Eclipse de anel de fogo poderá ser acompanhado em uma transmissão ao vivo que ocorrerá no próximo domingo (21). Saiba como assistir: 

O próximo domingo, dia 21 de junho, trará o primeiro eclipse solar de 2020. Mas não será um eclipse comum: de acordo com especialistas, a posição da lua, que passará pelo sol, cobrindo sua superfície, proporcionará um efeito de “anel de fogo”.

No entanto, esse fenômeno só poderá ser observado a olho nu em alguns países da África e da Ásia. Contudo, no Brasil, as pessoas poderão acompanhar esse momento ao vivo, em uma transmissão ao vivo que será realizada pela internet.

eclipse anel de fogo

Foto: Travel and Leisure

Quem quiser poderá acompanhar o fenômeno por meio do site do projeto Virtual Telescope, via streaming. Com duração de 6 horas, o eclipse terá início a partir das 2h30 da manhã do domingo aqui no Brasil, mas seu grande ápice será por volta das 3h40. Quem não quiser acordar de madrugada poderá acompanhar os vídeos depois, já que ficarão disponíveis na plataforma.

Este não será o último destaque entre os eventos astronômicos do ano. No dia 5 de julho de 2020, teremos um eclipse parcial da lua. No dia 30 de novembro de 2020, um eclipse parcial. E, no dia 14 de dezembro, teremos um eclipse total do sol.

Leia também:

» O que fazer em Viena: 17 atrações turísticas imperdíveis do destino
» Solstício de verão em Stonehenge será transmitido ao vivo pela primeira vez
» Mapa mostra qual o filme favorito da Disney de cada país
» Melhores museus de Londres para incluir no seu roteiro

Dicas para planejar sua viagem:

» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com
» Reserve passagens aéreas com a MaxMilhas.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.
» Aluguel de carros com até 30% de desconto e a garantia do melhor preço!
» Encontre seu seguro viagem com os melhores preços na Allianz Travel.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Ônibus do filme “Na Natureza Selvagem” é removido de parque nacional no Alasca

Artigo anterior

Restaurante na Holanda usa robô-garçom para manter isolamento social

Artigo seguinte

Você pode gostar