Você provavelmente já ouviu falar das 7 Maravilhas do Mundo. Porém, sabia que existem mais de sete monumentos com mesmo título? Atualmente, apenas uma construção que representou as sete primeiras maravilhas, ou as 7 Maravilhas do Mundo Antigo, ainda está de pé. As outras infelizmente não existem mais e umas delas ninguém sabe ao certo se existiu.

Ao longo dos séculos, o homem construiu grandes obras arquitetônicas que também merecem destaque. Por isso, em 2005, a New Open World Corporation (NOWC) criou uma lista com 200 monumentos que poderiam substituir as 7 Maravilhas do Mundo Antigo. Entre eles, 77 foram escolhidos em votação popular.

Em seguida, a lista foi reduzida para 21 finalistas, escolhidos por um grupo de arquitetos liderado pelo ex-diretor da Unesco, Federico Mayor. Foram utilizados os critérios: beleza, complexidade, valor histórico, relevância cultural e significado arquitetônico.

A Necrópole de Gizé, no Egito, foi retirada dessa lista e ganhou o título de “Maravilha Honorária”. Isso por ser a última remanescente dos primeiros monumentos. Em julho de 2007, em Portugal, foram anunciadas as 7 Maravilhas do Mundo Moderno. São elas:

1 – A Grande Muralha da China – China

Com 21,1 mil km de comprimento, 8 metros de altura e 4 metros de largura, a muralha começa na província de Gansu e termina no Golfo de Bohai. O título de Maravilha do Mundo atrai muitos turistas. Ela recebe mais de 4 milhões de visitas por ano.

Conheça as 7 maravilhas do mundo moderno

Foto: Ana Paula Hirama/Pixabay

Construída para consolidar o império de Qin Shihuang. A muralha atravessa vales e montanhas ao longo de 11 províncias do país e das regiões autônomas da Mongólia e da Nacionalidade Hui. Apesar de ser um monumento muito grande. Ao contrário do que já foi divulgado, ela não pode ser vista da Lua. Porém, é tão extensa que pode aparecer em imagens de radar tiradas em órbita terrestre baixa.

2 – Petra – Jordânia

Ninguém sabe ao certo quando Petra surgiu, estudiosos acreditam que foi próximo ao século III a.C. A capital do Império Nabeteu sempre foi cercada de histórias, fé, mistério e riqueza. O legado desse povo é impressionante e capaz de surpreender qualquer um que visita a cidade esculpida nas pedras do sul da Jordânia. Por isso, Petra não é só considerada um das 7 Maravilhas do Mundo Moderno, mas também é um Patrimônio Histórico da UNESCO.

Conheça as 7 maravilhas do mundo moderno

Foto: Seetheholyland.net/Flickr

Também conhecida como cidade rosa, Petra se encontra em um dos pontos mais secos e inóspitos do mundo. Mesmo assim, por ficar em um local estratégico, onde cruzavam rotas de caravanas que transportavam incenso, especiarias e mirra, entre a antiga Mesopotâmia e o Egito, a cidade ficou muito rica.

Quem acha que Petra se resume apenas a um monumento está errado. É uma cidade com mais de 5 km², com diversos templos, tumbas, palacetes, obeliscos, colunas, anfiteatro e um sistema de cisternas e irrigação. Apesar disso, no início do ano de 747, um terremoto fez com que as rotas comerciais fossem desviadas após causar destruição no local. Aos poucos, Petra foi sendo esquecida no meio do deserto. A cidade foi reencontra pelo explorador suíço, Johannes Luewig Burckhardt, apenas em 1812.

3 – Coliseu – Itália

Um dos símbolos mais famosos do Império Romano. O Coliseu foi uma anfiteatro no qual gladiadores e guerreiros lutavam entre si ou com animais selvagens. Começou a ser construído em 72 d.C. por ordem do imperador Flávio Vespasiano. Ele ordenou que fosse erguido no mesmo local que se encontrava um palácio de Nero, seu antecessor.

Conheça as 7 maravilhas do mundo moderno

Foto: Pablo Cabezos/Flickr

Após oito anos de obras, em 80 d.C., o Coliseu ficou pronto. Nessa época, Roma já era governada por Tito, filho de Vespesiano. Em comemoração à conclusão do anfiteatro, houve batalhas e disputadas durante 100 dias. As arquibancadas, construídas a mais de três metros do chão, acomodavam cerca de 50 mil pessoas.

Até o ano de 404, o Coliseu foi o principal palco das lutas na cidade, até o imperador Flávio Honório proibir a luta entre gladiadores. Depois disso, o Coliseu teve diversos usos. Foi cenário para simulações de batalhas navais, ocasiões em que a área ocupada pela arena era alagada. Ao longo dos anos ele foi sendo saqueado e chegou a ser usado como uma fortaleza. Hoje, mesmo em ruínas, o Coliseu ainda impõe respeito a quem vai visitá-lo. Não é a toa que foi escolhido para ser uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

4 – Chichén Itzá – México

Hoje, Chichén Itzá é um grande sítio arqueológico, na península de Yucatán, no México. Antigamente, foi um centro cultural e religioso do povo maia. A cidade foi fundada por volta do século V d.C., acredita-se que pelo povo maia proveniente das terras baixas de Yucatán. Após ser invadida, por volta do ano 1000, a cidade cresceu e evoluiu até algum momento do século XIII onde foi abandonada.

Conheça as 7 maravilhas do mundo moderno

Foto: Trans World Productions/Flickr

Em meados do século XIX, exploradores europeus encontraram o local, e, até hoje, arqueólogos têm trabalhado para revelar e estudar as muitas ruínas de Chichén Itzá. Os principais edifícios foram construído através do estilo Puuc – utilizando pedra calcária. Os invasores que mais tarde chegaram ao local levaram o estilo tolteca para as construções. Caracterizado por esculturas de cobras e caveiras, gigantescas estátuas e por figuras peculiares chamadas Chac Mools.

A construção mais famosa, com certeza é El Castillo, também conhecido como Templo de Kukulkán ou Pirâmide de Kukulkán. Uma pirâmide com 24 metros de altura localizada na praça principal. Cada um dos quatro lados tem 91 degraus e estão de frente para um ponto cardeal. Em certos dias do ano, as sombras projetadas pelo pôr do Sol dão a impressão de que há uma serpente descendo pela escadaria. No topo da pirâmide, há um templo dedicado ao deus Quetzalcóatl. Agora dá para entender porque o templo é uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno.

5 – Machu Picchu – Peru

Além de ser uma das 7 Maravilhas do Mundo, em 2016, Machu Picchu levou o prêmio de “Melhor Atração Turística” do mundo do World Travel Awards (WTA), o “Oscar do Turismo”. É uma cidade de pedra, construída pelos Incas ao redor de século XV, localizada em meio às montanhas de Machu Picchu e Huayna Picchu.

Conheça as 7 maravilhas do mundo moderno

Foto: KayVeePhotos/Flickr

A cidade recebeu muitos títulos e reconhecimentos desde que Hiram Bingham encontrou a cidade e a compartilhou com o mundo, em 1911. Em 1983, Machu Picchu foi declarada como Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade pela UNESCO; em 2007, foi anunciada como uma das 7 Maravilhas do Mundo Moderno; e, por fim, em 2014, a cidade foi considerada um dos locais mais fotografados do mundo, por Sightsmap Panoramio e o Google. Toda esta popularidade fez com a cidade Machu Picchu, que fica a 130 km de Cusco, seja um dos pontos mais procurados para quem viaja para a América Latina.

6 – Taj Mahal – Índia

Localizado em Agra, na Índia, essa Maravilha do Mundo Moderno foi construída a mando do imperador Shah Jahan, entre 1631 e 1653. Foram cerca de 20 mil homens de várias cidades do Oriente para construir esse monumento. O Taj Mahal foi levantado em memória da esposa favorita do imperador, Arymand Banu Begam, conhecida por Mumtaz Mahal, que significa “a joia do palácio”. Ela morreu aos 39 anos, após dar a luz ao 14º filho. 

Conheça as 7 maravilhas do mundo moderno

Foto: **** Eve ****/Flickr

Lá, não é permitida a entrada com bebidas outros alimentos e, para adentrar o local, existe uma proteção para colocar nos pés. Como na maioria das mesquitas do país, há uma fila exclusiva para homens e outra exclusiva para mulheres.

Uma dica aos visitantes, o Taj Mahal abre às 6h, com o nascer do Sol, então para aproveitar a vista e o local antes de ficar lotado, o ideal é chegar cedo. Por voltas das 9h começam a chegar as excursões de diversos lugares. O ingresso custa mais ou menos 15 dólares para turistas e dá direito a uma garrafinha de água mineral e um par de meias.

7 – Cristo Redentor – Brasil

Por aqui também temos o nosso representante entre as 7 Maravilhas do Mundo Moderno. No topo do Corcovado, no Rio de Janeiro, o Cristo Redentor mantém os braços abertos abençoando a cidade. A inauguração da estátua aconteceu em 1931, hoje, ela é o principal cartão-postal do Rio.

Conheça as 7 maravilhas do mundo moderno

Foto: Pixabay

Em 1859, o padre lazarista francês Pierre-Marie Boss, da Igreja do Colégio Imaculada Conceição, teve o sonho de construir um monumento religioso no alto do Monte Corcovado e registrou essa ideia no livro “Imitação de Cristo”, de 1903. Em 1921, foi aberta uma disputa entre os projetos para o monumento. Os criadores do Cristo Redentor são o desenhista Heitor da Silva Costa, o pintor Carlos Oswald e o escultor Maximiliam Paul Landowsky, que esculpiu a cabeça e as mãos do monumento.

Os braços do Cristo Redentor estão abertos formando uma cruz. Além disso, ele tem 38 metros de altura, o que equivale a um edifício de 13 andares. Modernizado recentemente, recebeu nova iluminação, elevadores panorâmicos, escadas rolantes e seu interior foi transformado em uma capela dedicada a Nossa Senhora Aparecida. Ele pode ser visitado todos os dias, das 8h às 19h, para chegar, você pode ir de trem ou com vans credenciadas.

Agora que você já conhece as 7 Maravilhas do Mundo Moderno, que tal se organizar e fazer uma viagem para o que você achou mais interessante? E porque não visitar todos na mesma viagem?

Inscreva-se em nosso canal:


Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

O que fazer no ano novo em Porto Alegre? Réveillon 2022

Artigo anterior

Conheça alguns dos trekkings mais bonitos da América do Sul

Artigo seguinte

Você pode gostar