As belezas encantadoras da América do Sul em 14 cidades que você precisa conhecer em sua próxima viagem.

O continente latino americano reserva paisagens encantadoras devido a sua abundante natureza e mata virgem. Destino reservado de diversos turistas e viajantes do mundo inteiro, esses lugares inspiram e nos remetem diretamente aos contos de fadas narrados durante nossa infância.

Essas cidades que listamos abaixo reservam belezas encantadoras e você precisa conhecer cada uma delas em seu próximo destino. Aliás, para aqueles que residem nesse continente, a viagem se torna muito mais acessível.

Guatapé, Colômbia

Foto: Wikimedia Commons

A cidade que possui inúmeros cartões postais, situada na região de Antioquia, atrai muitos visitantes seja pelo centro histórico coloridíssimo, seja pelo passado submerso nas águas da represa. Anteriormente a cidade já havia desaparecido devido a um alagamento que afundou boa parte da cidade. Para aqueles que se aventuram em veleiros pelas águas da repressa é possível observar torres de antigas igrejas. Ainda sim, por conta da repressa, a cidade foi reconstruída ganhando uma nova visualidade, dessa vez turística. A cerca de 50 quilômetros de Medellín, chegar a cidade é relativamente fácil devido aos ônibus conectados ao metro e que saem várias vezes ao dia.

San Pedro de Atacama, Chile

Foto: Diego Delso / Wikimedia Commons

Essa é a cidade porta de entrada para o deserto do Atacama. Ao redor da cidade é possível notar vestígios do próprio deserto. Aliás, o deserto mais seco e com maior altitude do mundo. A cidade em si, carrega em sua arquitetura o histórico de civilizações antigas em contraponto com uma natureza formada por lagoas azuladas, cactos gigantes, vulcões cônicos e formações rochosas que parecem ter saido de contos infantis. A vida selvagem concebem um outro atrativo. Espécies como Lhamas e graciosos flamingos são habitantes naturais do local. Para passeios recomenda-se contato direto com agências de turismo que possibilitam guias. Em outros trechos é possível um passeio de bicicleta, no qual pode se visitar facilmente algumas atrações.

Machu Picchu, Peru

Foto: Diego Delso / Wikimedia Commons

Em 1983 o sítio arqueologico de Machu Picchu foi declarado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Um dos principais destinos de perigrinação de viajantes da América do Sul – com cerca de 2.500 visitas diárias – essa região resguarda em suas ruínas todas as percepções das antigas civilizações que lá existiram antes do período colonial. Um verdadeiro espaço do passado em nosso presente. É também considerada uma das setes maravilhas do mundo, isso certamente se deve ao fato de que o cenário, composto pelas ruínas das civilizações Incas alinhadas às belezas naturais da região, remontam o imaginário de contos de fadas. Existem diversas maneiras de visitação mas, a principal delas, é a clássica trilha, que, apesar de desafiadora, é um dos seus principais atrativos.

Colônia do Sacramento, Uruguai

Foto: Wikimedia Commons

A única cidade do Uruguai com traços portugueses. Em 1995, recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. A cidade que mais reserva seu aspecto colonial, seja pela arquitetura presente nos edifícios, seja pela atmosfera e clima da região. Durante anos foi centro de disputa entre Espanha e Portugal, esse conflito só termina quando ocorre a independência do Uruguai. Apesar dos traços espanhois espalhados pela cidade, a influência portuguesa é predominante. A pequena cidade sobrevive a base do turismo local e de seus pequenos comércios.

Villa la Angostura, Argentina

Foto: Wikimedia Commons

Considerada por muitos como o “Jardim da Patagônia” – situada cerca de 83 quilômetros de Bariloche – Villa la Angostura, é cercada por paisagens rochosas e margeia o grande lago Nahuel Huapi. As características de Angostura se assemelham muito a Bariloche e é o destino ideal para se alojar depois de conhecer as montanhas nevadas. Curiosamente, existe um decreto que determinada que todas as casas devem ser construidas com madeira e pedra fomando um charmoso desenho urbano e de arquitetura. Muitas casas da região foram construídas durante o período de fundação da cidade, carregando consigo marcas históricas. Elas também levam os traços do arquiteto Alejandro Bustillo, que construiu muitas delas, e que permanecem preservadas até hoje.

Pucón, Chile

Foto: Wikimedia Commons

A margem do lago e vulcão Villarica, fica a pequena e magnífica cidade de Pucón. Uma natureza composta por vegetação nativa criam a margem do grande lago e traçam os arredores da cidade, dando a ela sua beleza natural. Anualmente diversos praticantes de esportes náuticos visitam a cidade, principalmente no período do verão e, geralmente no inverno, o trakking e cavalgadas se tornam os esportes favoritos. O vulcão costeiro a cidade desperta muita curiosidade, seja pela sua atividade recente – em 2015 entrou em erupção – seja pelo nome mencionado pelos mapuches: “Rucapíllan” cujo significado é “casa do demônio”. 

Ollantaytambo, Peru

Foto: Wikimedia Commons

O segundo parque nacional arqueológico que também reserva ruínas da arquitetura inca mais visitado no Peru. O significado de Ollantaytambo – segundo alguns estudiosos – é “lugar de observação a partir de baixo”. Isso remete diretamente as grandes montanhas da região, no qual as antigas cidades foram contruidas em suas encostas, logo, observar de baixo a altura das montanhas. Pelas construções, que agora boa parte são ruínas, é possível notar o grande movimento centrado na religião, na agricultura e no militarismo. A entrada do sítio arqueológico é pela cidade, onde é possível pernoitar e conhecer o comércio local.

Tiradentes, Brasil

A pequena cidade mineira e histórica reserva boas atrações para aqueles que procuram uma viagem tranquila. Muito além da culinária, que por si só já desperta muitas atrações, a cidade tem em sua arquitetura uma conservação histórica do período que remete a grande procura pelo ouro. Lá, as casas, as pequenas ruas e igrejas carregam o traço barroco que lembram características portuguesas. Boa parte de suas atrações concentram-se no centro histórico e isso faz com que sua viagem e visita aos pontos turísticos sejam calma e no seu próprio ritmo.

Sucre, Bolívia

Foto: Wikimedia Commons

Conhecida como a cidade “branca boliviana”, Sucre possui diversas casas e edificações que retomam o período colonial. Com o passar do tempo a cidade foi recebendo diversos nomes diferentes como Charcas, La Plata e Chuquisaca. Apesar do centro político estar localizado em La Paz, Sucre, foi a primeira cidade e é o centro constitucional da Bolívia, outro fato que representa a sua riqueza histórica. Boa parte das atrações estão concentradas no centro histórico, como a Plaza 25 de Mayo, uma das principais praças da cidade que concentra inúmeros restaurantes e cafés típicos bolivianos. Vale a pena conhecer.

Cartagena das Índias, Colômbia

Foto: Wikimedia Commons

A beleza dessa cidade portuária colombiana se estende entre as casas coloridas e as praias de água cristalina. Um destino bastante em conta para aqueles que moram no Brasil e gostam de praias. Mas, esse destino de vários turistas, também chama atenção pelo clima tropical quase ao longo do ano inteiro. Seu centro histórico reserva diversas surpresas. Vale caminhar sem um destino certo e encontrar edifícios antigos. Visitar restaurantes e cafés também é uma recomendação importante.

Cusco, Peru

Foto: Wikimedia Commons

Destino predileto de mochileiros, em Cusco, cidade peruana reconhecida pela sua altitude, há muito o que conhecer. Habitam lá antigos templos da civilização Inca. Aliás, em quéchua, Cusco – ou Qosco – significa a cidade escolhida pelo deus Sol. Isso representa a centralidade da antiga civilização. Nos arredores da cidade é possível notar a sobreposição de culturas. Em certos trechos grandes construções Incas, em ruínas depois do período colonial, e em outros, construções que retomam a arquitetura espanhola.

Cuenca, Equador

Foto: Wikimedia Commons

Cuenca é a terceira maior cidade do Equador. Em 1999, devido a arquitetura presente desde os séculos XVIII e XIX, foi nomeada como Patrimônio da Humanidade. Fundada em 1577 com o nome original de Santa Ana de los rios de Cuenca, essa cidade possui um charme específico, proveniente de seus conjuntos de parques, praças e igrejas e todo o panorama de montanhas andinas com suas cores vislumbrantes. O sítio arqueológico de Ingapirca é certamente um dos pontos mais visitados e lá é possível visitar templos da civilização Cañari, comunidade que sucumbiu antes da chegada dos espanhóis.

Ouro Preto, Brasil

Foto: Wikimedia Commons

Ouro Preto e seu barroco brasileiro impressiona qualquer visitante. Essa edificações, construidas no período da corrido pelo ouro em Minas Gerais, permanecem intactas, e guardam memórias de antigos artistas e arquitetos brasileiros. Curiosamente, no período de construção da cidade, que estava reservada para a colheita do minério, parte das riquezas recolhidas ficavam por lá, resultando na construção de igrejas e casas grandes que ostentam riqueza. Evidentemente, o padrão estético copiava o ritmo da arquitetura portuguesa, porém com menos recursos. Vale mencionar que, a maioria das visitas as igrejas, é cobrado um valor médio de R$ 5,00.

Puerto Varas, Chile

Foto: Wikimedia Commons

A vista panorâmica de Puerto Varas é uma das mais belas. Da cidade é possível ver os vulcões Osorno e Calbuco e seus picos nevados. A cidade está situada na região de Los Lagos, ao sul do Chile. Sua temperatura vária de acordo com a época do ano. Isso significa que é possível a neve em épocas mais frias e o sol escaldante nos meses de verão. Um dos pontos que mais convocam os turista é a Igreja do Sagrado Coração, cujas cores vermelha e branca contrastam com a vista ao fundo dos vulcões. Mas as atrações não se restrigem somente ao centro histórico. A cidade é rodeada por uma natureza exuberante com lagos cristalinos e pequenas quedas d´água.

Leia também:

» 70 lugares para conhecer na América do Sul
» Roteiros para fazer um mochilão pela América do Sul
» 9 viagens de trem inesquecíveis para fazer na América do Sul
» 12 cidades bonitas para visitar na Argentina

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Reserve passagens aéreas com até 40% de desconto para qualquer destino.
Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

10 destinos para viajar no final de semana com pacotes de viagens baratos

Artigo anterior

11 cidades turísticas em Minas Gerais para conhecer viajando de carro

Artigo seguinte

Você pode gostar