Confira os melhores museus em Budapeste e confira a história fascinante da Hungria em exposições interativas e com rico acervo histórico

Budapeste, a capital da Hungria, é conhecida por ser a junção de duas cidades européias antigas: Buda e Peste. Separadas pelo rio Danúbio, que hoje corta a capital, as duas partes da cidade são conectadas pela ponte Széchenyi Lánchíd, construida no século XIX. 

Hoje, a maior cidade da Hungria atrai grande número de turistas pela exuberante vida noturna, mas seu maior atrativo é sua riqueza histórica e arquitetônica. São vários os museus que guardam a memória dessa cidade e como ela se relacionou com o mundo ao longo dos séculos. Se a capital húngara é seu próximo destino, confira alguns dos melhores museus de Budapeste.  

Melhores museus de Budapeste

Museu Nacional da Hungria

Museus para visitar em Budapeste

Museus para visitar em Budapeste. Foto: Divulgação

Inaugurado em 1846, o prédio centenário contém artefatos que contam a história da Hungria desde a fundação da nação húngara, por volta dos anos 1000, até a década de 1990. O edifício que abriga o museu é um dos palácios classicistas mais bonitos do país, seu frontal lapidado e enormes colunas que dão a construção a aparência de um templo romano. 

Uma vez dentro do museu, além de se encantar com o interior do edifício cujas paredes estão belamente decoradas com pinturas e colunas de mármores, o visitante pode conhecer mais de mil anos de história húngara por meio de documentos, objetos arqueológicos e diferentes tesouros culturais. 

Alguns dos objetos de maior interesse são o manto de coroação dos Reis da Hungria, a figura de um cervo dourado feita a mão no século VI a.C., uma coroa funerária do século XIII, e um lapidário romano.

  • Endereço: Múzeum körút, 14
  • Horário: De terça a domingo, das 10:00 às 18:00 horas. Segunda, fechado.
  • Site

Galeria Nacional Húngara

Foto: Nelson Pérez / Wikimedia Commons

A Galeria Nacional Húngara é o principal lugar para visitar em Budapeste se apreciar o melhor da arte local. Alocada no Castelo Buda, antiga moradia dos reis húngaros, a galeria reúne obras de arte húngara desde a Idade Média até o século XX, incluindo uma coleção de arte contemporânea. São milhares de obras de artistas como Mihály Munkácsy, Pal Szinyei Merse e Bertalan Székely, que fazem parte da história cultural da Hungria. 

Além de se encantar com o acervo, o visitante também se impressionará com a imponência do Castelo. Localizado na chamada Colina do Castelo, o palácio atual foi construído entre 1749 e 1769, sendo o centro da vida política e social da Hungria até o século XX. Durante a Segunda Guerra Mundial, o castelo foi muito danificado por bombardeios, passando por reconstruções simplificadas nos anos de 1960. Hoje como Patrimônio Mundial da Unesco, o castelo por si só vale uma visita para quem quer conhecer a história da Hungria. 

  • Endereço: Szent György tér 2, 1014
  • Horário: De terça a domingo, das 10:00 às 18:00 horas. Segunda-feira, fechado
  • Site

Museu de Belas Artes de Budapeste

Museus para visitar em Budapeste

Museus para visitar em Budapeste. Foto: Slaunger / Wikimedia Commons

O Museu de Belas Artes de Budapeste (Szépmüvészeti Múzeum) é um dos museus mais importantes e visitados da cidade, com mais de meio milhão de visitantes anuais. Ali o visitante encontra exemplares de pintores tão importantes quanto Rafael, Picasso, Tiepolo, Cézanne ou el Greco. Além de obras consagradas, o museu também expõe artefatos clássicos da Grécia e de Roma, além do Egito, incluindo algumas múmias.

E como os demais museus de Budapeste, a arquitetura do Belas Artes, desenhado em estilo neoclássico, por si só já compensa a visita. Localizado na Praça dos Heróis, o museu forma um dos conjuntos arquitetônicos mais espetaculares de Budapeste junto com a Galeria de Arte Mücsarnok. 

  • Endereço: Dózsa György út 41, 1146
  • Horário: De terça a domingo, das 10:00 às 18:00 horas. Segunda: fechado.
  • Site

Museu do Holocausto de Budapeste

O museu foi inaugurado no 75º aniversário da deportação de judeus húngaros para campos de extermínio na Polônia ocupada pelos alemães, em 2018. Mais de meio milhão de judeus húngaros estavam entre os seis milhões de judeus assassinados na Europa durante o Holocausto.

Alocado no Holocaust Memorial Center, o museu conta com exibição permanente que usou histórias pessoais para retratar o período de 1938 a 1948 na Hungria, com ênfase nas crianças. Já o prédio, uma construção mais moderna, está ligado organicamente à Sinagoga Páva Street, um local autêntico que costumava ser o segundo maior local de culto judaico em Budapeste.

  • Endereço: 39 Páva St.
  • Horário: De terça a domingo, das 10:00 às 18:00 horas. Segunda, fechado.
  • Site

Dica Extra: Parlamento de Budapeste

Museus para visitar em Budapeste

Museus para visitar em Budapeste. Foto: visualcreator / Pixabay

O Parlamento de Budapeste, localizado às margens do Danúbio, é um dos cartões-postais mais famosos da capital húngara. Construído entre 1884 e 1902, o prédio do parlamento foi a maior obra da sua época. Possui 691 salas e tem 268 metros de comprimento e 118 metros de largura, sendo o terceiro maior parlamento do mundo, depois apenas do da Romênia e do da Argentina. Sua construção teve o intuito de mostrar o poder econômico da Hungria no início do século XX. 

A visita ao órgão é surpreendente a cada nova sala. A Sala da Cúpula e a Antiga Câmara Alta são as partes mais marcantes do passeio. As visitas ao Parlamento são guiadas e estão disponíveis em húngaro, inglês, francês, hebraico, alemão, russo, italiano e espanhol.

  • Endereço: Kossuth Lajos tér 1-3, 1055
  • Horário: De segunda a domingo das 8h às 16h. Os horários das visitas variam de acordo com o idioma. Em inglês as visitas acontecem às 10h, 12h, 13h, 14h e 15h.
  • Site

Dicas para planejar sua viagem:

» Descubra as melhores opções de aluguel de carros com a Localiza.
» Encontre hotéis, pousadas, resorts e hostels com o Booking.com.
» Ganhe R$179 de crédito do Airbnb na primeira reserva.

Deseja falar com a redação ou relatar algum erro encontrado nesta página? Envie uma mensagem para [email protected]

Onde se hospedar em Edimburgo: melhores bairros e hotéis

Artigo anterior

Onde se hospedar em Porto Alegre: melhores bairros e hotéis

Artigo seguinte

Você pode gostar