Bem pertinho de São Paulo, o histórico bairro italiano Traviú, em Jundiaí, oferece boa gastronomia, charme e muito vinho! 

Sabe aquele lugarzinho charmoso e repleto de afeto que precisamos visitar de vez em quando para quebrar um pouco da correria do cotidiano? Com ruas floridas, atmosfera campestre, vinícolas e paisagens incríveis, o bairro Traviú, em Jundiaí, é assim. E o melhor: fica a menos de uma hora de São Paulo. 

O Traviú ainda preserva suas raízes, tradições e legados dos imigrantes italianos que se instalaram na região há mais de um século. Isso é perceptível na gastronomia, na arquitetura e no charme que a região preserva. Repleto de cores, sabores e atrações, este bairro histórico é perfeito para um agradável passeio para fazer com a família!

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

História do bairro italiano Traviú em Jundiaí

Bairro italiano em Jundiaí tem vinícolas, boa gastronomia e paisagens incríveis

Foto: Prefeitura de Jundiaí

A história do bairro Traviú em Jundiaí começa no final do século XIX, mais precisamente em 1893, quando um grupo de imigrantes italianos comprou um terreno e se instalou na região. No início, a tentativa foi produzir café para garantir seu sustento, mas foi na uva que eles encontraram uma verdadeira paixão preservada até os dias atuais. 

Atualmente, são mais de 50 pequenas propriedades que ainda mantém suas produções da uva niagra rosada, a mais popular por ali. A uva é sim protagonista, mas a produção também conta com o cultivo de legumes, ameixa, pêssego, entre outros.

Foto: Reprodução/ Facebook Bella Mattina

Os descendentes das mesmas famílias que chegaram há mais de 100 anos permanecem no bairro até hoje, oferecendo também outras tradições italianas, como massas artesanais e outras delícias típicas.  

A arquitetura do Traviú também preserva um pouco dessa história. Igrejas, casinhas e outras edificações remetem também à origens italianas. Vale a pena andar por ali despretensiosamente e descobrir muitos lugares agradáveis. 

Vinhos e experiências: conheça a Vinícola Santa Cecília

Bairro italiano em Jundiaí tem vinícolas, boa gastronomia e paisagens incríveis

Foto: Divulgação/ Vinícola Santa Cecília

Para quem deseja experiências pelo Traviú, nada melhor do que provar o que o bairro tem de melhor: o vinho. A vinícola Santa Cecília é uma empresa familiar e funciona desde 1974, mas foi em 2016 que decidiu abrir suas portas para o enoturismo aos finais de semana. 

Atualmente a vinícola possui um parreiral composto por pés da uva niagra, branca e rosada, além de uvas viníferas bordô, isabel e máximo. A produção gira em torno de 12 mil litros por ano, além de 150 mil quilos de uva de mesa. Os visitantes podem realizar um tour guiado pela propriedade, conhecendo o parreiral e a fábrica, com explicações sobre a produção.

Divulgação/ Vinícola Santa Cecília

É possível realizar degustações da bebida: a mais simples é gratuita, mas há também uma opção mais elaborada (R$38 por pessoa), acompanhada por tábua de frios, geleias e outros quitutes. Além disso, há outras opções de atividades, como aproveitar o dia curtindo a natureza e saboreando delícias oferecidas em uma cesta de piquenique. 

O espaço ainda conta uma charmosa capela e uma loja instalada em um enorme tonel de madeira. Nela é possível adquirir itens produzidos na vinícola, como sucos de uva, espumantes, cachaça, licores, doces caseiros e, é claro, o vinho.

Bairro italiano em Jundiaí tem vinícolas, boa gastronomia e paisagens incríveis

Divulgação/ Vinícola Santa Cecília

Os passeios devem ser agendados com no mínimo uma semana de antecedência, mas para visitar a lojinha, que fica aberta aos finais de semana, não é necessário reservar. 

Além das paisagens e do vinho, uma deliciosa gastronomia

Foto: Reprodução/ Facebook Travitália

Para quem ama a gastronomia italiana, o bairro Traviú é um prato cheio – e a fartura impera por ali. O restaurante Travitália fica localizado dentro de um sítio encantador, cercado por muito verde e dispondo de um deck de madeira com uma vista sensacional. Massas e molhos são produzidos pela própria casa, como a tradicional polenta, carro-chefe do espaço. 

Ao lado do Travitália, e com um ambiente tão acolhedor quanto, está o Bella Mattinna, espaço que serve, aos finais de semana, um incrível café da manhã colonial. As delícias matinais podem ser consumidas à vontade em um buffet com valor fixo. São mais de 80 variedades de bolos, geleias, pães caseiros, doces, salgados, tortas, entre outras opções.

Bairro italiano em Jundiaí tem vinícolas, boa gastronomia e paisagens incríveis

Foto: Reprodução/ Facebook Bella Mattina

O espaço é uma verdadeira perdição para quem ama um café típico de fazenda, no estilo casa de vó. O Bella Mattina ainda possui parquinho para crianças e um espaço com diversos animais, além de um empório. 

+Info

Vinícola Santa Cecília
Av. Comendador Antonio Carbonari, 3384 – Jundiaí/SP
Passeios devem ser agendados com no mínimo uma semana de antecedência (11) 4582-6891/ (11) 99652-8548 (whatsapp)
Site

Café Colonial Bella Mattina
Rua Roberto Carbonari, 135 – Traviú – Jundiaí
O café é servido em buffet com preço fixo por pessoa e funciona aos sábados e Sábados e domingos das 8h30 às 12h30
Site 

Restaurante Travitália
Rua Roberto Carbonari, 135 – Traviú – Jundiaí
Quinta a domingo das 11h às 17h
Site

Leia também:

» 5 lugares no interior de São Paulo que oferecem um café da manhã incrível
» Gruta do Anjo: passeio bate-volta para toda a família partindo de São Paulo
» Em São Roque, turistas podem colher e participar da festa da pisa da uva
» Hostel em Ilhabela oferece hospedagem em kombi, cabana e até casa na árvore

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Nova Zelândia ordena volta do confinamento após detectar novos casos de Covid-19

Artigo anterior

Principais pontos turísticos do Rio reabrem no próximo sábado

Artigo seguinte

Você pode gostar