Pretendendo visitar a Serra Catarinense? Então confira essas três opções de passeios imperdíveis pela região e aproveite o melhor do destino!

Uma câmera na mão e uma ideia na cabeça: entregar-se ao passatempo da fotografia pode ser uma recompensa para aqueles que querem um meio de extravasar sua criatividade. E como conseguir tal coisa em meio ao mar de concreto e aço das cidades grandes? Basta identificar boas paisagens para conseguir aquele ângulo perfeito. E a Serra Catarinense é um desses lugares.

A região sempre esteve nos destinos mais procurados por quem quer fazer seu próprio ensaio fotográfico devido à profusão de verde que há por lá. Não é para menos: campos repletos de araucárias rodeados por cânions e montanhas, com cachoeiras por perto e formações rochosa impressionantes formam um cenário quase onírico e propício para ensaios.

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

As opções são várias, mas vamos deixar aqui nossas escolhas pessoais. Afinal, não há vistas melhores para uma câmera captar do que os Mirantes na Serra Catarinense. Cachoeira Papuã, Mirante da Igreja e Morro do Campestre acabaram levando toda a nossa consideração, mas há outros que merecem menção honrosa, como São Joaquim, o Mirante em Urubici, Bom Jardim da Serra e Urupema. O mero fato de que pode-se ter neve em certas passagens do ano nos Mirantes em Santa Catarina já dá a impressão de que estamos em outro país, ou melhor, em outro continente.

Para conseguir chegar ao lugar há que se enfrentar estradas sinuosas para se alcançar pontos como Serra do Rio do Rastro e a Serra do Corvo Branco. Passa-se por campos e florestas de araucárias, onde se encontram as melhores pousadas, e mais para frente, no Planalto Serrano de Lages, estão os primeiros hotéis fazenda do país.

Mirante de vidro Cachoeira Papuã

serra catarinense

Foto: Divulgação

Urubici é praticamente uma parada obrigatória para quem se aventura pela região em busca de paisagens bucólicas. Fica a uma altitude de 918 metros. No alto do Morro da Igreja, com seus 1.822 metros, foi registrada a temperatura mais baixa do país: −17,8 °C, em 29 de junho de 1996.

O município é um santuário para quem busca ar puro e contato com a natureza. É lá que fica o Parque Turístico Cachoeira Papuã, com destaque para uma passarela em meio ao verde que possui mais de 300 metros de extensão. No final dela está a primeira parada para sua fotos, um mirante com chão de vidro às margens de um precipício com aproximadamente 120 metros de altura.

O Mirante da Cachoeira Papuã foi inaugurado em outubro de 2020 e possui todo um charme, principalmente para se observar a cachoeira do mirante: a distância até lá embaixo é impressionante e não tem como não sentir um frio na barriga e as pernas amolecendo. Mesmo assim a interação com a vegetação e o ar bucólico torna o mirante inesquecível. E prepare sua câmera para bater fotos da água corrente que bate nas pedras lá embaixo…

Morro da Igreja (Pedra Furada)

serra catarinense

Foto: Edi Galvani Uliano / Wikimedia Commons

Urubici também tem acesso ao chamado Morro da Igreja, uma elevação que na verdade pertencia ao Parque Nacional de São Joaquim, localizado na divisa entre os municípios catarinenses de Bom Jardim da Serra, Orleans e Urubici.

O cume, a 1,82 metros de altitude, é o segundo mais alto do estado e o quarto dessa categoria na região sul, perdendo para o Morro da Boa Vista (1,82 m) e os picos Caratuva (1,86 m) e Paraná (1,87 m), do estado do Paraná. O Morro da Igreja é considerado o ponto habitado mais alto da Região Sul.

Bem no topo estão as instalações do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II) da Força Aérea Brasileira (FAB), com a primeira Estação de Radar Meteorológico (ERM) de Santa Catarina, que vigila constantemente as condições meteorológicas na área de cobertura do equipamento.

Lá está a Pedra Furada, uma escultura natural em forma de janela com 30 m de circunferência. De lá, em dias límpidos, pode-se avistar o mar, que fica a mais de cem quilômetros de distância. Se o tempo estiver fechado e com nuvens, ainda assim a vista vale a pena. Como o Mirante do Morro da Igreja fica bem de frente, a beleza da paisagem está garantida.

Morro do Campestre

atrações morro do campestre

Foto: Márcia Elaine Pinheiro Balke / Wikimedia Commons

Nossa terceira e última escolha está localizada em uma fazenda particular. Custa vinte reais para entrar. Passou recentemente por uma completa reestruturação entre 2018 e 2019, quando o acesso ficou bem mais fácil para chegar ao topo da elevação.

O Morro do Campestre possui formações de arenito que se situam sobre o vale do rio Canoas, também em Urubici. Lá estão vistas panorâmicas (prepare a função em sua câmera) e incríveis formações rochosas, além de uma boa vista do Vale do Rio Canoas, bem abaixo.

O morro em si tem um formato no mínimo curioso. Formações de arenito, no alto de uma montanha a 1380 metros de altitude. Originaram certas formas curiosas, como a passagem entre as rochas que lembra uma porta ou, segundo alguns, uma janela. O local tinha o nome antes de Morro da Cruz, por conta de uma cruz de madeira que ficava nessa abertura das rochas. Com o tempo, claro, ela apodreceu e não foi substituída, mas o nome é hoje sinônimo de lugar perfeito para bater boas fotos.

+ info:

Mirante de Vidro Cachoeira Papuã

Rodovia UCI, 048 – São Cristóvão, Urubici – SC, 88650-000
Telefone: (49) 99159-1818
Instagram: @cachoeirapapua

Morro da Igreja

Parque Nacional de São Joaquim
Av. Pedro Bernardo Warmling, 1542 – Bairro Esquina – CEP: 88.650-000 – Urubici – SC
Telefone: (49) 3278-4994
Site oficial

Morro do Campestre

Estrada Geral – Campestre, Urubici – SC, 88650-000
Instagram: @morro.docampestre






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

25 destinos apaixonantes para visitar em Minas Gerais

Artigo anterior

18 experiências incríveis para viver na Amazônia

Artigo seguinte

Você pode gostar