Confira ótimas dicas sobre o que fazer em El Calafate e como fotografar a enorme geleira chamada Perito Moreno

A cidade de El Calafate está encravada na Patagônia Argentina, às margens do Lago Argentino, encontrando-se distante 2.750km de Buenos Aires. A cidade é bela e recebe um grande número de turistas internacionais durante todo o ano, oferecendo uma ótima estrutura turística. Sendo assim, há muito o que fazer em El Calafate.

A partir de El Calafate podemos visitar a região das geleiras, onde há infinitas possibilidades de curtição em um cenário natural incomparável. A pé, de carro ou de barco, todas são boas opções para explorar esta área única da Patagônia argentina. Com grande destaque para o Glaciar Perito Moreno.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Vale salientar que esse tipo de turismo cresceu muito entre os viajantes brasileiros. Até porque não se trata de um lugar tão distante assim, já que a Argentina é nossa vizinha. Isso sem contar as paisagens incríveis oferecidas pela Patagônia e que, muitas vezes, só temos a oportunidade de conhecer através de documentários e programas de viagens na TV.

Glaciar Perito Moreno


Foto: Pixabay

O Glaciar Perito Moreno é a atração turística principal de El Calafate. O Glaciar está localizado no Parque Nacional Los Glaciares, que fica a 78km da cidade. Algo como 1h30 de viagem de ônibus. O parque abriga a terceira maior concentração de gelo do mundo.

Já o Perito Moreno é uma geleira gigante com mais de 250 quilômetros quadrados de área, contendo 60 metros de altura, e que pode ser avistado muito de perto pelos turistas. Para apreciar esse espetáculo da natureza, os visitantes dispõem de uma plataforma de 7km de passarelas de madeira e de aço, o que possibilita o deslocamento para que a geleira possa ser avistada nos mais variados ângulos.

Também se pode conhecer a geleira a partir de um passeio de barco, propiciando uma distância ainda menor entre você e a massa de gelo. Uma vez no local, torna-se possível ouvir o som de algum bloco se soltando em meio ao silêncio. O difícil é saber de que lado vem esse som.

Entre os meses de agosto e maio é possível realizar um minitrekking de quinze minutos até a geleira e 1h30min sobre o gelo. Mas somente para pessoas entre 10 e 65 anos de idade. A atividade conta com nível de dificuldade média. Outra opção existente é o chamado Big Ice, com disponibilidade entre setembro e abril para pessoas de 18 e 50 anos de idade e com dificuldade alta. A caminhada dura 1h30min até o glaciar e 3h30min sobre o gelo. Além do Glaciar Perito Moreno, há outras geleiras para visitação pelo Lago Argentino. Dentre elas temos: Upsala, Spegazzini, Mayo e Onelli.

Para aqueles que desejarem tomar alguns drinks em um bar de gelo, saiba que o Glaciarium, situado a 6km de El Calafate, a caminho do Glaciar Perito Moreno, é o local indicado. O Glaciarium, que também é um museu, possui paredes, chão e copos feitos de gelo. Como se pode imaginar, o lugar sugere o uso de roupas apropriadas, pois o frio chega a -10ºC.

Ainda desvendando o que fazer em El Calafate, uma opção diferente são as Cuevas del Walichu, um sítio arqueológico a 7km do centro da cidade. O lugar mostra as pegadas dos primeiros homens que andaram por aquelas terras, tais como pinturas rupestres da província pertencente ao Paleolítico. Este ponto turístico e histórico é uma volta no tempo, tanto pelo seu valor arqueológico quanto pela beleza da paisagem, formando um lugar único na Patagônia.

Como chegar em El Calafate?


Foto: Pixabay

Não há voos diretos do Brasil para El Calafate. Sendo assim, é necessário fazer uma conexão em Buenos Aires. A rota pode ser feita com a Aerolíneas Argentinas ou a Latam. O voo de Buenos Aires para El Calafate leva 3h20. As Aerolíneas Argentinas também voam a partir de Ushuaia (879km de Buenos Aires) e Bariloche (1.025km de Buenos Aires). O Aeroporto Internacional Calafate está a 23km do centro.

A partir do aeroporto até os hotéis há táxis e tranfers disponíveis aos viajantes. Além de ônibus e vans. Se for o caso, também é possível alugar um carro ainda no aeroporto. O que facilitaria o deslocamento aos passeios. As estradas da região são boas e as paisagens encantadoras.

Quando ir para El Calafate?


Foto: Pixabay

No dia 15 de fevereiro comemora-se o batismo do Lago Argentino na Fiesta del Lago. Por conta dessa festividade, há vários eventos culturais e esportivos em El Calafate. O que gera um aumento considerável de turistas. O lado bom é poder aproveitar as comemorações, mesmo que os pontos turísticos estejam mais cheios.

No caso específico de poder avistar as geleiras, os meses de verão é o mais indicado. Se quiser evitar o auge do turismo, indica-se viajar nos meses de novembro e dezembro, o início da alta temporada. É importante nos atentarmos que, quanto mais perto do verão, mais agradáveis vão ficando as temperaturas. E mais longos serão os dias. A alta temporada em El Calafate vai de outubro até a Páscoa.

» Descubra a melhor época para visitar a Patagônia Argentina
» Roteiro pelas principais atrações da Patagônia Argentina
» Patagônia argentina é destino de inverno para brasileiros
» Embarque pelo Trem do Fim do Mundo em Ushuaia

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

9 lugares sensacionais que você precisa conhecer no Chile

Artigo anterior

O que fazer em Santiago: roteiro de 2 dias

Artigo seguinte

Você pode gostar