Programando uma viagem para esquiar em Bariloche? Confira, aqui, tudo o que você precisa saber para aproveitar o melhor deste destino de inverno

Bariloche é o lugar preferido dos brasileiros quando o objetivo é ver neve. Bem mais próxima e acessível que outros destinos de inverno, esta cidade do sul da Argentina recebe milhares de turistas todos os anos em busca, principalmente, de suas pistas de esqui. E não é difícil entender porque tantas pessoas escolhem esquiar em Bariloche.

Modernas e super estruturadas, estações de neve da cidade oferecem pistas para todos os tipos de esportistas, desde os iniciantes até os mais experientes. Além disso, é muito fácil alugar equipamentos ou contratar uma aula, caso seja sua primeira vez no esporte. Para completar, os cenários são incríveis, com paisagens que mesclam montes nevados e lagos belíssimos. E Bariloche tem uma excelente rede hoteleira e ótimos restaurantes.

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Portanto, se você quer um lugar sensacional para curtir suas próximas férias, inclua este destino da Argentina em seus planos. Temos certeza que viverá experiências inesquecíveis que o farão querer voltar mais vezes. E, aqui, vamos explicar tudo o que você precisa saber para esquiar em Bariloche.

Neve em Bariloche: quando ir

Esquiar em Bariloche: quando ir

Foto: Wikimedia Commons

Para viajar para Bariloche e aproveitar o melhor que este destino pode oferecer é importante, antes de tudo, entender em qual época do ano há neve e, consequentemente, condições apropriadas para esquiar. Vale ressaltar que as pistas de esqui abrem somente no inverno, por razões óbvias, já que a neve não dura o ano todo por lá.

A alta temporada na cidade argentina ocorre entre julho e agosto, quando o acúmulo de neve em Bariloche deixa as pistas perfeitas para a prática do esporte. Mas começa a nevar mesmo em junho. Já em setembro, apesar de ainda haver neve em alguns pontos do destino, alguns equipamentos turísticos costumam fechar, principalmente nas montanhas.

Mas há, também, outros fatores que podem influenciar na decisão de quando ir a Bariloche. Um deles é o preço dos serviços, que costuma ser mais elevado durante a alta temporada. Além disso, especialmente em julho, a cidade costuma ficar lotada de estudantes em férias. Portanto, caso queira fugir destas duas situações, considere planejar sua viagem para esquiar no final de junho ou na segunda quinzena de agosto, por exemplo.

Estações de neve em Bariloche

Estações para esquiar em Bariloche

Foto: David/Wikimedia Commons

As estações de neve são os principais atrativos de Bariloche durante a temporada de frio. Diariamente, recebem milhares de visitantes em busca de aventura, seja para esquiar, praticar snowboard, fazer caminhadas nas montanhas ou andar de snowmobile – uma moto adaptada para a neve. Mas, entre todos os esportes de inverno, o esqui é o queridinho dos turistas que viajam para este destino.

A mais famosa e antiga pista de esqui da Argentina é o Cerro Catedral, localizada a apenas 30 minutos do centro de Bariloche. Para acessar seu topo, é preciso embarcar em um teleférico que leva a 2.180 metros de altitude.

O local funciona há 70 anos e, atualmente, é o mais moderno da América do Sul, com 120 quilômetros de pistas de esqui, capazes de receber até 35 mil esquiadores por hora. Principal destino de quem vai esquiar em Bariloche, ele tem 9 pistas para iniciantes, 25 para intermediários, 15 para esquiadores mais experientes e 10 destinadas apenas para profissionais, com grau de dificuldade elevado.

Ou seja, mesmo quem nunca esquiou pode se divertir no Cerro Catedral, assim como quem tem ampla experiência no esporte. E não é só isso. O local também é excelente para a prática do snowboard, para andar de snowmobile ou fazer caminhadas na neve. Além disso, tem um grande centro de convivência em sua base, com restaurantes, várias lojas e muitas hospedagens, ideais para quem deseja aproveitar ao máximo a estadia para esquiar em Bariloche.

Outras estações de neve do destino, Piedras Blancas e Cerro Otto são menores que Cerro Catedral. Nelas, o que prevalece é a prática do esquibunda. Piedras Blancas é um local recomendado, sobretudo, para quem viaja em família. Já em Cerro Otto, o grande atrativo é a Confeitaria Giratória no alto da montanha.

Esquiar em Bariloche: dicas úteis

Esquiar em Bariloche

Foto: Diego Gabriel/Wikimedia Commons

Além de saber a melhor época para ir para Bariloche e quais são as principais pistas de neve, é importante considerar outros aspectos ao planejar sua viagem para esquiar. Um deles é o tipo de roupa que deve levar na mala para enfrentar as baixas temperaturas nas montanhas argentinas. Vale ressaltar, contudo, que Bariloche tem diversas lojas que alugam roupas de inverno a preços acessíveis. Portanto, se você não costuma viajar para lugares frios, pode ser uma boa opção alugar ao invés de comprar peças novas.

Apesar disso, tenha em sua mala luvas – de preferência térmicas ou de couro -, gorros, cachecóis, blusas de lã e térmicas, casacos, calças compridas, meias de lã, meias calça, botas e galochas quentes. Para esquiar, é super importante alugar uma calça própria para a neve.

Se sua intenção é aproveitar a estadia apenas para esquiar em Bariloche, considere ficar em uma das hospedagens localizadas na base do Cerro Catedral. Desse modo, você vai economizar tempo e dinheiro com o transporte da cidade até a pista de esqui. Mas se quer conhecer outros lugares do destino, vale a pena se hospedar no centro de Bariloche.

Quanto custa viajar para Bariloche

Quanto custa viajar para Bariloche

Foto: Diego Gabriel/Wikimedia Commons

Falando em custos, Bariloche é um destino de neve relativamente barato se comparado a lugares na Europa ou Estados Unidos, por exemplo. Entretanto, é um dos lugares mais caros da Argentina. Mas é importante lembrar que o valor das passagens aéreas e hospedagens dependerá da época que você escolher viajar para lá. Como já alertamos, julho e agosto costumam ser os meses mais caros.

Por isso, planeje sua viagem para esquiar em Bariloche com antecedência para garantir o melhor custo-benefício. Considere em seu planejamento, gastos com transporte, hospedagem, alimentação, compras e, claro, acesso às pistas de esqui. Os preços do Cerro Catedral podem ser consultados no site do local. Para economizar, vale a pena comprar ingressos para vários dias, já que saem mais em conta que os diários.

Dica extra para reservar hotéis

Para encontrar inúmeras opções de acomodação e reservar hotéis e pousadas com os melhores preços, utilizamos o Booking.com - disponível em milhares de destinos.

Passagens aéreas mais baratas

Para economizar com voos, consultamos primeiro as passagens aéreas na MaxMilhas, - quase sempre encontramos os melhores preços tanto no Brasil quanto no exterior. As passagens podem ser emitidas mesmo para quem não tem milhas aéreas.

Outras dicas úteis

Encontre informações úteis sobre os melhores destinos do mundo, com guias de viagens especializados sobre diferentes lugares para conhecer no Brasil e no exterior. São milhares de dicas de viagens com sugestões de onde ir na sua viagem, recomendação de hotéis, notícias atualizadas e muito mais.

Precisa de um carro na sua viagem? Encontre aluguel de carro na Rentcars e cote modelos diferentes podendo ser parcelado em até 10x. Já para passeios e ingressos antecipados, fechamos tudo sempre pela Get Your Guide.

Deseja falar com a redação, promover a sua marca ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

  Inscreva-se em nosso canal:
 

Planeje sua Viagem


5 destinos para aproveitar o melhor da gastronomia mineira

Artigo anterior

Feriados 2023: calendário completo com datas para aproveitar e viajar

Artigo seguinte

Você pode gostar