O turismo é um dos setores mais afetados desde o início das restrições impostas para conter o avanço da covid-19 em todo o mundo. Por outro lado, práticas já existentes como o turismo doméstico e de isolamento foram intensificadas. Viajantes têm aproveitado para conciliar natureza, isolamento e pequenas distâncias percorridas de carro. Assim, é possível recarregar as baterias sem descuidar da saúde e segurança.

De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), o turismo doméstico ou local, se define por residentes visitando o próprio país. Já o turismo de isolamento propõe que o turista tenha uma experiência em que fique isolado o máximo possível de outras pessoas. E tudo isso, de preferência em um lugar que seja afastado do agito das grandes cidades e em meio à natureza.

Segundo a pesquisa ‘O novo viajante’, realizada pela Interamerican e FecomercioSP, que analisa o comportamento dos turistas latino-americanos, 15% dos brasileiros se sentem seguros para viajar novamente no segundo semestre de 2021. A maioria está atenta a lugares que tenham política de segurança sanitária, saúde e higienização. Ainda de acordo com a análise, mais de 50% dos brasileiros desejam viajar para dentro do país, além de buscarem por locais que não sejam muito cheios.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

É o caso de Carla Rossetto, 33 anos, enfermeira e Leandro Rossini, 35 anos, profissional de tecnologia, que decidiram comemorar o aniversário de casamento no interior de São Paulo, na cidade de Piedade. “Queríamos um lugar que fosse mais reservado, não tão longe de São Paulo e também que não fosse muito caro. Algo diferente, com uma piscina dentro do próprio chalé, com privacidade e conforto para passarmos esses dias”, comenta Carla.

A necessidade de reabastecer os hormônios do bem-estar e a conexão com a natureza fazem com que aproveitar os destinos nacionais e principalmente do interior, sejam práticas cada vez mais presentes.

De acordo com a 2ª edição da Revista Dados e Informações do Turismo sobre os impactos da pandemia de Covid-19 nos setores de Turismo e Cultura do Brasil, do Ministério do Turismo, as mudanças ocorridas durante o período, beneficiam diretamente o turismo local e impulsiona destinos menos comuns e mais vazios, o que diversifica os destinos turísticos.

Isolamento e clima europeu

Localizada nos Altos da Serra de Paranapiacaba, no interior paulista, a cidade de Piedade é conhecida pelo ar puro e clima de montanha, além do encontro com a natureza, as cachoeiras, represas, trechos de Mata Atlântica e chalés e pousadas que permitem o retiro oportuno para viajantes atraídos pelo turismo de isolamento.

O casal de médicos, Isabella Palhares, 32 anos e Flávio Lyra, 31 anos, resolveram quebrar um pouco a rotina movimentada da capital e descansar em Piedade. “A ideia de vir aqui surgiu porque fugia do tradicional, como outras cidades mais badaladas que teriam mais aglomeração e aqui é o oposto”, diz Isabella.

Para eles, o primordial era buscar uma viagem que unisse tranquilidade, descanso e isolamento, o que segundo eles foi possível, já que o destino escolhido permitia distanciamento social.

“Aqui é um lugar ideal para quem busca por chalés privativos que permitem a entrada independente e a estadia com todos os cuidados necessários para garantir o isolamento”, afirma Marcelo Gonçalves, proprietário da Adorai Chalés.

Conteúdo via DINO | Website: https://www.adoraichales.com.br/

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

14 drinks de outros países para fazer em casa

Artigo anterior

Costa Cruzeiros já tem datas com roteiros para temporada de 2021 e 2022

Artigo seguinte

Você pode gostar