Rede de hostels doa um dia de alimentação para pessoas carentes a cada reserva efetuada pelo site ou balcão

Certamente, algumas empresas perceberam a importância de criar ações que fortalecem as comunidades onde estão inseridas, pensando em práticas que reduzem a desigualdade e os impactos sociais causados pela falta de políticas públicas eficientes.

Por exemplo, no Rio de Janeiro, a rede El Misti Hostels, em parceria com a ONG Banco de Alimentos, doa um dia de alimentação para pessoas que vivem em situações de vulnerabilidade social. Isso porque, cada reserva efetuada diretamente pelo site da empresa ou na recepção, reverte uma quantia direcionada para a ONG. A proposta tem como objetivo aplicar parte do faturamento da rede e ajudar comunidades de baixa renda, representando um dos projetos de responsabilidade social da marca.

El Misti Hostels

Rede de hostels tem unidades em Ipanema e Copacabana. Foto: Reprodução / El Misti

Para onde vai o seu dinheiro?


Com toda a certeza, os consumidores se interessam mais por empresas que contribuem em causas e projetos sociais. Sem dúvida, essa é uma forma de humanizar os trabalhos desenvolvidos por essas empresas e aproximá-las da sociedade como agentes que proporcionam transformações reais.

Por isso, a ONG Banco de Alimentos recebe o apoio de diferentes empresários que buscam transformar a realidade de milhares de pessoas de maneira criativa e inovadora. Além disso, entender a importância da responsabilidade social no mundo corporativo traz inúmeros benefícios. Como, por exemplo, fortalece a sociedade como um todo, reduz a desigualdade, melhora a imagem das empresas e, o melhor, contribuem para ações que ajudam o próximo.

Rio de Janeiro - Kobra

Mural Etnias, painel criado pelo artista Kobra. Foto: Gustavo Albano

Com quatro unidades espalhadas na zona sul carioca, a rede é proprietária de hostels em Ipanema e Copacabana. Em conjunto com outros empresários, também contribuem no projeto Educamais, um programa de treinamento oferecido para jovens e adolescentes do morro do Cantagalo, também da zona sul do Rio. Os programas têm duração de um ano e abordam temas que vão desde empreendedorismo, hotelaria, gestão, administração, marketing pessoal, economia colaborativa etc.

Objetivo do projeto

A ideia do projeto é mostrar novas perspectivas para jovens de comunidades carentes, mostrando exemplos bem sucedidos que resgatam a autoestima desses adolescentes. O grupo de empresários têm como propósito ensinar e educar os jovens através de atividades lúdicas. Além disso, esse programa atua como um complemento na grade escolar desses adolescentes.

Isso porque são ensinados alguns conceitos que não são abordados nas escolas. Por exemplo: formas corretas para elaborar um currículo, como conseguir um trabalho, como se apresentar em uma entrevista de emprego, além de reflexões importantes sobre o mercado de trabalho e suas inúmeras possibilidades de transformação social.

Por fim, depois de preparados, alguns desses jovens conseguem oportunidades dentro das próprias empresas que contribuem para o projeto. São oferecidos treinamentos sobre a rotina das empresas, gestão de hotelaria, administração, entre outras aéreas corporativas. Com toda a certeza, essa é uma ótima forma de auxiliar esses jovens que estão buscando uma colocação no mercado de trabalho, além de aperfeiçoar suas experiências profissionais e pessoais.

Cidade Rio de Janeiro

Rede de hostels no Rio de Janeiro doa alimentos a cada reserva feita. Foto: Gustavo Albano

ONG Banco de Alimentos


Fundada em São Paulo, a ONG Banco de Alimentos cria inúmeras parcerias com empresas brasileiras, captando e distribuindo alimentos para doações. O projeto arrecada alimentos que estão em perfeitas condições de uso e que não foram vendidos, processando e transformando esses alimentos em refeições direcionadas para comunidades carentes. Certamente, o objetivo é claro: reduzir o desperdício de alimentos na sociedade e combater a fome de milhares de pessoas.

Como ajudar esta causa?


Existe algumas formas de ajudar esse projeto, sendo elas:

Empresas do ramo alimentício – Produtores, cooperativas e empresas da indústria alimentícia podem doar alimentos em bom estado de uso que seriam descartados.

Empresas e pessoas físicas – Podem ser apoiadores do projeto, doando uma quantia mensal ou doação única de qualquer valor, como forma de contribuição para a sociedade civil.

Leia também:

» Cidade da Inglaterra oferece comida de graça aos seus moradores
» Hostels no Brasil onde você pode trabalhar em troca de hospedagem
» Viagens: 60 passeios gratuitos para fazer no Rio de Janeiro
» Lugares para conhecer na cidade do Rio de Janeiro

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Allianz Travel.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Transplante capilar na Turquia: país recebe 65 mil estrangeiros ao ano

Artigo anterior

Lugares para viajar no Brasil com a família

Artigo seguinte

Você pode gostar