Dá para passar um fim de ano em locais diferentes dos habituais? Certamente que sim. Nada como o que os que estão mais acostumados com a agitação encontrada em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro podem esperar, mas sim um cenário ligeiramente diferente. E nenhuma cidade exemplifica mais isso do que Curitiba.

Para se ter uma ideia, desde 1999 a cidade não realiza festa de réveillon pública, mas moradores e turistas não param de curtir a queima de fogos, que é quase obrigatória em todas as localidades. O show pirotécnico é encabeçado por algumas organizações privadas e pode ser visto de todos os ângulos da cidade.

O ponto mais alto na região do centro é a Praça das Nações, no alto da Rua 15, a 925 metros acima do nível do mar, de onde se pode avistar até quatro quarteirões. De lá pode-se ver fogos de artifício no topo do 15, Jardim Social, Cristo Rei, Tarumã e a vizinha Praça Santos Andrade. Da praça Abílio de Abreu, em Guabirotuba, tem-se uma vista magnífica do centro da cidade e por lá há também uma pista onde crianças e adolescentes podem patinar ou andar de bicicleta.

Um lembrete importante: foi assinada uma lei municipal que proíbe fogos de artifício do ripo ruidoso, mas permite o uso do tipo luminosos com efeitos coloridos e sem franja. A Lei Municipal nº 15.585/2019 do Município de Curitiba foi promulgada em 20 de dezembro de 2020 e também proíbe a “queima, liberação e manuseio de fogos de artifício e produtos pirotécnicos de alto impacto”. Como fogos de artifício coloridos, chamados luminosos, com belos efeitos visuais, mas sem o ruído de tiros, são permitidos, os organizadores de eventos de fim de ano como o Hard Rock Café e a Maggiori Eventos se reinventaram para proporcionar ao turista um espetáculo de fogos silenciosos no âmbito da lei, garantindo o charme da noite curitibana.

Há pelo menos dois eventos públicos de natal que, de certa forma, compensam a ausência de grandes eventos de Réveillon, guardadas as devidas diferenças. A Feira Especial de Natal é realizada no Largo da Ordem e traz muito artesanato, produzido por nada menos que 475 expositores. É uma oportunidade especial para encontrar presentes diferentes para família e amigos.  E a programação do Natal de Curitiba Luz dos Pinhais apresenta produções artísticas digitais em vários pontos da cidade, trazendo novas alternativas em quesitos como decoração, iluminação e temática.

Um outro ponto interessante para se fazer nesta época vem de uma fonte improvável: o Facebook. Marlon Ramos é o organizador do “Réveillon do Parque Barigui” através do perfil “Curitiba Mil Grau”, encontrado na rede social. Segundo ele a ideia foi proposta em meados de 2013 e, com a ajuda dos amigos, criaram este evento virtualmente como apenas uma brincadeira. Mas a ideia acabou se desenvolvendo muito além do que esperavam e tiveram nada menos que seis mil pessoas interessadas.

Assim os organizadores desenvolveram melhor o conceito: quem quiser assistir a fogos de artifício no parque, que é um dos locais mais privilegiados para assistir a queima na região. A partir das 22h00 do dia 31 de dezembro, os interessados se encontrarão em frente ao Bar do Lago. A organização proíbe apenas música alta, uso de drogas, consumo excessivo de álcool, lixo e fogos de artifício do tipo comuns, para não assustar os animais do parque.

O que fazer no final de ano em Curitiba?

ano novo em curitiba

Foto: Gilberto Jacob

Passou a entrada do ano. E agora? Seria realmente uma pena não aproveitar para conhecer de maneira mais apropriada as atrações locais. Durante o réveillon a atenção para o fim do ano e os horários especiais de alguns lugares são variáveis, portanto o melhor é relaxar, curtir o momento e esperar passar o frissom da chegada do novo período para aproveitar melhor sua estadia. Por isso separamos algumas atrações que você deve conferir e manter o interesse pela cidade sempre em estado de alerta.

De Curitiba você pode fazer uma viagem para Antonina e Morretes por Trem da Serra do Mar pela Serra Verde Express. O passeio foi pensado para toda a família dura um pouco mais de três horas, onde você sempre pode escolher a classe do veículo, do mais simples para o de luxo ou mesmo em um tipo retrô. Descendo a Serra do Mar, é possível admirar cânions, cachoeiras, vegetação e muita natureza. Durante o tour panorâmico você aprenderá um pouco mais sobre a história da siderurgia brasileira. Ao chegar em Morretes, além das belas paisagens da cidade, é altamente recomendável experimentar o típico barreado, um dos pratos mais famosos da culinária local.

Outra atração que vale a pena é o Jardim Botânico, o grande cartão postal da cidade. Trata-se de uma cúpula de vidro lindíssima, inspirada no Palácio de Cristal de Londres. Vá preparado para passar uma tarde inteira, pois há muitos jardins externos e internos, excelentes cenários para uma sessão de fotos ou um agradável piquenique. E procure ficar até o fim da tarde, quando os últimos raios de sol caem sobre a cúpula de vidro. É uma visão de tirar o fôlego.

Para quem ama um pedaço de história a dica é o Largo da Ordem, considerado o coração do Centro Histórico de Curitiba. Lá fica a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco das Chagas, a mais antiga da cidade. Durante os séculos 18, 19 e boa parte do século 20, o Largo era uma área de intenso comércio. Além da Igreja da Ordem, o Largo abriga também outros patrimônios históricos da cidade, como a Casa Romário Martins, a Casa Vermelha, o Museu de Arte Sacra e o Bebedouro.

Se você é um daqueles que gosta de visitar lugares religiosos diferentes de sua própria fé, a pedida é ir até a Mesquita Imam Ali Ibn Abi Tálib. O templo religioso da comunidade muçulmana de Curitiba foi inaugurado em 1972 e tem um estilo arquitetônico que apresenta uma cúpula central ladeada por dois minaretes. Sua construção foi orientada para a cidade sagrada de Meca, conforme definido por regulamentos religiosos. Seu interior é totalmente acarpetado com tapetes persas ortodoxos e decorado com mosaicos islâmicos feitos à mão. Um lugar de meditação e paz.

Outro ponto alto é o Bosque Municipal Papa João Paulo II, localizado no Centro Cívico. Também chamado de Bosque do Papa, a área integra beleza e tradição, em harmonia com a natureza, e simboliza o agradecimento da cidade à presença dos imigrantes poloneses, que integram sua comunidade, e todo o significado que estes trouxeram à cidade dos pontos de vista cultural e social, a partir de 1871.

Há também o Memorial da Imigração Polonesa, formado por casas de troncos de pinheiros encaixados, típicos daquele país, e dispostos em forma de aldeia. As casas, construídas por volta de 1878, foram remontadas quando da implantação do Bosque. Desde outubro de 2021 os visitantes encontram o testemunho da história que teve início com 34 famílias, vindas da região da Silésia, no bairro Pilarzinho. Painéis fotográficos registram e recontam os usos e costumes numa exposição que inclui documentos e objetos integrantes dos acervos do Museu Paranaense e do Arquivo Público do Estado do Paraná e que estará por lá até o final de 2022.

Réveillon 2022 em Curitiba

Réveillon 2022 curitiba

Foto: Alice Yamamura / Unsplash

Por fim vale listar aqui as quatro festas particulares mais procuradas para o Réveillon. Restaurantes e hotéis competem entre si para mostrar a festa de maior qualidade e que vai agradar aos bolsos mais exigentes. Confira a sua e lembre-se sempre de confirmar a reserva.

Nomade – O restaurante do Nomaa Hotel oferece um jantar de Réveillon com um menu de degustação para quem procura os mais altos padrões culinários. A lista inclui novos versões de pratos específicas para eventos e mini versões de destaques normalmente servidos no local, incluindo rosbife marinado, mousse de foie gras com goiaba, pão de macadâmia com tâmaras e bife.

Endereço: Rua Gutemberg, 168, Batel.
Maiores informações: https://nomaa.com.br.

Radisson Hotel – Os jantares de Reveillon aqui são considerados elegantes, glamorosos, sofisticados, deliciosos e muito divertidos. O evento é sempre organizado por um grupo de celebridades que farão você relaxar. Enquanto as crianças se divertem na área infantil, você pode dançar, soltar o coração com espumante, cerveja, vinho, refrigerantes, sucos e outras bebidas no open bar, ou provar seus pratos especiais para a ocasião.

Endereço: Av. Sete de Setembro, 5190, Batel.
Maiores informações: https://www.radissonhotelsamericas.com/en-us/hotels/radisson-curitiba.

Terraza 40 – O famoso restaurante panorâmico de Curitiba traz, além das festas completas e exclusivas, perfeitas para quem quer comer a noite toda, uma vista deslumbrante da cidade. Será uma experiência única  poder assistir à queima de fogos no ponto mais alto da capital paranaense. A demanda é bastante grande, então fique atento, pois a lotação é de 130 pessoas e os ingressos esgotam rapidamente.

Endereço: R. Padre Anchieta, 1287 – Bigorrilho.
Maiores informações: https://www.terrazza40.com/reveillon,

Hard Rock Cafe Curitiba – A franquia roqueira tem uma ótima festa de réveillon em todas as unidades do mundo, e em Curitiba não será diferente. A Festa de Reveillon é opção para quem quer começar o ano com muita energia, com boa música e boa comida. E você pode trazer toda a família, pois contam com um Espaço Infantil com telas e jogos divertidos. O valor pode ser um pouco salgado (R$ 750 inteira), porém, quando você pensa que o preço inclui Open Bar/All Inclusive, acaba se tornando razoável.

Endereço: R. Buenos Aires, 50 – Batel.
Maiores informações: https://www.hardrockcafe.com/location/curitiba.

Inscreva-se em nosso canal:


Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

O que fazer no ano novo em São Paulo? Réveillon 2022

Artigo anterior

O que fazer no ano novo em Porto Alegre? Réveillon 2022

Artigo seguinte

Você pode gostar