Parada indispensável para os amantes de vinho, Bento Gonçalves surpreende com sua deliciosa atmosfera serrana e rotas encantadoras que mais parecem uma viagem ao tempo. Integrante da serra gaúcha, que reúne outras cidades do Rio Grande do Sul, é a principal região vitivinícola do Brasil, que abriga as marcas mais conceituadas e premiadas do país dessa bebida quase mágica. Sem contar que suas paisagens são verdadeiras jóias, muito procuradas por casais que desejam desfrutar de momentos românticos.

Bento Gonçalves

 

Bento Gonçalves

Foto: MTur/divulgação

Com toda essa fama, já deu para perceber que os grandes atrativos giram em torno dos tours em vinícolas em meio às montanhas, e entre eles, o TOP 1 é o Vale dos Vinhedos, um Patrimônio Histórico e Cultural do Rio Grande do Sul. Em meio às montanhas e parreiras, ficam escondidas algumas vinícolas conhecidas no território brasileiro, como Miolo, Casa Valduga e Cooperativa Vinícola Aurora e Salton.

É um desperdício visitar Bento Gonçalves e não agendar um tour para conhecer toda a história desses locais tão especiais e claro, apreciar bons vinhos.  Para os enófilos, em janeiro e fevereiro ocorre a colheita das uvas, ou seja, é uma boa época para conhecer a região e quem sabe, ajudar os agricultores e viver uma experiência ainda mais mágica.

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Outro passeio imperdível é a rota Caminhos de Pedra, conhecida também como a Toscana brasileira. Essa fama está atrelada a sua paisagem e arquitetura composta por casas de pedra e madeira construídas por imigrantes italianos, que foram restauradas e hoje tornaram-se restaurantes, casas de artesanato e lojas que vendem produtos típicos da região.

As mais famosas são: Casa da Ovelha, Casa do Tomate, Casa da Erva-Mate, Casa das Massas, Casa da Tecelagem. O roteiro tem apenas sete quilômetros, mas é de dar água na boca. É possível degustar doces, cervejas, geleias, massas frescas, iguarias locais e o tradicional chimarrão. 

O centro da cidade, ou Via del Vino é parada obrigatória! E como é típico da região, mais um ponto turístico regado a muito vinho. É ali que pode ser encontrado o chafariz a La Fontana, que jorra vinho (que na verdade é água na cor roxa). Uma vez no centro, não deixe de se perder pelas ruas tão charmosas e floridas, onde há igrejas, parques e museus para visitar que guardam toda a história de Bento Gonçalves

Para aqueles turistas que estiverem com tempo sobrando, ou até mesmo, que desejam fazer um passeio bem diferente, vale arriscar embarcar no Trem Maria Fumaça, um dos grandes atrativos da Serra Gaúcha. Ela é uma locomotiva a vapor, que relembra as viagens antigas. O trajeto consiste em 23 km entre a cidade de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, que sofreu interferência da imigração italiana. Contudo, essa não é uma viagem comum, pois durante o percurso, os passageiros assistem a atrações artísticas, com muita música, teatro e dança. 

Bento Gonçalves e sua tradição italiana garantem uma experiência gastronômica fora do comum e paisagens encantadoras, que marcam a memória de todo turista que se arrisca conhecer esse pedacinho da Serra Gaúcha. 

Bento Gonçalves






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Porto Alegre

Artigo seguinte

Você pode gostar