Após passar cinco meses fechado por conta da pandemia, Parque Nacional do Itatiaia retoma suas atividades turísticas de forma gradual

Queridinha entre trilheiros e adeptos do ecoturismo, o Parque Nacional do Itatiaia, localizado na Serra da Mantiqueira, reabriu de forma gradual após meses fechado em decorrência da pandemia de coronavírus.

A retomada das atividades está sendo feito seguindo todos os protocolos de prevenção estabelecidos por órgãos oficiais de saúde e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Para evitar aglomerações, o tempo de permanência de cada atrativo será controlado. A direção do parque aconselha que os ingressos sejam comprados pela internet, para evitar aglomerações.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

As medidas foram baseadas em três frentes de atuação: sociais, sanitárias e operacionais, que estabelecem o distanciamento físico, a sanitização dos ambientes e ações restritivas para a prevenção de contágio da Covid-19.

Além disso, as medidas de flexibilização serão realizadas em três etapas: a primeira fase consiste na restrição de acesso a parte dos atrativos; a segunda na flexibilização do acesso, mas com capacidade reduzida; e por fim a fase três, onde as atividades serão retomadas normalmente.

A abertura está sendo feita de forma gradual e, neste primeiro momento, será permitido o acesso apenas à parte baixa da reserva. O acesso às atrações naturais como lagos, cachoeiras e mirantes possuem restrição de números de visitantes, que varia de seis a quarenta por vez, dependendo da atração. 

Parque Nacional do Itatiaia

Parque Nacional do Itatiaia (1)

Parque Nacional do Itatiaia retoma atividades turísticas

Criado em 1937, a unidade de conservação foi o primeiro Parque Nacional do Brasil e é considerado um dos mais importantes atrativo turístico da região onde está situado, que abrange os estados de Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

O roteiro inclui montanhas, penhascos rochosos, trilhas íngremes, cachoeiras cristalinas, mirantes e vegetação e fauna nativa. O parque é tão extenso que abrange dois municípios do Rio e mais três de Minas Gerais. A gigantesca área é dividida em duas partes: a parte baixa e a parte alta. 

A portaria de Itatiaia dá acesso a parte baixa que abriga basicamente as cachoeiras e trilhas de fácil acesso. Há também um Centro de Visitantes e um pequeno Museu.

» 11 melhores lugares para conhecer em Paraty, Rio de Janeiro
» Região dos Lagos: roteiro de fim de semana em Búzios
» Roteiro por Búzios, Arraial do Cabo e Cabo Frio na mesma viagem
» Ilha Grande, a paradisíaca ilha brasileira em 15 fotos perfeitas

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, está entre as atrações turísticas mais bem avaliadas do mundo

Artigo anterior

Destinos turísticos da Bahia reabrem para visitação

Artigo seguinte

Você pode gostar