Estados Unidos, Canadá e Austrália estão entre os países que mais contratam brasileiros para trabalhar. Confira uma lista com 12 países que aceitam brasileiros para trabalhar

Uma opção para quem busca uma experiência profissional diferenciada é passar um tempo trabalhando em outro país. Assim, além de complementar o currículo, durante a vivência no exterior também é possível conhecer novas culturas e idiomas enquanto se relaciona com os residentes locais. 

Vários países permitem que intercambistas possam trabalhar algumas horas por semana durante o período de estudos no exterior.

A World Study, agência de intercâmbio que oferece programas em mais de 300 destinos, conta com diversas propostas de intercâmbio para quem quer fazer um curso, estudar e trabalhar ou apenas trabalhar no exterior.

Confira alguns países que permitem que viajantes brasileiros também tenham experiências profissionais dentro de suas fronteiras. 

Brasileiros podem estudar e trabalhar na Austrália

Foto: Jonny_Joka / Wikimedia Commons

O maior país do continente oceânico é uma boa opção para quem busca trabalhar no exterior. No programa estudo e trabalho da World Study, o intercambista que fizer mais de 14 semanas de curso (com mais de 20 horas semanais) podem arrumar um emprego remunerado apenas com o visto de estudante. O tipo de emprego irá variar com o nível de inglês do imigrante.

Os benefícios de realizar um intercâmbio na Austrália são fascinantes. A infraestrutura moderna se encontra com paisagens e natureza única composta pela Grande Barreira de Coral, o deserto de Outback e espécies como o canguru e ornitorrinco. 

Brasileiros podem estudar e trabalhar na Nova Zelândia

Também na Oceania, a Nova Zelândia chama atenção pelas paisagens naturais de tirar o fôlego, com suas ilhas marcadas por vulcões e glaciações. Assim como na Austrália, se o aluno estiver matriculado em um curso de 14 semanas ou mais pode aplicar pelo visto de estudo e trabalho. 

Brasileiros podem estudar e trabalhar na Irlanda 

Foto: DanKaufman / Pixabay

Já na Irlanda, uma vez no país, é possível pedir permissão de trabalho caso o aluno esteja matriculado em um curso de 25 semanas. A autorização permite que o estudante trabalhe 20 horas por semana durante o intercâmbio. No período de férias, o aluno tem direito a oito semanas, nesse período há permissão para trabalhar até 40 horas por semana.   

Enquanto passa por uma experiência profissional, o intercambista pode conhecer a cultura do país dos leprechauns. Sua capital, Dublin, conta com mais de 800 pubs e exalta uma paisagem mesclada de castelos medievais, construções históricas e prédios contemporâneos.

Brasileiros podem estudar e trabalhar no Canadá

O Canadá vem atraindo cada vez mais brasileiros para conhecer suas paisagens nevadas, florestas temperadas e infraestrutura de primeiro mundo. Como um dos principais destinos para intercâmbio atualmente, a possibilidade de trabalhar no Canadá é um diferencial. 

Para que seja permitido trabalhar enquanto estudante no país norte-americano, o estudante precisa estar matriculado em um curso de nível superior com duração mínima de seis meses. 

Brasileiros podem trabalhar nos Emirados Árabes

Países que aceitam brasileiros para trabalhar

Países que aceitam brasileiros para trabalhar. Foto: konkarampelas / Pixabay

Uma viagem para os Emirados Árabes é perfeita para quem quer se cercar de luxo. Dubai e Abu Dhabi são os principais destinos quando pensamos em megacentros de compras, arranhas-céus e vida noturna vibrante. 

Para os intercambistas que também buscam trabalhar no exterior durante o período de estudos basta estar matriculado em um curso de oito semanas de duração. A permissão de trabalho é ilimitada e, se o aluno possui um bom currículo, experiência no seu ramo profissional e inglês avançado, há grandes possibilidades de conseguir emprego na área.  

Brasileiros podem trabalhar em Malta

Malta é um arquipélago situado na região central do Mediterrâneo, entre a Sicília (Itália) e a costa do Norte da África. Conhecido por agregar a história de povos romanos, mouros, ingleses e franceses, o país tem um dos custos de vida mais baratos na Europa. Para que o intercambista trabalhe em Malta é preciso estar matriculado em um curso com duração superior a três meses, não sendo permitido trabalhar nos primeiros 90 dias. 

Brasileiros podem trabalhar na África do Sul

Países que aceitam brasileiros para trabalhar

Países que aceitam brasileiros para trabalhar. Foto: Frans Van Heerden / Pexels

A África do Sul é o único país do mundo que possui três capitais: Pretória (executiva), Cidade do Cabo (legislativa) e Bloemfontein (judiciária). A nação também é muito importante para a história mundial por conta do apartheid e também ao ícone, Nelson Mandela, primeiro presidente negro da África do Sul. 

No país, os estudantes precisam ter entre 18 e 25 anos e estar regularmente matriculado em uma universidade, ou ter, no máximo, seis meses de formado. É possível trabalhar por até um ano e o tempo de estudo vai depender do nível de inglês. 

Brasileiros podem trabalhar na Espanha

O mais latino dos países europeus encanta pelos cenários que remetem às eras medievais e paisagens naturais incríveis. Além de ter bons níveis de espanhol, para estudar e trabalhar na Espanha, é preciso cursar ao menos seis meses em uma instituição full-time.

O aluno deve sair do Brasil com visto de estudante e, ao chegar na Espanha, solicitar o NIE Card, documento que permite a procura por emprego. Ao encontrar uma oferta de trabalho, é preciso dar entrada no Social Security Number para formalizar o contrato.

Brasileiros podem trabalhar na Argentina

Foto: Lilen Scarpitta / goodfreephotos

Por fazer parte do Mercosul, conseguir trabalhar na Argentina é um processo menos burocrático do que do outro lado do Atlântico. Além de poder aprender a língua espanhola, uma experiência internacional na Argentina proporciona passeios a locais históricos para o país e para a América Latina, paisagens naturais incríveis e, dependendo da época do ano, até um dia na neve. 

Brasileiros podem trabalhar no Chile

Assim como na Argentina, a presença de brasileiros no mercado de trabalho chileno é muito frequente. País de geografia extrema, conta com paisagens de geleiras, desertos, praias e montanhas, além de possui o melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) da América Latina. 

Brasileiros podem trabalhar na Alemanha

Países que aceitam brasileiros para trabalhar

Países que aceitam brasileiros para trabalhar. Foto: Divulgação

Na Alemanha, país dos castelos que parecem ter saídos de contos de fadas, cerveja e strudels, o imigrante pode trabalhar legalmente após completar uma graduação ou pós-graduação em alguma instituição de ensino alemã. 

Algumas agências de intercâmbio como a World Study, disponibilizam programas para ingressar em cursos de graduação ou pós nas cidades de Hamburgo, Frankfurt, Munique e na capital, Berlim. 

Brasileiros podem trabalhar no Japão

Se você adora a cultura oriental, uma experiência no exterior pode ser uma forma interessante para viver tudo esse universo de perto. Indo para o outro lado do mundo, o Japão tem um dos melhores sistemas de ensino do mundo e também uma das economias mais vibrantes. Com um visto de estudante para um curso de idiomas no Japão, é possível conseguir empregos de meio período, por até 28 horas por semana. 

Leia também

» Seguro viagem para intercâmbio e estudos: saiba onde contratar o seu
» Mapa interativo permite ouvir línguas e sotaques do mundo todo
» Voo Stopover: o que é e como funciona
» Como tirar visto americano para menores de idade

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Allianz Travel.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

5 bate voltas para fazer saindo de Porto Alegre

Artigo anterior

El Misti Ipanema: hostel animado no Rio de Janeiro

Artigo seguinte

Você pode gostar