Você possivelmente já ouviu falar das 7 Maravilhas do Mundo Antigo ou das 7 Maravilhas do Mundo Moderno. Mas, para quem gosta de uma boa aventura, chegou a hora de conhecer as 7 Maravilhas Naturais do Mundo! Há muitos lugares que merecem esse título, então a Fundação New7Wonders organizou o New7Wonders Of Nature. Com a intenção de definir quais são as sete maravilhas naturais do planeta.

A fundação selecionou 440 participantes representando 220 países diferentes. Depois disso, o Panel of Experts liderado pelo professor Federico Mayor, diretor-geral da UNESCO, diminuiu o número de participantes para 77.

Em julho de 2009, uma lista com 28 candidatos finalistas foi aberta para votação popular. Dois anos mais tarde, em 2011, foram conhecidas as 7 Maravilhas Naturais do Mundo. Veja abaixo quais foram os locais escolhidas por votação popular para representar todos os 440 monumentos que entraram na competição:

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

1 – Amazônia – Brasil (e mais 8 países)

Com 5,5 milhões de km² e a maior biodiversidade do planeta, a primeira maravilha se estende por nove países da América do Sul. Passando pelo Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela, a floresta Amazônica e o Rio Amazonas são considerados como a primeira das 7 Maravilhas Naturais do Mundo. Apesar de ocupar todos esses países, vale destacar que a maior parte dessa floresta está em território brasileiro.

7 Maravilhas Naturais

Foto: Pixabay

A floresta tem um ecossistema perfeito, onde uma única árvore pode abrigar mais de 1,5 mil tipos de invertebrados, como formigas, aranhas e besouros. Um dos destaque dessa monumento natural é o encontro de águas entre o Rio Negro e o Rio Solimões, que é famoso no mundo inteiro e muito visitado diariamente.

2 – Baía de Halong – Vietnã

Com uma extensão de mais ou menos 1,5 mil km este monumento natural fica na província de Quang Ninh, e tem mais de três mil ilhas. Algumas escondem praias, grutas e cavernas, além de pequenas vilas flutuantes de pescadores. Nas águas, há cerca de 200 espécies de peixes e mais de 450 moluscos. O local não é apenas uma das 7 Maravilhas Naturais do Mundo, mas também um Patrimônio Mundial da UNESCO.

7 Maravilhas Naturais

Foto: xuanduongvan87/Pixabay

Aos viajantes, a melhor forma de chegar a Baía de Halong com tranquilidade e segurança é partindo da capital do Vietnã, Hanói. São 3h de viagem de carro, mas, você também pode visitar a região de navio.

O período entre setembro e maio é o ideal para visitar o lugar. São épocas nas quais o volume de chuva é menor, possibilitando andar nas trilhas e visitar os pontos turísticos de forma mais segura. Dezembro, janeiro e fevereiro são considerados os meses da alta-estação. Para quem quer economizar, muitos cruzeiros fazem ofertas no período das chuvas, e o desconto pode chegar a 40% em relação a outras épocas do ano.

3 – Cataratas do Iguaçu – Brasil e Argentina

Mais uma representante brasileira entre as 7 Maravilhas Naturais do Mundo. As Cataratas são um conjunto de 275 quedas d’água localizadas entre o Parque Nacional do Iguaçu, no Brasil, e o Parque Nacional Iguazú, na Argentina. Elas ocupam uma área total de 250 mil hectares de floresta. Ambos passaram a ser considerados Patrimônios da Humanidade em 1984 e 1986, respectivamente.

7 Maravilhas Naturais

Foto: willian_hludke/Pixabay

Você pode visitar as cataratas pelos dois lados da fronteira. Ambos oferecem aos turistas toda uma infraestrutura como passarelas, mirantes, lanchonetes, restaurantes, banheiros e lojas. Além das cachoeiras, você vai encontrar uma grande área verde com uma fauna e flora únicas. Isso porque as o Parque Nacional do Iguaçu é uma das últimas reservas de Mata Atlântica no país – com seus 185 mil hectares do lado brasileiro e mais 65 mil hectares do lado argentino. Se a sua viagem acontecer em alta temporada ou feriados, o ideal é que você já tenha o seu ingresso – para evitar perder tempo no início do passeio.

O percurso do ônibus panorâmico conta com três paradas: a parada do Macuco Safari – uma trilha no meio da selva até um bonde que vai te levar ao cais no Rio Iguaçu, onde você vai partir em um dos barcos bimotores para uma vista espetacular e um banho nas Cataratas. Em seguida a parada Trilha das Cataratas, onde fica o Hotel das Cataratas – aqui os guias sugerem que os visitantes desçam para iniciar a trilha. E, por fim, a terceira parada, onde ficam as lanchonetes, restaurante e acesso ao elevador panorâmico, chamada de Espaço Porto Canoas.

4 – Ilhas de Jeju – Coreia do Sul

A Coreia do Sul não é feita apenas de música e tecnologia. O país também tem suas maravilhas naturais – Jeju é uma ilha vulcânica com uma superfície de 1,8 mil km² no estreito da Coreia. Assim como outras maravilhas já citadas, Jeju é um Patrimônio Mundial da Humanidade. Lá também se encontra Hallasan, a montanha mais alta da Coreia do Sul e um vulcão adormecido, que está há 1,9 mil metros acima do nível do mar.

7 Maravilhas Naturais

Foto: YHBae/Pixabay

A primavera e o outono são as melhores épocas do ano para fazer essa viagem. Você vai encontrar temperaturas amenas e pontos turísticos com poucos visitantes. No verão, o local, além de lotado, costuma ser muito quente e chuvoso. Já no inverno, as temperaturas ficam próximas aos 10ºC durante o dia e quase 0ºC a noite.

A Ilha de Jeju tem atividades para todos os gostoso. Se você quiser uma viagem longa, terá muitos lugares para conhecer, por outro lado, se está viajando com uma agenda mais apertada, não deixe de conhecer a ilha. Considere pelo menos dormir uma noite em Jeju – ter dois ou três dias inteiros é o ideal para conhecer os locais mais famoso e interessantes da região.

5 – Montanha da Mesa – África do Sul

A Montanha da Mesa fica no extremo norte de uma cordilheira de arenito que forma a espinha dorsal da Península do Cabo, na África do Sul. O cume da montanha tem resíduos de erosão de seis milhões de anos e o local tem 1,4 mil espécies de flores e muitas espécies raras da vida selvagem.

7 monumentos do mundo

Foto: martinaH79/Pixabay

A montanha, que é uma verdadeira maravilha natural, atrai milhares de aventureiros até o seu topo diariamente. Ela é palco de diversos esportes radicais, como: mountain bike, asa delta, surfe e mergulho. Tudo isso além do teleférico para quem quer subir a montanha mas não se dá muito bem com esse tipo de esporte.

A melhor hora do dia para visitar o local é antes das 10h ou no fim da tarde, quando o vento costuma ser menos intenso. Já a melhor época do ano é de novembro a fevereiro. Nessa época é mais provável ter dias sem nuvens para apreciar a paisagem belíssima do local. Evite os meses de julho e agosto. Pois é quando o bondinho fecha anualmente para manutenção – em geral por duas semanas. Durante esse período é possível subir a pé, mas as instalações (restaurante e banheiros) também estarão fechadas.

6 – Parque Nacional de Komodo – Indonésia

O Parque Nacional de Komodo é constituído por três grandes ilhas: Komodo, Rinca e Padar, além de diversas ilhas menores. Com uma superfície total de 1,8 mil km², dos quais 603 km² são terrestres, o Parque Nacional foi fundado no ano 1980, com objetivo de proteger e salvar o famoso dragão de Komodo, a flora, a fauna marinha. Mas essa viagem não se resume em conhecer o animal que da nome ao parque. Além disso, você vai encontrar algumas das praias mais lindas do país, incluindo praias com areia rosa.

7 monumentos do mundo

Foto: WanderingRedhead/Pixabay

O parque fica a 50 minutos de voo de Bali. Outra opção, um pouco mais cara, com paradas em outras ilhas do caminho e uma proposta diferenciada, é ir de navio. Ao chegar na Ilha, além de conhecer o dragão de Komodo, você não pode perder o pôr do Sol, para testemunhar milhares de morcegos voando na região. Além de praticar mergulho com tartarugas, arraias e corais.

O tempo para conhecer o parque varia entre três e sete dias. Tudo depende dos passeios que você vai fazer. Se hospedar nas três ilhas principais do Parque Nacional de Komodo é extremamente difícil. Por isso, é na ilha vizinha, Flores, que se concentra a maior quantidade de acomodação, mais precisamente na cidade Labuan Bajo.

7 – Rio Subterrâneo de Porto Princesa – Filipinas

Com grutas e cavernas, o Parque Nacional de Porto Princesa conta com um rio navegável que passa entre as formações rochosas. Você pode nadar nessas águas e admirar as estalactites e estalagmites que brotam nas cavernas. Tudo isso e muito mais fazem o local estar entre as 7 Maravilhas Naturais do Mundo.

7 monumentos do mundo

Foto: SparklingGirl/Pixabay

Na entrada do rio existe uma lagoa com água límpida e em torno das suas margens crescem árvores antigas onde macacos e morcego encontram seu habitat ideal. Um grupo de ambientalistas e geólogos descobriu, em 2010, que o rio subterrâneo possui um “segundo andar”. Ou seja, existem cachoeiras dentro da caverna. Eles também encontraram mais canais e outra caverna profunda, assim como criaturas marinhas, entre outras novidades.

Agora que você já sabe quais são todas as maravilhas naturais, pode organizar uma viagem para conhecer todas elas de uma vez. O que achou?






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

O que fazer no ano novo em Brasília? Réveillon 2022

Artigo anterior

Lugares para passar a Lua de Mel em 2022

Artigo seguinte

Você pode gostar