Qualquer viagem fica mais fácil ao estar conectado à internet. Porém, nem sempre a conexão é segura. Saiba como utilizar a internet em outros países, sem deixar de lado a segurança

Fazer uma viagem para o exterior é uma oportunidade única de conhecer outras culturas e aumentar o seu conhecimento. Com a internet, explorar lugares distantes ficou muito mais simples e prático. Mas será que é seguro usar a internet em outros países?

Normalmente, quando saímos do país, procuramos por um chip internacional ou conexão Wifi em restaurantes e hotéis para nos mantermos atualizados. O que a maioria das pessoas não sabem é que, dependendo do destino, a sua privacidade pode não estar sendo respeitada.

Não é por acaso que cada vez mais viajantes têm optado por uma conexão VPN na hora de fazer uma viagem internacional. Você sabe o que é VPN? Para entender esse serviço, é preciso antes conhecer o que acontece em uma conexão internacional.

O que acontece quando nos conectamos na internet em outro país?

Cada nação conta com regras próprias no que diz respeito a conexão à internet e à privacidade do usuário. Muitos governos vigiam o tráfego de internet de quem está online, tendo a permissão de armazenar informações confidenciais sobre as pessoas, sobre o pretexto da segurança pública.

Assim, quando você usa um chip internacional ou mesmo a rede Wi-Fi do seu hotel, está sujeito à normas, regulamentações e vigilância de cada país. 

Um exemplo claro é o Canadá, que conta com leis rigorosas quanto à distribuição ilegal de filmes e seriados. Assim, se um viajante tentar fazer o download de materiais audiovisuais em sites “piratas”, o Governo é capaz de rastrear o IP e aplicar uma multa no usuário.

Como ter internet na viagem ao exterior?

Foto: Freepik

Além disso, sites como YouTube, Instagram e Facebook são diferentes em cada país. Assim, nem sempre acessar a sua conta vai ser algo simples, especialmente se uma rede social for banida da nação em questão.

Por fim, a segurança do usuário pode ser colocada a prova quando realiza conexões em redes públicas. Se mesmo no Brasil não é impossível ter seus dados roubados por se conectar em Wifi’s não confiáveis, em outro país, com outras línguas e regras, o risco aumenta consideravelmente.

A solução? Optar por serviços que permitem uma conexão mais segura.

Proteção na internet em outros países

Em 2018,  mais de 6,5 milhões de embarques internacionais aconteceram no Brasil. O número mostra o quanto os brasileiros estão investindo nesse tipo de experiência. Além de gastos com as passagens e seguros, muitas pessoas começaram a incluir a conexão à internet no orçamento de uma viagem.

Uma das medidas de segurança mais conhecidas para a conexão em viagens internacionais é o serviço VPN, citado anteriormente. O VPN é um serviço de criptografia que permite que o usuário navegue pela internet sem que sites consigam rastrear a sua localização.

Como ter internet durante a viagem

Foto: Freepik

Além de ser útil para proteger seus dados em redes Wifi ou de sistemas de espionagem de governos, o VPN impede que sites e aplicativos capturem os seus dados para enviar propagandas posteriormente. 

De acordo com o portal ExpressVPN, a tecnologia VPN funciona porque oferece ao usuário uma camada de criptografia muito forte, que faz com que seja praticamente impossível detectar os dados reais de uma pessoa.

Outro benefício da rede VPN é a possibilidade de acessar os sites como no Brasil. Se você quer assistir uma série da Netflix, por exemplo, em um país estrangeiro nem todos os títulos estão disponíveis. Com o VPN, você utiliza uma rede brasileira e consegue acompanhar os episódios com tranquilidade.

4 formas de acessar a internet nas viagens

Segundo dados da ONU de 2018, mais de 3,9 bilhões de pessoas utilizam a internet no mundo. Esse número corresponde a 53,6% da população de todos os países do globo.

Enquanto a maioria dos conectados estão em suas regiões de origem, milhares de pessoas se conectam diariamente em viagens para outras nações. Ainda assim, há quem tenha dúvida sobre como acessar a internet nas viagens.

São 4 as formas mais comuns de acesso: chip internacional, chip local, wi-fi público e Wifi pago.

O chip internacional é aquele que você pode adquirir antes mesmo de viajar e permite a conexão à internet em qualquer lugar do mundo. Já o chip local é como o chip que você tem no seu smartphone no Brasil, mas totalmente focado na rede telefônica do país de destino.

Quanto ao Wifi, a versão paga permite que você se conecte em vários hotspots do mundo ao pagar uma taxa. O Wifi público é a rede de qualquer estabelecimento, seja hotel, café ou mesmo praças de conexão que as prefeituras fornecem. 

Independente da forma de acessar a internet nas viagens você escolher, o serviço VPN é a melhor forma de estar em uma conexão segura na viagem. Assim, sempre será seguro usar a internet em outros países.

Leia também:

» 6 aplicativos gratuitos que todo viajante deveria usar
» Como comprar pacotes de viagens realmente baratos
» Empresa cria chip que promete Whatsapp infinito em qualquer lugar do mundo

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Reserve passagens aéreas com até 40% de desconto para qualquer destino.
Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Show de luzes marca reabertura de Machu Picchu

Artigo anterior

Inhotim reabre após quase oito meses fechado devido à pandemia

Artigo seguinte

Você pode gostar