em um morro a 1.000 metros de altitude e oferece uma bela vista da paisagem. Em dias claros, é possível avistar, inclusive, uma parte da cidade.

Igreja Nossa Senhora do Carmo

o que fazer em pirenopolis

Foto: Divulgação

A Igreja Nossa Senhora do Carmo é um dos marcos da fundação de Pirenópolis e, hoje, um dos lugares imperdíveis para conhecer ao viajar para lá. A fachada colonial é simples, mas seu interior tem decoração barroca-rococó, com riqueza de detalhes que impressiona. Além disso, o prédio abriga o Museu de Arte Sacra.

Museu do Divino

o que fazer em pirenopolis

Foto: Divulgação

Como o nome revela, o Museu do Divino reúne um acervo que conta a história da Festa do Divino, tradicional comemoração da cidade. Lá você verá fotos, maquetes das igrejas e objetos relacionados à cultura existente na principal festa de Peri.

Praça do Coreto

o que fazer em pirenopolis

Foto: Divulgação

A Praça do Coreto, além de ser uma ótima opção de passeio, abriga uma das principais feiras de artesanato de Pirenópolis. A Feirinha do Coreto, como é conhecida, reúne barraquinhas que vendem roupas, acessórios, produtos em couro, itens decorativos, peças produzidas com materiais reciclados, tapeçarias, salgados e doces.

Cachoeiras dos Dragões

o que fazer em pirenopolis

Foto: Divulgação

As Cachoeiras dos Dragões são oito belíssimas quedas d’água localizadas dentro do Mosteiro Zen Eisho-Ji, uma propriedade budista. Para visitá-las, é preciso percorrer um trajeto de cerca de 4,3 km (ida e volta), que leva de 2h30 a 4 h. O caminho que leva até as quedas d’água é bem sinalizado e há limite do número de visitantes por dia.

Cachoeira Paraíso

o que fazer em pirenopolis

Foto: Divulgação

A Cachoeira do Paraíso, além de bela, é uma das mais acessíveis de Pirenópolis. Para chegar até ela, basta percorrer uma trilha de 120 metros entre o local de parada dos carros e a cachoeira. Ela fica entre rochas, cercadas por vegetação preservada, e tem águas cristalinas que formam um poço ótimo para banhos, com 60 metros quadrados e até 6 metros de profundidade.

Cachoeira Usina Velha

atrações turísticas

Foto: Divulgação

Outra queda d’água com acesso facilitado em Pirenópolis, a Cachoeira da Usina é ideal para quem não quer enfrentar longas trilhas. Ela fica próximo ao centro da cidade e tem várias quedas d’água pequenas – a maior tem apenas 10 metros de altura. No entanto, é uma das mais frequentadas, sobretudo nos finais de semana.

Reserva Natural Meia Lua

atrações turísticas

Foto: Divulgação

A Reserva Natural Meia Lua é um lugar perfeito para quem procura por tranquilidade. Nela, você encontra uma sequência de quedas d’água entre rochas, cercadas por natureza preservada, que formam um cenário belíssimo. Todo o caminho é pavimentado e há escadas que levam à beira do rio. Por isso, é um lugar perfeito para aproveitar a natureza sem abrir mão do conforto e da estrutura, como lanchonete, banheiros e duchas.

Cachoeira do Abade

atrações turísticas

Foto: Divulgação

Uma das cachoeiras mais famosas de Pirenópolis, a Cachoeira do Abade tem 22 metros de altura e um poço de águas verdinhas, cercado por areia. Ao visitá-la, você pode se refrescar em uma piscina natural ou observar a linda paisagem em vários mirantes. Além disso, pode também conhecer a Cachoeira do Cânion, a Cachoeira do Landi e a Cachoeira do Sossego, que ficam próximas.

Cachoeira Lagoa Azul

atrações turísticas

Foto: Divulgação

A Cachoeira Lagoa Azul, como o nome sugere, tem águas cristalinas em tons de azul turquesa, que formam um grande poço belíssimo. Ela fica na Fazenda Bonsucesso e é a última de uma sequência de quatro quedas d’água. Para chegar até a linda cachoeira, no entanto,  é preciso disposição para percorrer uma trilha íngreme de 1,5 km.

Cachoeira Santa Maria

cachoeiras

Foto: Divulgação

Localizada na Reserva Ecológica Vargem Grande, a 11 km de Pirenópolis, a Cachoeira Santa Maria é uma belíssima queda d’água, em meio a um paredão rochoso, que forma um grande poço de águas cristalinas. O local é cercado por areia e lembra uma praia.

Cachoeira do Coqueiro e Garganta

cachoeiras

Foto: Divulgação

Bem próximas, as Cachoeiras do Coqueiro e Garganta geralmente são visitadas em conjunto. O acesso às duas quedas d’água é através de uma trilha de 600 metros que sai do estacionamento do Parque Coqueiro. A Cachoeira do Coqueiro fica à direita da trilha e tem um grande poço para banho. Já a Cachoeira da Garganta fica logo abaixo em um local mais fechado por mata.

Fazenda Bonsucesso

cachoeiras

Foto: Divulgação

A Fazenda Bonsucesso é conhecida por suas seis belas cachoeiras. Bem próxima ao centro de Pirenópolis, a propriedade abriga a Cachoeira do Açude, a Cachoeira do Landi, a Cachoeira Palmito, a Cachoeira Pedreira, a Cachoeira Bonsucesso e a Cachoeira Lagoa Azul.

Cachoeira do Lázaro

cachoeiras

Foto: Divulgação

A Cachoeira do Lázaro é recomendada para quem não sabe nadar ou tem medo de mergulhar em poços profundos. A bela queda d’água forma uma piscina natural rasa, com que não ultrapassa 1,5 metro de profundidade. Ela fica dentro da Reserva Ecológica Vargem Grande, a apenas 1,5 km de distância da sede do local.

Agora que você já sabe o que fazer em Pirenópolis, pode planejar sua viagem para lá. Com essas 18 atrações turísticas imperdíveis é possível montar um roteiro bem bacana, não é mesmo? E não esqueça de nos contar como foi sua experiência nesse destino incrível.






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Melhores resorts de São Paulo para ir com a família

Artigo anterior

Descubra quais são as pousadas mais bem avaliadas na Praia Grande, segundo a Decolar

Artigo seguinte

Você pode gostar