A Ruta 40, ou “La cuarenta“, como também é conhecida, é a maior rodovia da Argentina. Ela cruza o país de um extremo a outro. Criada em 1932, o número 40 em seu nome foi escolhido pela Direcção Nacional de Estradas. As estradas numeradas de 32 e 40 correspondem a rodovias com uma direção norte-sul, sendo que a mais ocidental do país recebe o número 40.

A Ruta cruza 18 rios, 13 lagos, um deserto de sal, desertos de areia, vulcões, 236 pontes, massas de gelo comprimido, 20 reservas naturais e parques nacionais – cinco deles considerados Património da Humanidade e reconhecido pela UNESCO. Para começar sua aventura, você pode sair da cidade de Río Gallegos, capital da província de Santa Cruz, no extremo Sul. Ou pode começar da província de Jujuy, no extremo Norte. Sendo assim, ela é a rodovia mais extensa do país, com 5,2 mil km.

A Ruta

Muita gente já ouviu falar na famosa Route 66, nos Estados Unidos. Porém, a Ruta 40 é tão popular quanto a “prima” norte-americana. Ao longo da rodovia argentina, você pode encontrar neve, aventura, diversos tipos de culturas, pescaria, ecoturismo, águas termais, gastronomia, vinho e muito mais. Além de uma paisagem que permite ver muitas espécies de animais, visitar lugares arqueológicos com milhões de anos e conhecer mais sobre a historia da América do Sul.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Ruta 40 na Argentina

Foto: Juan Carlos Martins/Pixabay

Atualmente, a Ruta 40 é considerada a maior estrada da Argentina, com mais de 5 mil km de extensão. Ela une Río Gallegos, no sul do país, a La Quiaca, na fronteira com a Bolívia. Além disso, é uma viagem indicada para todas as idades, com a família, em grupo, ou para quem prefere ir solitário. Uma experiência incrível, na qual você não precisa de muita bagagem, mas sim, de muita organização.

Road Trip pela Ruta 40

Para quem começa no Sul, o ponto de start é a província de Santa Cruz, que possui a segunda maior colônia de pinguins da América do Sul. Depois de aproximadamente 126 km, você chegará em Río Gallegos. A partir daí, depois de mais 260 km você verá a Cordilheira dos Andes. Depois que você chega até lá, ela se torna uma acompanhante até o final dos 4,7 mil km da viagem.

Em El Calafate, uma cidade bastante visitada por causa da geleira Perito Moreno, a Ruta passa a ser acompanhada por alguns restaurantes, museus e muitas pessoas à cavalos. Apesar da paisagem exuberante da Cordilheira à frente, é preciso tomar cuidado na região, porque há registros de carros atolados que esperam por horas a passagem de um veículo maior para ajudá-los.

ruta 40

El Calafate – Argentina. Foto: Felipe Randolfi / Unsplash

ruta 40

El Calafate – Argentina. Foto: Luiza Braun / Unsplash

A Ruta 40 chega à sua primeira grande cidade apenas em Río Negro, muitos quilômetros depois que você inicia a viagem no sul da Argentina. Em Villa La Angostura, a estrada começa a passar pelos bosques do Parque Nacional Arrayanes, onde se inicia a Ruta de los Siete Lagos.

Depois, você chega na província de Mendoza, que abriga a reserva La Payunia com mais de 800 cones vulcânicos e o Payún Liso, montanha de 3,7 mil metros. É ali também que se inicia a Rota do Vinho de Mendoza, que cruza 100 km de território repleto de vinícolas e bares.

De Mendoza a San Juan são mais 170 km cujos desvios podem levar ao Parque Nacional El Leoncito, e outros lugares exuberantes. Passando por Villa Unión, se inicia outro trecho lindo: a Cuesta de Miranda, que sobe 1,5 mil metros em apenas 12 km. Depois de descer até a cidade de Nonogasta, a Ruta 40 se converte em uma rodovia até o município histórico de Chilecito.

argentina

Mendoza – Argentina. Foto: Julieta Demaria / Unsplash

Ruta 40 na Argentina

Foto: Wybren/Pixabay

Norte da Ruta 40

Dali em diante começa o Norte argentino: quente, desértico, histórico, isolado e repleto de oásis e cidades que parecem estar perdidas. Em Puna, já em Catamarca, se encontra o vulcão Ojos del Salado — o mais alto do mundo. A estrada ainda te leva a cidades como: Londres, Belén, Santa María até entrar em Tucumán, onde chegará nas Ruínas de Quilmes, os restos do maior assentamento pré-colombiano do país.

ruta 40 argentina

Catamarca – Argentina. Foto: Mauricio Arias / Unsplash

ruta 40 argentina

Catamarca – Argentina. Foto: Mauricio Arias / Unsplash

Adiante, a 23 km, você cruzará a fronteira de Salta, com o Parque Nacional Los Cardones. Onde a estrada sobe pela montanha até seu ponto mais alto – 4,8 mil metros de altitude. É o trecho mais alto do mundo para uma rodovia nacional e o caminho mais elevado do planeta fora da Ásia.

Mais a frente, depois de 40 km, se você chega ao Viaducto La Polvorilla, uma obra de engenharia do país onde um trem passa em uma altura equivalente a um prédio de 20 andares. Não à toa, o lugar é chamado de Tren a las Nubes. Ali já se está na fronteira de Jujuy, onde estão as Salinas Grandes.

ruta 40 argentina

Salinas Grandes – Argentina. Foto: Hector Ramon Perez / Unsplash

ruta 40 argentina

Jujuy – Argentina. Foto: Hector Ramon Perez / Unsplash

Agora que você já conheceu um pouco sobre a Ruta 40, pode preparar sua viagem, seu carro ou sua moto, porque já está pronto para iniciar a sua aventura pela Argentina!

Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Lugares para passar a Lua de Mel em 2022

Artigo anterior

Viagens retomam em 50%, mas cuidados ainda são necessários

Artigo seguinte

Você pode gostar