A pandemia abalou vários segmentos de negócios. Não foram poucas as empresas que fecharam as portas quando o coronavírus se espalhou por todos os continentes. O setor de turismo e hotéis foi um que sentiu gravemente os efeitos.

Ainda que os gestores desse ramo de negócios invistam em um site profissional, blog e tenham registro de domínio para estratégias de marketing digital, o setor de turismo sofreu um golpe pesado com o avanço da pandemia por motivos óbvios: ele é feito do transporte de pessoas por cidades e países, com o confinamento, este mercado ficou impossibilitado de operar por longos meses.

Várias pessoas que tinham viagens marcadas também tiveram que cancelar os seus compromissos. Encontros, férias e passeios foram adiados. Isso tudo pesou demais no rendimento de hotéis, pousadas e restaurantes.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

A luz no fim do túnel para o setor de turismo era o fim da pandemia. Mesmo diante das vacinações, o cenário não dá indícios de que o mundo está 100% livre da Covid-19. Porém, quando tudo isso passar, o que devemos esperar dessa área de negócios?

Segundo levantamento da revista Dados & Informações do Turismo no Brasil2ª Edição/2021, o setor é o que mais sofreu impacto por conta da pandemia. A titulo de comparação, o faturamento em uma semana é 59% menor no segmento de turismo em relação a outros segmentos.

Mesmo com alguns incentivos por parte do governo, como a lei Aldir Blanc criada em 2020 para ajudar profissionais da cultura, o setor e os outros meios da área ainda sofrem com o impacto do distanciamento e as restrições da pandemia. 

Nesse artigo, trazemos para você algumas possibilidades sobre essa área que é a que mais sofreu e ainda sofre com os impactos da pandemia. Confira os tópicos:

1 – Turismo no mundo pós-covid: turistas mais exigentes
2 – Transformação Digital: o caminho para o setor de turismo seguir
3 – Turismo online: a possibilidade de viajar sem sair de casa

como se proteger corona virus voo

Pandemia retrai faturamento do setor de viagens. Foto: Chad Davis

Turismo pós-covid: turistas mais exigentes

A “segurança” será a palavra de ordem quando se trata de viagens e turismo. Na verdade, segurança sempre foi prioridade nesse assunto, mas no mundo pós-pandemia, essa palavra terá um significado maior.

Os turistas estarão mais atentos à questões de higiene, como o uso de máscara e a disponibilidade do álcool em gel. 

Nesse contexto, em um cenário se recuperando de uma crise sanitária de proporções gigantescas, as viagens serão mais planejadas e seletivas, privilegiando detalhes como os que veremos abaixo. 

Mais contato com a natureza

O isolamento e o distanciamento social estimularam uma maior apreciação do contato e preservação do meio ambiente. Por essa razão, viagens para lugares com muito verde, ar saudável e água cristalina entraram para o roteiro de vários turistas. 

Sendo assim, muita gente demonstra mais disposição a optar por pontos turísticos com perfil mais sustentáveis, que denotam um compromisso mais evidente com questões ecológicas.

Menos distância

O receio de realizar viagens longas, seja por razões financeiras e também para se manter mais seguro contra o vírus, ainda vai pautar por algum tempo a escolha dos turistas.

Por conta disso, os destinos no mapa serão locais mais perto de casa, ou seja, viagens domésticas.

Para locais mais próximos, não há a necessidade de gastos elevados e a viagem não se torna tão longa.

Preço acessível

Muitas empresas fecharam as portas na pandemia, várias pessoas perderam emprego e, por essa razão, antes de colocar o pé na estrada, muita gente vai contar as moedas e ver se vale a pena efetuar uma viagem.

Além disso, as viagens a trabalho não são mais as opções de muita gente, ainda mais se levarmos em conta a popularização do Home Office.

Mais medidas de segurança

Um aeroporto, uma rodoviária, um hotel, tais ambientes são pontos que facilitam a propagação de um vírus para mais de uma cidade e até para países. 

São nesses locais que pessoas de diferentes lugares do mundo ficam próximas umas das outras, algo que é o alvo preferido de um inimigo invisível como o Coronavírus. É por isso que, se antes as medidas de segurança nesses locais eram importantes, agora elas se tornam vitais.

Sendo assim, redes de hotéis, restaurantes e pousadas cada vez mais devem se manter alertas quanto aos principais métodos de prevenção.

Já sabemos como vai ser o futuro das viagens pós-pandemia?

Foto: Delta Airlines / Reprodução

Transformação Digital: o caminho para o setor de turismo seguir

A transformação digital ganhou força diante do advento da covid-19. Quando as medidas de isolamento e distanciamento social se tornaram necessárias para evitar a propagação da doença, os gestores viram o quanto a digitalização dos negócios é importante.

A tecnologia mudou não apenas o modo como as pessoas se relacionam, mas também as práticas de compra, fato que levou ao protagonismo das lojas virtuais, do Home Office, das videoconferências e outras práticas realizadas por meio de ferramentas digitais.

A área de turismo também sentiu o peso das mudanças e cada vez mais para a utilização das novas tecnologias. O viajante da era pós-covid vai utilizar ainda mais as ferramentas digitais e exige o máximo de praticidade na hora de planejar as suas viagens, fazer as malas e partir para a estrada. 

Muitos empreendimentos desse segmento, incluindo aí hotéis, pousadas e agências de viagem se viram obrigadas a desenvolver uma presença online e desenvolver estratégias de marketing para consolidar um bom relacionamento com os clientes.

No mundo pós-pandemia, é ainda mais relevante investir nas plataformas online e assegurar uma autoridade na web, por meio de sites, blogs, redes sociais, e-mail marketing e demais canais digitais.

Ter um site, por exemplo, é essencial para qualquer empresa do setor de turismo que deseja permanecer no mercado, pois é por meio dele que as pessoas irão encontrar o seu negócio e solicitar os seus serviços.

Além disso, não é difícil construir um site, pois basta um registro de domínio e um serviço de hospedagem de sites para começar a criar uma presença web. Esses são os recursos básicos para construir qualquer tipo de projeto na internet. 

Da mesma forma, as plataformas como o WordPress, Zyro e Wix, hoje em dia são intuitivas e facilitam ao máximo a tarefa de criação e gerenciamento de sites, blogs e até lojas online.

O que vai mudar nas viagens pós-pandemia?

Foto: Reprodução

Turismo online: a possibilidade de viajar sem sair de casa

O turismo online, ou virtual, digital, se tornou uma alternativa viável nesse período de pandemia.

Diante das restrições e do distanciamento social, ter a oportunidade de conhecer novos lugares e culturas distantes sem sair da sua cidade foi uma alternativa encontrada por viajantes do mundo inteiro.

Entretanto, é óbvio que a experiência de caminhar pelas ruas de Paris é diferente de visualizar a cidade por meio do laptop ou smartphone. Mas ainda assim, se mostra uma alternativa bastante interessante e que ainda traz riquezas culturais.

Por meio de ferramentas como o Google Maps e o Youtube, o usuário tem a possibilidade de passear entre diferentes pontos turísticos e lugares paradisíacos de forma completamente online, apenas com acesso à web.

Alguns criadores de conteúdo e YouTubers também aproveitaram para investir nesse segmento e compartilhar lugares, dividindo com o público um pouco da experiência de viagem.

Essa abordagem, realizada por meio de vídeos, é chamada “city walk”. Elas consistem em caminhadas que percorrem cidades ao redor do mundo e importantes centros turísticos. 

Desse modo, uma das alternativas das empresas de turismo, para otimizar ainda mais a experiência do City Walk, é investir na realidade virtual e realidade aumentada.

A tendência é que o turismo online cresça ainda mais nos próximos anos, principalmente como uma forma de os viajantes obterem uma prévia dos pontos turísticos desejados e assim planejarem um roteiro com mais propriedade e organização.

Não é o fim da viagem para o segmento do turismo

O turismo é um setor muito importante da economia mundial. O deslocamento de pessoas por todo o território terrestre, de uma cidade a outra, de um país a outro, possibilita o desenvolvimento da ciência, das artes e de vários tipos de conhecimento.

Porém, ainda que muitos países estejam com os processos de vacinação em andamento, a covid-19 segue em circulação pelo mundo, o que destaca mais a necessidade das medidas de segurança e do prosseguimento dos cuidados com o contágio.

Gradativamente, as cidades, as atrações turísticas, hotéis e demais serviços relacionados ao turismo vão retomando as atividades, com novos protocolos de segurança e procedimentos a serem seguidos. 

Muitas empresas precisaram se adequar às novas restrições ao voltar às atividades. E é por meio da presença digital que o turismo vai se fortalecer. A digitalização se torna mais do que necessária para as empresas do setor que querem se manter de portas abertas.

Além disso, temos a possibilidade de utilizar tecnologias interessante e de alto potencial imersivo, Realidade Virtual e Realidade Aumentada estão aí para isso.

Portanto, ter um site, um registro de domínio e investir em estratégias de Marketing Digital será cada vez mais importante para a área do turismo, mesmo após a vida voltar “ao normal”.

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Espanha reabre fronteiras para brasileiros, seguro viagem continua sendo obrigatório

Artigo anterior

Turista brasileira faz sucesso com fotos engraçadas feitas durante viagem

Artigo seguinte

Você pode gostar