Com o aumento das doses de vacina sendo aplicadas, viagens aéreas internacionais começaram a tomar tração nos últimos meses, mas Brasil segue fora da lista dos países com maior fluxo de voos

Segundo o Flightradar24, plataforma online que mostra em tempo real os voos que estão sendo realizados no mundo todo, turismo interno está sem grande volume de aeronaves. O radar confirma que o Brasil segue sem fluxo de voos expressivo, enquanto diversos países do mundo todo começam a notar suas malhas aéreas sendo retomadas aos poucos. 

Na imagem ilustrada de satélite, um grande vazio no tráfego aéreo do maior país da América do Sul pode ser facilmente notado. A imagem, que também pode servir como um símbolo para o mercado de turismo, que estava sem previsão de quando a situação seria normalizada, mostra o mercado internacional aquecendo.

Leia também » Estes são os 100 lugares mais lindos para viajar no Brasil

Longe de chamarmos isso tudo de “normal”, ver a malha aérea com grande fluxo se tornou motivo de orgulho e alegria para as pessoas de modo geral e para os profissionais que trabalham na indústria das viagens também.

Privados de trabalhar por mais de um ano, profissionais que fazem parte de toda a cadeia produtiva que é gerada pelo turismo, começam a ter motivos para comemorar, além de sentirem ao menos um pouco o gosto de dias melhores.

Viagens aéreas no Brasil

Foto: Gabriella Clare Marino / Unsplash

Entretanto, essa alegria não tem a mesma proporção no outro lado do Oceano. Por enquanto, no Brasil os turistas seguem sem saber ao certo quando o mercado de viagens será retomado com força, eliminando também os planos de milhões de brasileiros que estavam planejando morar, estudar ou apenas viajar ao exterior ainda este ano.

A imagem, feita em maio de 2021, também serve para mostrar como a política de vacinação tem sido bem recebida por diferentes países e que agora podem desfrutar dos benefícios do isolamento e da vacinação em massa. 

Para os brasileiros, que estão ansiosos para viajar sem preocupações, o futuro ainda se coloca incerto, mas com uma ponta de esperança ao ver que ao menos do outro lado da fronteira a vida parece continuar, enquanto o poder público se ocupa pensando em imunizar o maior número de pessoas. Aparentemente existe luz no fim do túnel, pelo menos no solo verde e fértil do país vizinho.

Vacinação pelo mundo e as viagens aéreas

Após mudança na postura diante o enfrentamento da pandemia, os Estados Unidos começou a enxergar uma oportunidade ao aplicar mais de 245 milhões de doses da vacina. Feito abriu espaço para um outro modelo de negócios, que foi citado no começo da pandemia, o polêmico “turismo de vacinação”, dando chance para pessoas interessadas em viajar para garantir sua dose de imunizante, enquanto seu país de origem ainda não oferece o número necessário de insumos. 

Desta maneira, o debate também questiona os privilégios de quem tem condições, mesmo depois do grande baque econômico, para ainda assim levar a família para cruzar a fronteira, fazer uma quarentena de 14 dias em um país, normalmente o México é a primeira escolha, e depois embarcar para o país norte-americano.

Apesar do investimento, muitos brasileiros estão planejando embarcar para garantir uma dose da vacina de forma gratuita em cidades como Nova York. O novo filão de mercado tem atraído profissionais de olho nesta oportunidade e a proposta tem sido bem vista, inclusive entre as celebridades brasileiras que foram aos Estados Unidos se vacinarem.

Viagens aéreas no Brasil

Foto: Divulgação / Finnair

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Reserve passagens aéreas com até 50% de desconto para qualquer destino.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Madrid e Barcelona ganham trem bala unindo as duas cidades

Artigo anterior

Melhores praias para visitar em Florianópolis

Artigo seguinte

Você pode gostar