Entrevistamos uma brasileira que vive em Nova York para saber como está a situação da pandemia na cidade e quais as projeções para o futuro

Os Estados Unidos, assim como o Brasil, seguem no topo dos países mais atingidos pela pandemia do novo coronavírus. Ao contrário dos países europeus, que já caminham rumo a uma realidade cada vez mais próxima da normalidade, ainda que com certos cuidados e restrições, os EUA seguem como o país com maior número de infectados, com casos diários de novos contaminados. 

Mas como está a situação no país, neste momento, para quem vive ali e teve seu cotidiano alterado? Como foi vivenciar esta situação no dia a dia e quais as projeções para o futuro? Para entender melhor tudo isso, entrevistamos Marina Tajra Araujo, moradora de Nova York e CEO da Nova York & Você, empresa que atua recebendo turistas brasileiros no país. 

Leia também » Os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Além de apresentar um pouco sobre panorama atual do país, ela também relatou expectativas quanto ao futuro do turismo por ali. 

Como está a pandemia em Nova York? Brasileira que vive na cidade responde 

situação da pandemia em Nova York na visão de um brasileiro

Foto: Unsplash

Guia Viajar Melhor – Pode dizer como está a situação atual de Nova York na visão de um morador? Houve ação efetiva e preocupação do governo local?

R: O governo local e estadual fizeram um programa muito interessante e aberto a toda população. Por 110 dias houve coletivas diárias que nos informaram como estava a proliferação da doença na cidade de Nova York e todo resto do estado. Sentimos muita segurança por conta das informações. Hoje, ainda não me sinto segura o suficiente para pegar metrô e frequentar restaurantes mesmo nas áreas externas. Evitamos também passear em parques mais movimentados como o Central Park.

Guia Viajar Melhor – A população, de forma geral, respeitou as normas de distanciamento social? Como tem sido sua vida pessoal nesses últimos dois meses?

R: Eu acho que a maior parte da população respeitou e ainda respeita as normas de distanciamento! Mas a gente ainda vê muitas pessoas sem máscaras. Eu e minha família continuamos no isolamento, não utilizamos o metrô desde o início do lockdown e só passeamos por parques e áreas públicas sem aglomerações e nas quais nos sentimos seguros.

Guia Viajar Melhor – Como está sendo os vôos internacionais que chegam em Nova York? Há muitas restrições e medidas de segurança que você pode nos contar? 

R: Apenas pessoas de alguns países podem entrar nos EUA: Austrália, Chile, Japão, Nova Zelândia, Coreia do Sul e Canadá (avião). Todas as pessoas que entram nos EUA são obrigadas a permanecer de quarentena ou são obrigadas a manter distanciamento social, dependendo das regras de cada estado.

Guia Viajar Melhor – Poderia dizer quais os principais cuidados que estão sendo tomados em relação à hotelaria, restaurantes, visita e atrações, etc?

R: Os restaurantes só podem funcionar com mesas nas áreas externas – calçadas ou nos terraços. Estão proibidos os atendimentos em ambientes fechados. Todas as atrações turísticas ainda estão fechadas. 

Guia Viajar Melhor – Por que um turista brasileiro deve incluir Nova York como destino assim que tudo estiver normalizado?

R: Porque com certeza quando o turismo retomar, a cidade já vai estar segura. A cidade não irá reabrir aos turistas se ela não estiver apta a recebê-los priorizando a segurança.

Guia Viajar Melhor – O que os turistas brasileiros que desejam visitar Nova York depois da pandemia podem esperar?

R: Muitos protocolos devem ser adicionados em todos os lugares, como uso de máscaras, distanciamento nas filas, quantidade reduzida de visitantes em museus e atrações.

Guia Viajar Melhor –  Como a Nova York & Você está se preparando para receber o turista assim que a situação estiver controlada? Há planos de disponibilizar itens de segurança individual como máscaras, álcool em gel e outros?

R: Somos uma agência de receptivo com serviços de tours e planejamento de viagem para Nova York. Iremos disponibilizar máscaras e álcool em gel para todos os nossos clientes antes dos passeios. 

Guia Viajar Melhor – Você tem recebido solicitações de turistas para viagens no final deste ano ou em 2021? Em caso positivo, poderia informar quais são as perguntas mais comuns nesse primeiro momento?

R: Sim, estou recebendo muitos pedidos de orçamento para 2021, inclusive para janeiro. O que as pessoas mais procuram são dicas de hotéis e roteiros para otimizar a viagem. A única pergunta que fazem é sobre a data de abertura das fronteiras, que é algo que não temos como responder.

Leia também:

» Serra catarinense registra temperaturas negativas e geadas
» Nova Zelândia propõe semana com apenas 4 dias de trabalho
» De acordo com pesquisa admirar a natureza pode trazer mais felicidade
» Explorar a própria cidade faz bem para a saúde mental, indica pesquisa






Inscreva-se em nosso canal:



Planeje sua Viagem




Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Brasileiros na Turquia contam sobre a situação do coronavírus no país

Artigo anterior

Concurso da Wikimedia premiará melhores fotos de reservas naturais brasileiras

Artigo seguinte

Você pode gostar