As férias podem ser boas para renovar as energias, mas também podem ser as vilãs dos automóveis para quem viajou pra cima e pra baixo de carro. Desde as intempéries da estrada, até a areia da praia ou a terra da fazenda que podem acarretar em lanternas quebradas, pedrinhas que detonam a pintura, bancos sujos, enfim, colocar o carro na estrada é estar sujeito a alguns contratempos que podem danificar o veículo. Por isso, ao voltar para casa, além de desfazer as malas, é bom levar o carro para realizar um check-up na oficina, prevenir alguns problemas e também dar uma renovada na sua estética.

De acordo com o gestor administrativo da Oficina Jocar, André Barboza, é interessante levar o veículo o quanto antes para fazer reparos pós-viagem. A areia e a maresia da praia, por exemplo, podem ser umas das maiores vilãs, se deixar passar muito tempo sem solucionar o problema. “Esse fenômeno é um dos principais causadores de ferrugem, que afeta desde as peças internas e o motor, até a lataria e a pintura do veículo”, alerta.

O check-up pode avaliar diversas situações do automóvel e recomendar alguns serviços de consertos e melhorias necessárias, às vezes, preventivas. Em uma higienização do veículo pode-se corrigir, por exemplo, o acúmulo de água ou areia nos conectores elétricos, terminais de bateria, filtros de lubrificação e ar. Esses resíduos, assim como o sal, podem romper as coifas dos amortecedores, danificando a suspensão do veículo. Todos esses cuidados são considerados em uma higienização profissional, além de evitar partículas sólidas para o automóvel não ser riscado.

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Acompanha uma boa limpeza, a hidratação interna do veículo, que não se restringe aos bancos do carro, mas, todas as superfícies internas recebem atenção, evitando ressecamento e ficando protegidas por mais tempo.

A proteção cerâmica protege contra chuva ácida, fezes de passarinhos e fará com que os efeitos da maresia e do sol sejam menos nocivos à lataria. É recomendável encerar o carro uma vez ao mês, e fazer uma cristalização a cada seis meses.

O polimento técnico pode eliminar até 90% de riscos do verniz, trazendo de volta o aspecto novo e brilhante à lataria. É bom lembrar que nenhum seguro de automóvel cobre danos promovidos por água salgada ou maresia, portanto, é melhor conservar a pintura do carro, do que arcar com uma nova pintura veicular.

Website: https://www.oficinajocar.com.br






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

UTIL inaugura frota de luxo para viagens rodoviárias

Artigo anterior

Calendário de Vacinação 2022 Florianópolis – Santa Catarina

Artigo seguinte

Você pode gostar