Alta histórica preocupa viajantes. Moeda norte-americana atinge mais uma vez sua máxima com dólar turismo sendo vendido por R$ 5,94

São Paulo – Apuração feita na tarde desta sexta-feira (24), apresentou mais uma alta do dólar turismo, depois de uma sequência de desvalorização da moeda nacional. Desta vez com uma margem de R$ 1 a mais em relação ao dia 27 de fevereiro, dois meses atrás.

Para compras feitas em casas de câmbio utilizando o cartão de crédito pré-pago, o dólar está sendo cotada a R$ 6,45. Esses valores foram encontrados em corretoras e casas de câmbio nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, enquanto o euro atingiu a quantia de R$ 6,42 e a libra em R$ 7,38, ambas em papel moeda. 

Em janeiro desse ano, o dólar turismo, que já operava em alta sucessiva, estava sendo vendido por R$ 4,39. Este aumento constante já garantiu uma diferença de mais de 0,60 centavos em poucas semanas, gerando insatisfação e dificultando a vida de quem estava planejando viajar ou morar no exterior nos próximos meses. 

A cotação das moedas estrangeiras oscilam diariamente e isso não é novidade, mas especialistas já consideram que dessa vez o valor atingiu um novo recorde histórico, com o dólar comercial operando perto dos R$ 5,70 conforme publicado no portal Uol Notícias

Dólar turismo vendido a 5 reais

Viajar está ficando mais caro: dólar turismo vendido a R$ 5,94. Foto: Anete Lūsiņa / Unsplash

Dólar, euro e libra operam em alta após saída de Moro

Como as moedas caminham paralelamente, o dólar turismo, principalmente cotado para emissão de passagens aéreas e para despesas de viagens, é operado pelas casas de câmbio. Este sempre tem um valor maior do que o dólar comercial.    

Os sinais presentes desde 2019 mostram um começo de ano complicado para a economia brasileira, agravado por uma crise mundial. O desgaste no mercado interno proporciona uma retração de investimentos internacionais. O dia também foi marcado por uma queda na bolsa de 7%.

Apesar de não termos uma previsão clara de como será as próximas semanas, a perda de valor do real perante outras moedas preocupa não apenas os viajantes, mas também o governo. Essa tornou mais uma tarefa para o ministro da economia, este, inclusive, já havia sido criticado pelo comentário feito sobre as empregadas domésticas na Disney

Ou seja, cenários de instabilidade política e clima de tensão no exterior agravam a situação por aqui. Agora, com a saída do ministro da justiça Sérgio Moro, o cenário se torna mais nebuloso. Novos fatores como o coronavírus também começam a influenciar ainda mais a desvalorização da moeda. Tudo isso aumenta a diferença do dólar comercial e do dólar turismo. De fato, no meio de tantas incertezas, resta para os viajantes adiar os planos de viagem ao exterior ou se desdobrar para conseguir viajar com o dólar em alta.

quanto custa dólar turismo

Moeda norte-americana sobe mais uma vez e chega a ser vendido por R$ 5,94 em casas de câmbio. Foto: Joseph Chan / Unsplash

» Roteiro econômico em Buenos Aires
» Apps indispensáveis para quem vai viajar sozinho
» Essas sã0 as casas mais desejadas do Airbnb
» 10 motivos para visitar Portugal com crianças

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Allianz Travel.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Veja como viajar com o dólar em alta

Artigo anterior

Exposição imersiva de Leonardo da Vinci é prorrogada em São Paulo

Artigo seguinte

Você pode gostar