Experimentar uma viagem de trem pode ser uma experiência excitante e inesquecível. Ainda mais se o trajeto em questão escolher passar por trechos onde a paisagem natural se mistura com cidades de pequeno porte, dando um ar bucólico e retrô ao evento.

Embora não sejam muito divulgados no Brasil, esse tipo de viagem é muito comum no exterior, principalmente na Europa, onde trens como o Expresso do Oriente ficaram imortalizados em obras da literatura mundial e se tornaram sinônimo de requinte e luxo.

O primeiro serviço ferroviário fora do Reino Unido e da América do Norte foi inaugurado em 1829 na França entre Saint-Etienne e Lyon e era inicialmente limitado à tração animal. A primeira locomotiva a vapor em serviço na Europa foi denominada Steam Elephant, que em 5 de maio de 1835 transportou um trem na primeira linha na Bélgica, ligando Mechelen e Bruxelas.

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Por aqui a primeira locomotiva a operar foi a chamada Baroneza (com z mesmo, como na antiga grafia), que percorreu mais de 23 minutos em 30 de abril de 1854, nos 14,5 km de extensão entre o porto de Mauá e a cidade de Fragoso na Baía de Guanabara. O Maria Fumaça (nome coloquial dado para as locomotivas a vapor) inaugurou a ferrovia Mauá, a primeira do país a utilizar a bitola indiana. Para a viagem inaugural constava dentre os passageiros o imperador brasileiro Dom Pedro II.

Hoje em dia ainda há trens que fazem viagens entre estados brasileiros em operação. Muitos desses roteiros já foram divulgados e analisados, mas sempre estão sujeitos a mudanças de operação, sobretudo por conta de ações preventivas contra a Covid-19.

Por conta disso resolvemos atualizar alguns dos passeios de trem no Brasil mais atrativos e ver o que mudou com o Coronavírus. A recomendação é a mesma para todos os usuários dos passeios: mantenha contato com os sites oficiais das viagens e procure sempre verificar o que foi alterado, inclusive nos horários de funcionamento e nos trechos a serem percorridos.

Passeios de trem no Brasil

Trem do Vinho: Bento Gonçalves(RS)

passeios de trem

Foto: Divulgação

O passeio mais procurado pela Serra Gaúcha faz parte do chamado enoturismo ou viniturismo, modalidade cujo objetivo é incluir a degustação, consumo ou compra de vinhos, muitas vezes no produtor ou em áreas próximas. Onde outros tipos de turismo são muitas vezes de natureza passiva, o enoturismo pode consistir em visitas a vinícolas, degustação de vinhos, caminhadas nas vinhas ou mesmo participação ativa na vindima.

A linha conhecida com esse nome se localiza no Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, e é operada pela Giordani Turismo. Foi inaugurado em 1978 com um percurso que se iniciava em Carlos Barbosa, passava por Garibaldi, Bento Gonçalves e terminava em Jaboticaba. Atualmente o trecho entre Bento Gonçalves e Jaboticaba está abandonado.

Os participantes são recepcionados com vinho na estação de Bento Gonçalves e partem para percorrer os 23 quilômetros de percurso por uma hora e meia de duração. O passeio conta com coral típico italiano, show de tarantela, teatro e até repentista. Ao chegar em Garibaldi são recepcionados com música gaúcha e italiana, além de mais uma sessão de degustação de vinhos e suco de uva.

Trem da Serra do Mar: Curitiba (PR)

passeios de trem no brasil

Foto: Divulgação

Viaje pela história da ferrovia entre Curitiba e Morretes percorrendo os trilhos emoldurados por rios, cascatas e cânions. Descobrir a natureza a bordo de uma Maria Fumaça parece algo inacreditável. Mas é justamente esta a proposta deste passeio, que já conquistou os clientes e passageiros.

Sinta os sabores do Paraná conhecendo as delícias de Morretes e Antonina, desde o típico barreado nos melhores restaurantes até as ruas estreitas com suas ricas tradições culturais e religiosas mantidas por sua tranquila população.

Trem de Belo Horizonte x Vitória (Vale)

passeios de trem no brasil

Foto: Divulgação

Diariamente, a partir das sete da manhã, um trem sai de Cariacica, em Vitória, no Espírito Santo, com  destino a Belo Horizonte, Minas Gerais, onde chega por volta de 20h10. Caso resolva seguir o sentido inverso o trem parte da capital mineira às 7h30 e alcança seu destino às 20h30. Há ainda um trem adicional que vai de Itabira a Nova Era, ambas localidades dentro de Minas Gerais.

No site oficial estão todas as dicas de como se preparar para uma viagem tão longa. Se desejar obter informações mais detalhadas acesse este link para baixar um arquivo em pdf identificado como Cartilha do Passageiro, fornecida pela Vale do Rio Doce, a empresa que coordena as viagens. Cada trem da linha possui poltronas ergonômicas, tomadas elétricas nas paredes e monitores de vídeo. Os trens disponibilizam também carro especial com banheiros adaptados para cadeirantes e pontos de fixação para cadeiras de rodas.

Trem do Forró: Recife (PE)

passeios de trem

Foto: Divulgação

Este passeio se tornou um evento típico do calendário do mês de junho em Pernambuco. Parte do Recife, e vai até Cabo de Santo Agostinho, retornando depois para o ponto de partida. São no total cinco horas de viagem de um total de sete horas de diversão ao som de, claro, forró.

Tudo começou no ano de 1987 quando um grupo de servidores estaduais criou o passeio para levá-los até a Capital do Forró, Caruaru. O trem partia de Recife com cerca de 60 passageiros, acompanhados de uma banda de pífanos e forrozeiros.

Quando o passeio acabou, depois de um tempo, o proprietário da Serrambi Turismo, Anderson Pacheco, resolveu reinventar a ideia e, seguindo sugestões de uma organizadora original do projeto, abriu a viagem, devidamente modificada, para uso público. O evento chamou a atenção da imprensa local e nacional, transformando-se em destaque rapidamente. A procura pelo evento aumentou, o que levou à reformulação e um aumento de vagões, que permitiu um transporte médio de mil pessoas diariamente.

Passeio de Maria Fumaça entre São João del Rei e Tiradentes (MG)

maria fumaça

Foto: Divulgação

A VLI é uma empresa que oferece soluções logísticas ligando portos, ferrovias e terminais às principais regiões brasileiras produtoras de bens industrializados, siderúrgicos, minerais e do agronegócio. As operações cobrem todas as regiões do país menos a Sul.

O chamado Trem Turístico, que liga São João del Rei a Tiradentes, é um passeio que tem por objetivo principal a preservação do patrimônio histórico. Segundo a empresa, esta é a Maria Fumaça mais antiga em operação no Brasil, atraindo turistas do mundo todo. Faz parte do passeio visitas a atrações culturais como o Museu Ferroviário e a Rotunda, uma estrutura ferroviária circular para manutenção e armazenamento desses tipos de veículos.

Trem do Corcovado (RJ)

trem rio de janeiro

Foto: Divulgação

A Ferrovia de Cremalheira do Corcovado, conhecida informalmente como Trem do Corcovado, é uma ferrovia no Rio de Janeiro que parte de Cosme Velho com destino ao cume do Corcovado a uma altitude de 710 m, onde se pode ver a estátua gigante do Cristo Redentor, além de vistas amplas das praias da cidade.

A linha tem 3,824 km de comprimento, passando por quatro estações no total. Os terminais são a estação base histórica do Cosme Velho e o cume do Corcovado. Os passageiros viajam em unidades elétricas múltiplas personalizadas (EMU) em veículos lançados em 2019, capazes de atingir uma velocidade máxima de 25 km/h, permitindo que a subida seja feita em cerca de 15 minutos. Durante a descida, a energia é recuperada por frenagem regenerativa, o que leva a uma economia de 75% do consumo total de energia.

Há três trens, cada um composto por dois carros. A viagem dura aproximadamente 20 minutos e sai a cada 20 minutos, dando uma capacidade de 540 passageiros por hora. Devido a esta capacidade limitada, a espera na estação de entrada pode ser de várias horas. A partir de março de 2021, a linha opera das 08h00 às 19h00.

Passeio de Bondinho Campos do Jordão (SP)

bondinho

Foto: Divulgação

A Estrada de Ferro de Campos do Jordão tem sua origem no início do século passado, quando havia uma necessidade latente de transportar pessoas que sofriam de doenças respiratórias até o local de tratamento, em geral em meio ao clima das montanhas da cidade. Hoje é uma atração turística, propícia para conhecer as belezas da Serra da Mantiqueira. Possui em seu trajeto uma arquitetura preservada desde 1910, ano de sua construção. A estrada de ferro principal liga Campos do Jordão à cidade de Pindamonhangaba, na região do Vale do Paraíba.

Uma vez na cidade pode-se fazer um passeio pelas principais vilas da cidade, incluindo Capivari, Jaguaribe e Abernéssia, que juntas fazem um percurso de quatro quilômetros no total. O passeio acontece num bondinho urbano, chamado de Camarão, em estilo inglês. Também é possível seguir os trilhos centenários até a cidade de Santo Antônio do Pinhal, onde a Serra da Mantiqueira espera para um passeio em locais onde a natureza ainda está intocada e seu acesso acontece somente através da Estrada de Ferro.

Viagem de trem São Paulo x Jundiaí (SP)

trem

Foto: Divulgação

Outro expresso turístico bastante procurado passa pelos mesmos trilhos que provocaram o desenvolvimento do Estado de São Paulo a partir da segunda metade do século XIX. Este passeio foi inaugurado em 18 de abril de 2009 pela Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos e pela CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

O trem usado é formado por dois carros de aço inoxidável, fabricados por aqui na década de 1960, e conduzidos por uma locomotiva a diesel, da CPTM. Os vagões foram cedidos pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) e totalmente restaurados pela CPTM. O percurso ainda conta com monitores que fornecem informações históricas sobre a ferrovia e as estações que encontrarão pelo caminho.






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Melhores praias de Punta Cana e outros passeios diferentes

Artigo anterior

Documentos e regras para entrar em Punta Cana – República Dominicana

Artigo seguinte

Você pode gostar