O Sudeste é repleto de lugares super preservados que vale a pena conhecer. Descubra quais são os parques naturais para visitar entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais

Os amantes do ecoturismo encontram na Região Sudeste lugares incríveis para conhecer, tanto no interior dos estados, quanto na Serra do Mar ou no litoral. Porém, os melhores destinos para encontrar paisagens impressionantes, sobretudo para quem curte aventura em meio à natureza, são os parques naturais para visitar entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Os três estados são privilegiados com cadeias montanhosas belíssimas, muitos cursos d’água, várias cachoeiras e áreas verdes preservadas, ricas em flora e fauna. Cenários perfeitos para a realização de trekkings e esportes radicais, como escaladas e rapel. E, mesmo quem não tem experiência em aventuras na natureza, pode conhecer alguns destes locais, a partir de trilhas leves e fáceis de percorrer.

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Parques naturais para visitar no Sudeste

Parques naturais para visitar entre SP, RJ e MG

Foto: Upslon/Wikimedia Commons

Portanto, se você está procurando uma opção de passeio diferente para fazer no Sudeste do país, considere visitar um destes parques naturais. Seja em uma viagem solo, com seu amor ou com um grupo de amigos, os trekkings nestes locais vão te proporcionar experiências inesquecíveis. Confira, a seguir, uma seleção com os 7 parques naturais incríveis para visitar entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Parques naturais para visitar no Sudeste

Foto: Karla F Paiva/Wikimedia Commons

O Parque Nacional da Serra dos Órgãos fica em uma área que abrange quatro municípios do Rio de Janeiro: Guapimirim, Magé, Petrópolis e Teresópolis. Nele há cachoeiras, piscinas naturais, grutas e paisagens incríveis. Além de trilhas que levam aos principais pontos, entre elas a trilha do Morro do Açú, a trilha da Cachoeira Véu de Noiva e o Circuito das Bromélias. A entrada principal do parque fica em Petrópolis, a 45 minutos do centro histórico da cidade.

Entre tudo o que se pode fazer no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, destacam-se as travessias e os esportes radicais – como rapel e escalada. E os pontos turísticos mais visitados, principalmente por quem gosta de aventura, são o Pico Dedo de Deus, o Parque Estadual Serra do Mar, a Pedra do Sino, o Escalavrado e a Agulha do Diabo.

PETAR

Parques naturais para visitar entre SP, RJ e MG

Foto: Divulgação

O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR) é conhecido como o parque das cavernas. Ele é o destino perfeito para quem ama natureza e, principalmente, de cachoeiras. As quedas d’água do PETAR chegam a até 70 metros de altura e são perfeitas para a prática de cascading e rapel. As mais famosas são: Cachoeira das Andorinhas, Cachoeira do Betarizinho ou Beija Flor, Cachoeira do Couto, Cachoeira das Arapongas, Cachoeiras do Sem Fim, Cachoeira da Caverna do Ouro Grosso e Cachoeira Sete Reis.

O PETAR fica a 339 km de São Paulo, próximo à divisa com o Paraná, e, além das dezenas de quedas d’água, possui cavernas imponentes. Uma delas é a Casa de Pedra, a caverna com maior pórtico do mundo. Entre todos os lugares para visitar no PETAR, vale a pena conhecer a Caverna do Alambari de Baixo, a Caverna do Ouro Grosso, a Caverna Água Suja, a Caverna do Couto, a Caverna do Morro Preto e a Caverna de Santana que, de tão extensa, ainda não foi completamente mapeada.

Serra do Cipó

Parques naturais para visitar entre SP, RJ e MG

Foto: Divulgação

Localizado em Minas Gerais, o Parque Nacional da Serra do Cipó é o lugar perfeito para os amantes de ecoturismo e turismo de aventura. Um dos parques naturais para visitar no Sudeste, ele fica ao sul da cadeia do Espinhaço e envolve áreas dos municípios de Jaboticatubas, Santana do Riacho, Morro do Pilar e Itambé do Mato Dentro. O local tem 33.800 hectares e abriga cânions, imponentes picos, várias cachoeiras e muitos cursos d’água das bacias do Rio São Francisco e do Rio Doce. 

É possível realizar vários trekkings no parque, desde os trajetos mais fáceis até os mais difíceis, destinados aos aventureiros mais experientes. As trilhas levam não só aos picos, mas, principalmente, às cachoeiras. As principais são a Cachoeira Grande, a Cachoeira da Farofa, a Cachoeira Véu da Noiva, a Cachoeira do Tomé,  a Cachoeira de Baixo, a Cachoeira do Gavião, a Cachoeira da Braúna, a Cachoeira do Riachinho, a Cachoeira da Capivara e a Cachoeira das Andorinhas.

Parque Nacional Serra da Canastra

Parques naturais para visitar entre SP, RJ e MG

Foto: Zé Garcia Jr/Wikimedia Commons

Outro parque natural para visitar em Minas Gerais, o Parque Nacional Serra da Canastra tem cachoeiras imponentes, com quase 200 metros de altura, muitas delas são formadas pelas águas do Rio São Francisco. É um dos principais destinos para os amantes do ecoturismo no estado. O parque abrange uma área de 70 mil hectares, em seis cidades: São Roque de Minas, Sacramento, Delfinópolis, São João Batista do Glória, Capitólio e Vargem Bonita.

Os destaques do Parque Nacional Serra da Canastra são a Cachoeira Casca D’Anta, Cachoeira da Chinela, Cachoeira da Parida, Cachoeira do Cerradão, Cachoeira do Fundão, Cachoeira do Jota, Cachoeira dos Rolinhos e Cachoeira Rasga Canga. Para percorrer alguns trechos do local, no entanto, é necessário contratar um guia especializado, devido a dificuldade das trilhas como, por exemplo, a que faz a travessia entre a parte alta e a parte baixa da Casca D’Anta.

Parque Nacional da Serra da Bocaina

Parques naturais para visitar entre SP, RJ e MG

Foto: Miguel Angelo Pinguelli/Wikimedia Commons

Dos parques naturais para visitar no Sudeste, este é conhecido como o paraíso do trekking no Brasil. O Parque Nacional da Serra da Bocaina está localizado entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro e ocupa uma extensa área, que vai da serra do mar até o litoral. Além disso, abriga lugares históricos, como os caminhos do ouro, remanescentes da época dos tropeiros. Há também trilhas que fazem a travessia do parque e revelam paisagens incríveis.

O parque é dividido entre a parte alta, serra, e a parte baixa, litoral. Na serra, os principais atrativos são as cachoeiras, picos e mirantes, que podem ser conhecidos a partir de várias trilhas. Vale destacar, ainda, a Cachoeira de Santo Izidro, a Cachoeira das Posses, a Cachoeira do Veado e a Pedra da Macela. No litoral, destacam-se as praias do Meio e da Caixa D’Aço, com acesso por Paraty. 

Parque Nacional do Caparaó

Parques naturais para visitar entre SP, RJ e MG

Foto: Eltuir Umbelina/Wikimedia Commons

O Parque Nacional do Caparaó fica em Minas Gerais, na divisa do estado com o Espírito Santo. Nele, você encontrará cachoeiras de águas cristalinas que fazem jus ao nome do parque, já que Caparaó significa “águas cristalinas que rolam das pedras”. Entre as várias quedas d’água, o destaque é para a Cachoeira Bonita, que fica no Vale Encantado e tem 80 metros de altura. Mas a mais visitada do parque é a Cachoeira das Andorinhas.

O Parque Nacional do Caparaó também é um paraíso para quem curte montanhismo. Isto porque a área de 33 mil hectares abriga muitas montanhas e picos imponentes. Entre eles, está o Pico da Bandeira, o terceiro ponto mais alto do Brasil, com 2.892 metros de altitude. Há várias trilhas e pontos para camping dentro do parque.

Parque Nacional do Itatiaia

Parques naturais para visitar entre SP, RJ e MG

Foto: Divulgação

O Parque Nacional do Itatiaia, no Rio de Janeiro, é repleto de paisagens impressionantes que podem ser conhecidas a partir de várias trilhas. O destaque é a que leva o Pico das Agulhas Negras, famoso por suas formas esculpidas pela ação do tempo. Entretanto, a trilha até o local tem 11 km, ida e volta, e dificuldade elevada, incluindo uma escalaminhada que exige um pouco mais dos aventureiros.

Do alto de seus 2.790 metros de altitude, se tem uma  vista privilegiada de outras montanhas menores, como o Morro do Couto, o Maciço das Prateleiras, a Serra Fina e o Pico do Papagaio – estes dois últimos em Minas Gerais. Entre os parques naturais incríveis para visitar entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, este é um dos que possui mais trilhas. Mas não é só isso. Além da que leva ao Pico das Agulhas Negras, vale a pena fazer a Travessia Rancho Caído, a Travessia Ruy Braga, a do Cume do Morro do Couto, entre outras.






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Brasileiros podem trabalhar na França mesmo sem cidadania; entenda como

Artigo anterior

Trabalhar no exterior: 4 países que dão visto para brasileiros

Artigo seguinte

Você pode gostar