Se você está grávida e avaliando a possibilidade de uma viagem de barco confira essas informações úteis

Um dos destinos prediletos dos amantes das viagens é o oceano. De fato, nada melhor do que aproveitar a beleza inebriante do mar e todo o luxo que ele traz consigo. Uma dúvida comum, no entanto, é se a grávida também pode aproveitar cruzeiros. Venha descobrir!

As viagens são, sem dúvida, um dos grandes prazeres do século XXI e as pessoas estão, cada vez mais, optando por fazer isso em seus tempos livres.

Usualmente, as questões colocadas sobre opções de viagem e destinos têm como ponto principal os gostos pessoais de cada viajante e seu orçamento. Ainda assim, durante a gestação, as futuras mamães somam a essa preocupação algumas outras, relacionadas com a segurança e a saúde.

Se é verdade que gestação não é doença e que a grande maioria das gestantes continua fazendo viagens de negócios e férias em viagem, também é verdade que algumas questões são bastante pertinentes durante o tempo da gravidez e uma dessas questões é se será seguro para uma gestante se aventurar num cruzeiro.

Venha descobrir se é seguro para a gestante fazer férias em barcos ou navios e quais os cuidados necessários.

Cruzeiros são seguros para a mulher grávida?

Cruzeiros e viagem de barco: a gestante pode fazer? Foto: Matthias_Lemm / Pixabay

Depende. Na maioria dos casos, as próprias agências de aluguel lancha e de viagens náuticas costumam ter algumas restrições de segurança para gestantes em final de tempo.

Em média, se considera que é totalmente seguro que a gestante faça esse tipo de atividade durante os dois primeiros trimestres de gestação. Após a 21ª semana de gestação, algumas restrições poderão existir, já que o parto está bem próximo e é necessário que exista um cuidado extra, no caso de existir alguma complicação súbita.

Ainda que seja globalmente segura, a atividade deverá ainda ser feita apenas depois da consulta de um médico, sendo que isso ajudará a garantir que a gestante se sente mais confiante e segura em sua aventura no mar alto.

Dicas para a gestante em cruzeiro

Se recomenda que, apesar de ser uma atividade segura nos primeiros trimestres de gestação, a mulher grávida tenha atenção a alguns aspetos.

Para começar é bem importante consultar um médico antes da viagem e informar a agência onde fará a viagem sobre sua condição para garantir que todos os cuidados serão tomados.

Preparar uma mala que inclua medicação e suplementos essenciais para essa fase de sua vida é também pertinente em qualquer viagem e ainda mais se for para mar alto, onde o acesso a farmácias poderá não ser tão simples.

Se for fazer um cruzeiro, se lembre de escolher uma cabine central, já que essa será mais estável e melhor para evitar o agravamento de sintomas de gestação, como os enjoos.

É muito importante também que a mulher grávida avalie suas emoções e compreenda se irá sentir-se segura em fazer uma viagem de barco, já que não é aconselhável que esta se sinta estressada ou ansiosa.

Se todas essas questões forem devidamente tratadas, durante os primeiros 6 meses de gestação, a grávida poderá aproveitar todas as maravilhas do oceano em suas férias.

Leia também:

» Conheças algumas opções de cruzeiros no norte da Europa
» 14 viagens de cruzeiros para fazer saindo do Brasil
» Documentos necessários para viajar de cruzeiros
» Egito: Mayfair Cruises oferece cruzeiros pelo Rio Nilo

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Reserve passagens aéreas com até 40% de desconto para qualquer destino.
Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Governo suspende reajuste de ingressos em parques nacionais

Artigo anterior

Turismo em tempo de pandemia: 7 tours virtuais de museus e galerias de arte

Artigo seguinte

Você pode gostar