Trem de baixo custo no Reino Unido promete fazer o trajeto a partir de £ 14.90, menos da metade dos valores praticados atualmente

Um dos meios de transporte mais utilizados pela literatura mundial para ambientar suas tramas é o trem, principalmente um trem pela Europa. Há para nós do Brasil uma certa aura romântica em viajar em vagões com cabines e leitos, desfrutar de uma refeição no vagão restaurante e observar as belas paisagens europeias de linhas transcontinentais.

Mesmo tendo se desligado da União Europeia, o Reino Unido ainda fascina milhares de turistas do mundo todo que buscam uma viagem de trem marcante e ao mesmo tempo fascinante. E agora o país resolveu investir numa nova linha de trens de baixo custo que ligará Londres, na Inglaterra, a Edimburgo, na Escócia, a partir de outubro de 2021.

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Trem de baixo custo no Reino Unido

trem baixo custo reino unido

Foto: Divulgação

Esse ponto é importante porque essa nova linha de trens elétricos, chamada de Lumo, cobrará apenas £ 14,90 (R$ 115,00) por quase cinco horas, cobrindo um percurso de 630 quilômetros. Outras linhas similares que percorrem cidades mais ligadas à Comunidade Européia  (como Paris a Dijon, na França, ou Roma a Florença, na Itália) acabam saindo mais caro: no primeiro caso o preço médio é de R$ 162 para cobrir 262 quilômetros; no segundo caso a passagem custa em média de R$104,00 (padrão) a R$ 488,00 (1a classe) pelos 232 quilômetros do percurso.

A grande vantagem e um forte chamariz da nova empresa é incentivar viagens mais sustentáveis e acessíveis entre as capitais do Reino Unido. As viagens de trem do país têm sido um ponto de discórdia, com os preços altos dos bilhetes muitas vezes no topo da lista de reclamações das pessoas. Muitos estão esperando que a Lumo comece a mudar tudo isso e agora que o serviço foi lançado, parece que encontrar uma passagem mais barata pode não ser tão fácil quanto inicialmente esperado.

Inicialmente, a Lumo oferecerá dois serviços por dia entre Londres e Edimburgo, Newcastle e a cidade de Morpeth em Northumberland. À medida que mais trens novos forem entregues, a frequência aumentará para cinco viagens diárias em cada sentido. Alguns serviços farão uma chamada para pegar (sentido norte) ou devolver (sentido sul) em Stevenage, perto do aeroporto de Luton.

Os trens da Lumo – pertencentes ao First Group, que também opera a Hull Trains – operam na mesma linha que a LNER (London North Eastern Railway),  a operadora controlada pelo estado que assumiu a rota quando a franquia da Virgin foi devolvida ao governo em 2018. O objetivo da Lumo é tornar seus trens mais simples e econômicos, oferecendo apenas uma classe de transporte e dois tipos de passagem.

Competindo com empresas como East Coast e LNER, a Lumo visa “reimaginar o que significa viajar de trem” e fornecerá um serviço de buffet a bordo, além de acesso a filmes e caixas de seriados e outros programas de tv. Afinal a viagem é longa e cansativa, por mais que o passageiro esteja cercado de conforto.

O serviço Lumo inaugural partiu de King’s Cross em Londres na quinta-feira, 21 de outubro, com muitos convidados especiais, incluindo o filho da cantora norte-americana Katie Price, Harvey – que é o Embaixador da Diversidade e Inclusão da empresa – e o cantor e compositor escocês Tom Walker.

A LNER, que atualmente tem dois trens por hora entre as capitais, vende suas passagens mais baratas entre Londres e Edimburgo por cerca de £ 50 (R$ 385,00), embora os titulares de cartão ferroviário  possam reduzir essa tarifa para £ 33 (R$ 254,00).

A Lumo também visa atrair passageiros para longe das companhias aéreas: a British Airways e a easyJet têm atualmente mais de 20 voos em cada sentido para um total de cinco aeroportos de Londres, com tarifas normalmente a partir de £ 47 e £ 27 (R$ 362,00 e R$ 208,00) respectivamente.

Um dos principais argumentos de venda antes do lançamento da Lumo foi que 60% de todas as tarifas simples custariam abaixo de £ 30 (R$ 231,00) com tarifas a partir de £ 14,90 (R$ 115,00) de Londres a Newcastle. Na ocasião a empresa prometera que todas as viagens individuais antes de 1º de dezembro e 2021 custariam £ 19,90 (R$ 153,00) ou menos, desde que fossem reservadas pelo menos no dia anterior, sendo que no máximo uma pessoa pagaria pela reserva na mesma data da viagem sendo £ 69 (R$ 532,00).

Muitos veículos britânicos de turismo, entretanto, resolveram pesquisar e descobriram que os bilhetes de £ 14,90 são atualmente muito difíceis de encontrar. A maioria dos serviços durante a primeira semana inteira em operação custou £ 69 a passagem, com a primeira opção barata chegando em 1º de novembro – quando você poderá obter uma passagem de £ 19,90 na partida às 14h36.

Alguns jornais britânicos noticiaram que, embora a nova operadora tenha muito menos trens do que sua rival gigante estatal, a LNER, a nova empresa planeja um primeiro trem para o norte muito mais cedo. E mais: nos dias de semana, às 5h45 de King’s Cross de Londres chegarão a Newcastle às 8h39 e em Edimburgo às 10h10 – 62 minutos antes da primeira partida dos trens da LNER. A chegada mais cedo ajudará no objetivo da Lumo de atrair passageiros até das companhias aéreas.

Rumo ao sul, a LNER mantém sua margem clara: a única viagem de quatro horas do dia sai de Edimburgo às 5h40, faz escala apenas em Newcastle e chega a Londres às 9h40, depois de percorrer o terreno a uma média de 157,72 quilômetros por hora.






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Conheça o mais novo Resort com águas termais da região Sul!

Artigo anterior

Frutta & Crema: restaurante italiano imerso na natureza tem vista para a Serra da Cantareira

Artigo seguinte

Você pode gostar