Peru autorizou um único turista, um japonês, a entrar neste sábado (10) no parque de Machu Picchu depois de sete meses “de espera”

Desde o começo de março, o turista japonês Jesse Takayama ficou “preso”  em Aguas Calientes no Peru, por conta da pandemia, e desde então está a espera de uma oportunidade para visitar Machu Picchu.

O plano inicial era ficar apenas alguns dias no país para poder conhecer o sítio arqueológico, mas após a pandemia, o turista japonês decidiu esperar até que a atração fosse aberta novamente, e finalmente realizar seu sonho de conhecer as ruínas incas.

No último sábado (10) ele conseguiu realizar o sonho de conhecer a Cidade Sagrada dos Incas e de maneira bem especial: sozinho!

Turista visita Machu Picchu sozinho

Turista visita Machu Picchu sozinho. Foto: Divulgação

A permissão foi dada em resposta a um pedido especial que Takayama fez. “Ele veio ao Peru com o sonho de poder entrar [em Machu Picchu]”, disse o ministro de Cultura, Alejandro Neyra, na segunda-feira (12).

Ainda segundo a publicação, o viajante tinha o tíquete de entrada desde março e em 10/10/2020 tornou-se o primeiro visitante em sete meses a visitar o monumento Patrimônio da Humanidade.

A visita foi feita acompanhada pelo diretor do parque. As informações são do jornal peruano El Comercio.

Leia também:

» Peru plantará 1 milhão de árvores para proteger Machu Picchu
» 12 lugares imperdíveis para conhecer no Peru
» Onde comprar seguro viagem internacional online?
» Zoológico do Rio de Janeiro será transformado em parque sem jaulas

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Reabertura: Veja a lista de 59 países que estão aceitando turistas brasileiros

Artigo anterior

7 passeios de barco para fazer em Angra dos Reis

Artigo seguinte

Você pode gostar