Atualizada em:

Aos pés da imponente Pedra Azul, o Ecoparque Fjordland é um pedaço da Noruega no Brasil e promove cavalgadas em meio à natureza exuberante do Parque Estadual Pedra Azul

Aos pés da grandiosa Pedra Azul, em Domingos Martins (ES), é possível encontrar um pedacinho da Noruega encravado no Brasil. Estamos falando do Ecoparque Fjordland, um refúgio para quem gosta de ecoturismo e cavalos.

A propriedade é a única no país que disponibiliza passeios em cavalos da raça Fjord, uma linhagem norueguesa de animais extremamente dóceis e belíssimos. As cavalgadas em Fjordland levam a lugares incríveis desse cantinho capixaba para lá de charmoso.

Fjordland soma-se a outras atrações imperdíveis em Domingos Martins. A serra do Espírito Santo é o cenário ideal para dias de contemplação e imersão na natureza. 

Foto: Divulgação

Trilhas dentro do Parque Estadual da Pedra Azul permitem a prática de esportes radicais e banhos em piscinas naturais. As hospedagens possuem um charme especial em meio às montanhas e convidam a ficar mais um pouco. Para completar, a gastronomia é variada e agrada a todos os paladares. 

Comece já a planejar sua viagem a Domingos Martins e conheça esse pedaço da Noruega no Brasil. Fjordland vai te surpreender, pode ter certeza.

Fjordland, um pedaço da Noruega no Brasil

Espírito Santo
Foto: Divulgação

Construído por membros da realeza norueguesa, o ecoparque Fjordland é o lugar perfeito para quem gosta de cavalos e ecoturismo. 

A propriedade, localizada na Rota do Lagarto, pertence ao viúvo da princesa Ragnhild Alexandra, o empresário Erling Sven Lorentzen. Fjordland foi construído no final dos anos 1980 e cria cavalos da raça Norwegian Fjord Horse (NFH). 

Fora da Noruega, estes cavalos só são encontrados em Fjordland e no Chile. Além de muito belos, os cavalos Fjord são extremamente dóceis e ótimos para cavalgadas. O temperamento deles permite, inclusive, que iniciantes e crianças participem dos passeios. 

Cavalgadas em Fjordland

As cavalgadas em Fjordland são feitas na parte noroeste da Pedra Azul. O ecoparque tem duas opções de trilhas em torno da Pedra Azul para serem feitas com os cavalos: a curta, com duração de cerca de 20 minutos, e a longa, que pode durar 1h40.

A trilha curta é indicada para quem visita o local com crianças menores de 10 anos. Ela leva até a plantação de café orgânico da propriedade, uma de suas atrações.

Já a trilha longa tem como destino o Mirante do Lagarto, nas saídas pela manhã, ou as piscinas naturais da Pedra Azul, nas saídas à tarde. Porém, a idade mínima para este passeio é de 10 anos.

Após as cavalgadas em Fjordland, os visitantes podem visitar os estábulos e conhecer como é a criação dos cavalos. Além disso, há outros animais na fazenda que podem ser vistos.

Café orgânico Heimen 

Outra atração do Ecoparque Fjordland é a produção do café Heimen. Plantados de forma orgânica, os pés de café ficam em uma área na encosta da Pedra Azul e são adubados apenas com resíduos dos cavalos – como fezes, urina, pó de serra e restos de capim).

É possível, também, conhecer a tulha, onde é feito o beneficiamento do Heimen Coffee. O local é aberto à visitação na época de colheita do café. 

A produção do café orgânico é limitada. Por ano, apenas quatro sacas de 60 quilos são comercializadas na cafeteria do ecoparque. Se você visitar Fjordland, não deixe de passar por lá para experimentar essa delícia. 

Biblioteca 

O ecoparque Fjordland conta, ainda, com uma biblioteca mantida pelo Instituto Lorentzen. O acervo é todo voltado à Educação Ambiental e Ecologia. 

Reserve um tempo para conhecer mais sobre as práticas ecológicas e se deleite com uma boa leitura. 

Como chegar em Fjordland, em Domingos Martins

como chegar em Fjordland
Foto: Divulgação

Fjordland é uma das atrações de Domingos Martins e fica no Parque Estadual Pedra Azul. Para chegar até lá, o melhor caminho é por Vitória, a capital capixaba.

Se você vem de outro estado, as opções são o Aeroporto Eurico Salles ou a Rodoviária de Vitória. Depois, basta seguir pela BR-262 que dá acesso à Rota do Lagarto.

Fjordland fica na Rota do Lagarto, um dos pontos turísticos de Domingos Martins. Uma vez na cidade, não se preocupe sobre como chegar em Fjordland. Basta pegar a bela estrada e, no km 2,2, há um acesso para o ecoparque.

O Parque Estadual Pedra Azul pode ser visitado durante todo o ano. No inverno, o ponto alto é a época de floração das cerejeiras. O clima de serra faz com que as temperaturas cheguem a -10ºC. 

Já no verão, a atração principal são as piscinas naturais que podem ser visitadas a partir das cavalgadas do Fjordland.  

O que fazer em Domingos Martins

o que fazer em Domingos Martins
Foto: Juliana Lira Heringer Ferreira

Além de Fjordland, há muito o que fazer em Domingos Martins. A cidade tem arquitetura alemã e lugares belíssimos para conhecer, como o Parque Estadual Pedra Azul. 

Este destino é ideal tanto para viagens em família, a dois ou em grupos de amigos. Confira nossas dicas sobre tudo que é possível conhecer nesta charmosa cidade capixaba.

Parque Estadual da Pedra Azul

O Parque Estadual Pedra Azul é a principal atração de Domingos Martins. É possível conhecê-lo através das trilhas que revelam cachoeiras e piscinas naturais em meio a uma natureza exuberante. 

Existem três trilhas no Parque Estadual Pedra Azul. A trilha com grau de dificuldade mais leve tem 1900 metros – ida e volta – e leva aos mirantes da Pedra Azul e do Forno Grande.

Outra trilha, com nível de dificuldade elevado, tem 2500 metros de percurso – ida e volta. Ela leva às piscinas naturais e inclui uma escalada de 97 metros. 

Por fim, uma trilha auto-guiada, com nível de dificuldade médio, é opção para quem deseja conhecer as piscinas naturais sem ter que passar pela escalada, a parte mais difícil do trajeto.

Por todas as trilhas, os visitantes são acompanhados pela grandiosa Pedra Azul, o cartão-postal da serra capixaba. Com mais de 1.800 metros de altura, a formação rochosa recebeu esse nome por causa da coloração que muda ao longo do dia. 

Rota do Lagarto

A Rota do Lagarto, onde fica o Fjordland, é outro ponto turístico de Domingos Martins. 

Trata-se de uma estrada, com aproximadamente 7 quilômetros, cercada por árvores que formam túneis naturais. Em determinados pontos, a via torna-se um corredor de pinheiros.

A estrada recebeu este nome porque, em toda sua extensão é possível avistar a Pedra Azul e sua formação rochosa que lembra um lagarto. 

A via tem muitas pousadas, restaurantes e lojas de doces e artesanatos. Além disso, concentra sítios com atividades voltadas ao agroturismo.

Esportes radicais

A cidade de Domingos Martins é perfeita para a prática de esportes radicais. 

O Parque Estadual Pedra Azul é o cenário perfeito para praticar trekking, rapel, rafting e bóia-cross. Além, é claro, das cavalgadas em Fjordland. 

Trem das Montanhas Capixabas

O Trem das Montanhas Capixabas é ideal para conhecer mais a região. 

Com partida na cidade de Viana, o trem passa por Domingos Martins e vai até Araguaia. No total, são 46 quilômetros em meio a Serra do Mar. O trem passa por pontes, túneis e cachoeiras.

Casa de Cultura e Museu Histórico

Quem gosta de contato com a natureza e aprendizado histórico, encontra em Domingos Martins uma viagem completa. 

Além das belezas naturais do Parque Estadual Pedra Azul, a cidade tem um acervo histórico riquíssimo que retrata a colonização por alemães, pomeranos e italianos. 

Para conhecer mais sobre a história de Domingos Martins, não deixe de conhecer a Casa de Cultura e o Museu Histórico. O prédio construído em 1915 reúne objetos, obras e móveis que ajudam a entender como a cidade de Domingos Martins surgiu.

Visite, também, a charmosa Praça Dr. Arthur Gerhardt. Rodeada pelos principais prédios históricos, a praça ainda abriga a Igreja Luterana, tombada pelo Patrimônio Histórico Estadual. 

Na praça também fica o Marco da Colonização Alemã. O monumento foi construído em 1954 e representa uma família europeia recém chegada à cidade.

Vila de Pedra Azul

A 50 quilômetros de Domingos Martins, a Vila da Pedra Azul é uma ótima opção de passeio. 

Com belas paisagens, a vila conta com muitos restaurantes de diversas culinárias, como alemã, francesa, italiana, portuguesa, orgânica e exótica. 

Leia também:

» 3 cidades incríveis na serra capixaba
» Vitória e Vila Velha: roteiro de 2 dias no Espírito Santo
» 7 passeios bate volta saindo de Vitória
» 5 cachoeiras para conhecer no Espírito Santo

∙ Gostou das nossas dicas? Faça a reserva do seu hotel ou pousada aqui e encontre as melhores condições para as suas férias.

∙ Encontre dicas de viagens e as últimas notícias que foram destaques também em nosso Instagram. Acompanhe.


Fale com o Viajar Melhor: Deseja falar com a redação, promover a sua marca ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

 

Rolar para cima