A Avianca anunciou que mudou seu modelo de negócios para ter opções de assentos low cost nas aeronaves. Com isso, a empresa acredita que vai alcançar todo tipo de passageiros. Porém, para que essas mudanças aconteçam, nos próximos meses, a companhia colombiana vai aumentar em 20% o número de assentos nos aviões.

Após sair de uma recuperação judicial, que durou 18 meses, a Avianca quer reconfigurar suas aeronaves para que a classe econômica passe a oferecer serviços low cost para os seus clientes. Porém, para isso, a empresa precisou fazer algumas alterações internas nas aeronaves, como a impossibilidade de reclinar as poltronas e a diminuição de espaço entre elas.

Operação e aeronaves

Os aviões utilizados pela Avianca serão substituídos. Isso diminuirá os gastos da empresa com a manutenção das aeronaves. Além disso, a companhia vai deixar de operar com os modelos Airbus A319 e Airbus A330 e passará a operar principalmente com Airbus A320 e Boeing 787.

Para a cabine, o passageiro poderá escolher três classes: economy, mais barata, onde as poltronas serão fixas e com apoios de cabeça embutidos; plus, intermediária, com poltronas reclináveis e regulagem do apoio para cabeça; e a premium, mais cara, com mais espaço e assento central transformado em console.

Outra mudança prevista é um aumento na quantidade de voos diretos feitos pela a empresa. Visto que o principal aeroporto que recebe as conexões, em Bogotá, está saturado. Até o fim do processo, em 2023, a empresa espera passar dos atuais 100 aviões e 110 rotas para 120 aeronaves e mais de 200 rotas. Para 2025, a expectativa é que os valores das passagens baixem em até 30%.

Posicionamento da Avianca

Avianca vai reduzir espaço nas aeronaves

Foto: Pixabay

Adrian Neuhauser, CEO da companhia, afirmou que a empresa não tem a intenção de se tornar low cost, mas, quer oferecer o mesmo serviço dessas companhias: “Teremos todas as vantagens de milhagens e parcerias, além de maior frequência de voos. Mas, também vamos focar em aumentar a eficiência operacional para baixar preços e oferecer serviços personalizados”, afirmou Neuhauser.

Segundo ele, a Avianca reconhece que voar já não mais um luxo e sim algo básico. “Se não olharmos para quem voa com low cost, perderemos cada vez mais relevância”, pontuou.

Inscreva-se em nosso canal:


Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

ITA Transportes Aéreos cancela todos os voos a uma semana do Natal

Artigo anterior

Dono do Grupo Itapemirim investe cerca de R$ 6 bi no exterior durante falência

Artigo seguinte

Você pode gostar