100 destinos para conhecer no Brasil

Parques, praias, cachoeiras, dunas, lagoas, cidades históricas e muito mais. Muitos turistas gostam de viajar para conhecer locais e monumentos famosos em países como França, EUA, Inglaterra, entre outros. No entanto, o Brasil também conta com vários destinos tão atraentes para viajar quanto outros países. Vai viajar? Encontre opções de hotéis e pousadas em vários destinos do Brasil e do mundo e reserve com a total segurança: Reserve sua viagem aqui

O Brasil é maravilhoso, de norte a sul do país encontramos diferentes paisagens que enchem os olhos de turistas do mundo inteiro. O Guia Viajar Melhor selecionou os melhores lugares para se aventurar e curtir paisagens surreais. Prepare a sua mochila e pegue a estrada para curtir um país bonito por natureza!

Leia também:

50 destinos com águas absolutamente claras para você conhecer no Brasil
24 destinos no Brasil para apaixonados por cachoeiras
Destinos nacionais que você provavelmente não conhece, mas precisa conhecer
Destinos paradisíacos: as piscinas naturais mais lindas do Brasil
Destinos nacionais para quem busca contato com a natureza

Baía dos Porcos, Fernando de Noronha – PE

Ao norte da ilha, próxima a Praia do Sancho, a Baía dos Porcos tem apenas 100 metros de extensão com paisagens de tirar o fôlego. Mar calmo com águas transparentes perfeito para mergulho livre. O mirante próximo proporciona uma vista incrível da praia e do Morro dos Dois Irmãos. O acesso a praia só pode ser feito a pé, por uma trilha leve.

Foto: Karol Moreira

Centro Histórico de Paraty – RJ

Quase nada mudou nas construções do séculos 18 e 19, tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico Nacional. O cenário colonial é melhor explorado por meio de walking tours ou tour guiado para saber a história dos casarões. Nos sobrados coloridos funcionam lojinhas de artesanato, bares e restaurantes. Nos tempos coloniais a região era grande produtora de cachaça, não perca a chance de provar. Veja o que fazer na região aqui.

Foto: via Flickr – Serlunar

Morro do Pai Inácio, Chapada Diamantina – BA

Após uma subida íngreme de 300 metros se chega em um dos lugares mais tradicionais na Chapada Diamantina na Bahia. O Morro do Pai Inácio tem 1120 metros de altitude, do topo é possível ver as principais formações da chapada como o Morro do Camelo, o Morrão e o Três Irmãos.

Foto: Rodolfo Bazetto

Praia do Aventureiro, Ilha Grande – RJ

Uma das melhores praias em Ilha Grande, em Angra dos Reis. Uma vila de pescadores, lar de pouco mais de 100 pessoas, bela e isolada. Fica dentro da área protegida pela Reserva Biológica. Em dias de mar agitado, forma boas ondas e atrai surfistas. Por lá não há luz elétrica, pousadas, muito menos sinal de internet. É possível acampar na mediante a cadastro prévio e reserva de embarcação para transporte até a ilha. Leia mais sobre o destino aqui.

Foto: Henrique Franco

Piscinas naturais de Maragogi – AL

As piscinas naturais de Maragogi, ou Galés, são formadas por recifes de corais e possuem águas cristalinas. Durante a maré baixa é que as piscinas estão perfeitas para observar os diversos peixes, corais e demais vida marinha que convivem ali. Também é possível praticar mergulho com snorkels ou mergulho conduzido até 5 metros de profundidade. Descubra a melhor época para visitar o destino.

Foto: via Flickr – cysneirosfamily

Cânion do Xingó – SE

Um dos passeios mais bonitos do Sergipe é o passeio de escuna ou catamarã pelo Rio São Francisco até o Cânion do Xingó. Com direito a banho ainda é possível fazer stand up paddle nas águas tranquilas e esverdeadas e praticar rapel nos paredões. O ponto de partida do passeio é na cidade de Canindé a 3 horas de viagem de Aracaju. Leia mais.

Foto: via Flickr – carola2000

Baía dos Golfinhos, Pipa – RN

O nome desse lugar cercado pelo mar e pelas falésias, se dá pelos golfinhos presentes nas águas que escolheram o local para caçar e de vez em quando, aparecer na superfície para deixar admirados os visitantes. Extremamente preservada por não possuir nenhuma estrutura tirando o Santuário Ecológico sobre as falésias. Suas águas tranquilas também são ótimas para banho.

Foto: Foto: Ed. Peixes / Embratur

Vale da Lua, Chapada dos Veadeiros – GO

Formado a mais de 600 milhões de anos, o Vale da Lua recebe esse nome porque foi esculpido por rio que o deixou com aparência de crateras lunares. Um trilha leve nos leva ao vale, que está próximo ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, na Serra da Boa Vista. Completam a paisagem suas diversas piscinas naturais e fendas. Leia mais aqui.

Foto: Wev’s Bronw

Cachoeira do Urucá, Uiramutã – RR

O município do Uiramutã, que possui a maior porcentagem de população indígena no Brasil, também possui uma das cachoeiras mais bonitas do estado de Roraima. A Cachoeira do Urucá tem cerca de 20 metros de altura, desaguando em um riacho com águas absolutamente cristalinas.

Foto: Kelson da Luz

Praia de Tambaba, Conde – PB

Há 25 km da capital paraibana, falésias altas e íngremes protegem a beleza pura e natural da primeira praia de nudismo oficial do nordeste. A Tambaba é dividida em duas partes: uma que inclui suas piscinas naturais e é proibido ficar nu; e outra onde, a partir do ponto de fiscalização é obrigatório tirar a roupa.

Dali também partem trilhas que levam à outras praias como Marcelia e Arapuca. Leia mais.

Foto: Jéssica Lourenzo

Pelourinho, Salvador – BA

Se quiser aproveitar ao máximo esse patrimônio histórico baiano vá às terças-feiras. Nesse dia da semana, além de se maravilhar com os casarões conservados do século 17 e 18 ainda poderá assistir uma missa ao som de batuque na igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, às 18h.

Foto: Lukas Grumet

Caverna Aroe Jari, Chapada dos Guimarães – MT

É a maior gruta de arenito do Brasil com 1550 metros de extensão. Sua entrada principal chega aos 10 metros de altura e 60 de largura. Leve lanternas para explorar as pinturas rupestres que decoram a caverna.

Foto: Lúcio Duarte Guimarães

Alter do Chão, Santarém – PA

Com praias que só aparecem na vazante do rio tapajós, a vila de pescadores Alter do Chão, recebe o apelido de Caribe Amazônico. Águas doces, quentes, de tons variantes de azul-turquesa e as areias brancas fazem das ilhas balneários concorridos em plena selva tropical. Leia mais.

Foto: Marcos Cassiano

Porto de Galinhas – PE

A 70 quilômetros de Recife, Porto de Galinhas é repleta de piscinas naturais com águas mornas e transparentes transbordando de peixes coloridos e jangadas complementando a paisagem durante a maré baixa.

E ainda praias com ondas fortes, perfeitas para a prática de surf. A praia de Muro Alto é ponto de encontro dos apaixonados por esqui aquático, wakeboard e jet-ski. Leia mais.

Foto: Christian Knepper

Praia do Gunga, Barra de São Miguel – AL

Cartão-postal de Alagoas, a Praia do Gunga é perfeita tanto para quem procura relaxar em águas calmas enquanto observa uma paisagem de tirar o fôlego quanto para quem quer um pouco de ação e aventura nos passeios de buggy e em esportes náuticos. Um mirante ainda dá as boas vindas aos visitantes com uma vista panorâmica. Leia mais.

Foto: Giuseppe Stuckert

Monte Roraima – RR

Para os mesmos lados de Urucá, o Monte Roraima é orgulho do município de Uiramutã. É o sétimo ponto mais alto do país com 2.875 metros de altitude, está na tríplice fronteira entre Brasil, Guiana e Venezuela e seus paredões impressionam pelas formas. Além dos diversos rios, cachoeiras e esculturas de cristal que complementam a paisagem.

Foto: Waldyr Neto

Parque Nacional dos Lençois Maranhenses – MA

Paraíso escondido no Nordeste do Brasil. A paisagem é única. Composta por quilômetros de dunas de areia branquinha, que estão sempre mudando de lugar com os ventos, e as lagoas de água doce, formadas pelo acúmulo de água das chuvas. É considerado um dos destinos mais lindos do Brasil para se conhecer. Leia mais.

Foto: Viaja Minas

Pão de Açúcar, Rio de Janeiro – RJ

O cartão-postal mais famoso do Rio de Janeiro não pode ficar fora da lista de destinos para conhecer no Brasil. O Pão de Açúcar está a 396 metros do nível do mar e , por isso, oferece uma das vistas mais lindas do município carioca. O primeiro teleférico construído no país foi o Bondinho do Pão de Açúcar que liga o morro ao Morro do Urca. Leia mais.

José Edmilson Vasconcelos

Centro Histórico de Ouro Preto – MG

A cidade de Ouro Preto originou-se nos antigos garimpos de ouro do final do séculos 17 e início do 18. Era a principal cidade do Ciclo do Ouro, foi sede da Inconfidência Mineira e berço de vários artistas famosos do barroco brasileiro. Hoje, por causa das construções tão bem conservadas, é tombada Patrimônio Mundial pela Unesco. Uma breve caminhada já te faz voltar no tempo, tamanha a riqueza histórica do lugar. Leia mais.

Foto: Vitor Holz

Praia do Forno, Arraial do Cabo – RJ

A Praia do Forno está a 1,5 km do centro, seu acesso só é possível por mar, ou trilha em meio às matas preservadas. As águas são as mais cristalinas e transparentes possíveis, o que é ótimo para ver as tartarugas marinhas em meio aos recifes de corais em um mergulho. E quando bater a fome, experimente os mariscos em um restaurante flutuante. Leia mais.

Foto: Carlos Andrade

Algodoal, Ilha de Maiandeua – PA

Algodoal é um dos vilarejos que formam a Ilha de Maiandeua, na região nordeste do Pará. Possui 19 km quadrados de praias, além dos manguezais, trilhas ecológicas, passeios de canoa e pesca esportiva como alguns dos atrativos. A vida noturna da ilha também chama atenção, muito jovens procuram conhecer o destino em busca das festas ao som de reggae e ritmos regionais. Leia mais.

Foto: Gustavo Albano

Poço Azul, Riachão – MA

Dois poços de águas cristalinas, cercados por paredões de pedras vermelhas. Debaixo d’água, com máscara e snorkel, pode-se observar e nadar em meio aos peixes. Além de tudo isso, o complexo do Poço Azul possui várias cachoeiras ao longo da trilha para chegar ao local. Lá é possível passar a noite em chalés, ou acampar e ficar ainda mais próximo da natureza. Leia mais.

Foto: Gustavo Albano

Lagoa do Paraíso, Jericoacoara – CE

A 30 minutos da vila de Jericoacoara está seu cartão-postal mais famoso. A Lagoa do Paraíso deslumbra com suas águas esverdeadas e doces. Passar o dia tirando fotos nas redes esticadas sobre a água é obrigação de todo visitante. Kitesurf e mergulho também são atividades populares devido às águas calmas e transparentes. Leia mais.

Foto: Luiz Fumes

Sítio Arqueológico de São Miguel das Missões – RS

As ruínas da antiga Catedral e São Miguel contam a história dos Sete Povos das Missões, como ficaram conhecidos as reduções jesuíticas vindas para catequizar os povos indígenas. Muito preservado, o Sítio Arqueológico de São Miguel foi tombado pela Unesco como Patrimônio Histórico e Cultural Mundial. A dica aqui é fazer a visita guiada para absorver a grande história do local.

Foto: Andrea Gomez

Cataratas do Iguaçu, Foz do Iguaçu – PR

Após um passeio de 2 a 4 horas chega-se às imensas Cataratas do Iguaçú. Os 275 saltos que escoam em torno de 1 milhão e 500 mil litros de água por segundo compõem uma das paisagens mais belas do mundo. Esse paraíso natural que dividimos com a Argentina recebe mais de 1 milhão de visitantes ao ano, por isso possui uma ótima estrutura turística. Só cuidado com os moradores do local, os quatis tendem a aparecer perto da trilhas e , apesar de serem encantadores, não os toque nem os alimente. Leia mais.

Foto: Paraná Turismo

Pedra Furada, Parque Nacional da Serra da Capivara – PI

O Parque Nacional é pouco conhecido mas guarda em si mais de 600 sítios arqueológicos que nos trazem partes da história da humanidade, com pinturas rupestres de até 12 mil anos. O sítio modelo de escavação arqueológica é o Boqueirão da Pedra Furada, onde estão duas das mais famosas pinturas do parque: dois animais símbolos da região; e o “Beijo”. Leia mais.

Foto: Régis Falcão

Lagoinha do Leste, Florianópolis – SC

Praia é o que não falta para conhecer no Brasil mas, chegar até Lagoinha não é mamão com açúcar. Para acessar a praia mais bonita de Florianópolis é preciso encarar uma trilha de uma hora em meio a mata fechada, por trechos bem íngremes. Mas o esforço é recompensado pelas areias brancas e fofas que separam o mar de ondas fortes e formam uma lagoa perfeita para banho.

Foto: Anna Lysakowska

Praia de Canoa Quebrada, Aracati – CE

Canoa Quebrada é um dos destinos mais cobiçados do Ceará e tem motivo. Os paredões das falésias multicoloridas tomam conta da paisagem, as jangadas, rústicas, completam o cenário deslizando pelas águas esverdeadas e calmas do mar. Estando a 160 km de Fortaleza a prática do bate e volta é comum para os turistas, mas o pôr-do-sol só pode ser visto por quem se hospeda na vila.

Foto: Divulgação CVC

Cânion Itaimbezinho – Cambará do Sul – RS

Lembra do cenário da novela Chocolate com Pimenta? Ele fica no Rio Grande do Sul, no Parque Nacional de Aparados da Serra a mais de  mil metros de altitude. O Cânion Itaimbezinho nos tira o fôlego e fazem nos sentir minúsculos. Por vezes, nascentes escorrem pelas beiradas em forma de cachoeiras, agregando ainda mais para o espetáculo.

Foto: Cody Clark

Gramado, Serras Gaúchas – RS

Principal destino para conhecer na Serra Gaúcha, é o Brasil com cara de Europa. Em meio a morros e montanhas, o clima frio atrai os amantes de vinho e fondue. No fim do ano o evento Natal Luz toma as ruas da cidade com desfiles, música e decoração natalina.

Foto: Divulgação CVC

Dunas de Genipabu – RN

É o principal passeio para quem visita Natal. De buggy por entre os parques de dunas é possível fazer paradas para andar de dromedário, praticar esquibunda e aerobunda na nascente do Rio Pratagi e Lagoa do Jacumã. Para quem deseja aventura experimente pedir o passeio “com emoção” ao buggeiro. Leia mais.

Foto: Luiz Magnus Correia

Centro Histórico de São Luís – MA

O Centro Histórico de São Luís foi construido com influências de diversas nacionalidades europeias, como portugueses, espanhóis, franceses e holandeses. É reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural da Humanidade pelos belo casarões conservados do século 18 e 19, cobertos com azulejos lusitanos. Um passeio de um dia inteiro é o necessário para explorar as construções históricas e apreciar a gastronomia local. Leia mais.

Foto: Governo do Maranhão

Jardim Botânico de Curitiba – PR

Inaugurado a meros 26 anos atrás o Jardim Botânico é um dos pontos turísticos mais visitados em Curitiba. Foi inspirado nos jardins franceses e é onde o visitante pode explorar a paisagem no Jardim das Sensações: uma trilha de 200 metros que é percorrida vendada para realmente “sentir” o cenário.

Foto: Eduardo PA

Campos de Girassol, Uberlândia – MG

Uma plantação enorme de girassóis que forma um oceano amarelo no coração do Triângulo Mineiro. Estão na fazendo Cinco Estrelas e são plantados para fazer rotação de cultura, porém, para os curiosos os girassóis que chegam até 1,60 metro de altura impressionam. E rendem ótimas fotos. Leia mais.

Foto: Dmitry Tur

Fervedouro, Jalapão – TO

Um dos passeios mais exóticos de Tocantins é com certeza a ida aos fervedouros. São piscinas naturais com alta densidade devido a pressão da água, o que faz com que seja quase impossível de afundar. Boiar nos fervedouros se torna uma experiência incrível pelo cenário repleto de belezas naturais. Leia mais.

Foto: via Flickr – melcape_01

Ponta Negra, Natal – RN

A mais popular praia de Natal, Ponta Negra tem como marca registrada o Morro do Careca, uma duna de 120 metros de altura e cercada por vegetação, com acesso fechado. O paisagem se completa com um mar repleto de banhistas, surfistas, praticantes de windsurf, kitesurf, e stand-up paddle. Leia mais.

Foto: Esdras Rebouças Nobre

Inhotim, Brumadinho – MG

Maior centro de arte contemporânea a céu aberto do mundo, mais de 20 galerias abrigam obras de 85 artistas de 26 diferentes nacionalidades: instalações, esculturas, desenhos, fotos e vídeos. Tudo isso cercado por um lindo jardim botânico, que ostenta uma das maiores coleções de espécies vivas entre todos os jardins botânicos do país. Leia mais.

Foto: Fabrício Azevedo

Copacabana, Rio de Janeiro – RJ

Cartão-postal brasileiro mais conhecido mundialmente, no coração da zona sul carioca, os 3 km da praia de Copacabana se enchem de movimento dia e noite. Entre as atrações da praia estão o Forte de Copacabana e a estátua do escritor Carlos Drummond de Andrade sentado paciente em um dos bancos no calçadão.

Foto: Felipe Matesco

Arquipélago de Anavilhanas, Novo Airaão – AM

O Arquipélago de Anavilhanas é a imagem descrita do que vemos quando pensamos “Amazônia”. É um dos maiores conjunto de ilhas fluviais, enlaçado pelo Rio Negro na divisa de Manaus e Novo Airão. Mais de 400 ilhas que guardam um ecossistema extremamente rico, daqueles que só é possível encontrar na maior floresta tropical do mundo. Leia mais.

Foto: Alex Pazuello

Cachoeira do Tabuleiro, Parque Nacional da Serra do Cipó – MG

A Cachoeira do Tabuleiro está a cerca de 180 km de Belo Horizonte, com seus 273 metros de queda d’água é a terceira maior cachoeira do Brasil. Após uma trilha de mais ou menos uma hora chega-se ao poço fundo e perfeito para banho que é formado pela queda d’água. Leia mais.

Foto: Andre Egreja

Palácio Quitandinha, Petrópolis – RJ

O Palácio Quitandinha foi construído para ser o maior hotel-cassino da América do Sul, mas com a proibição dos jogos de azar no Brasil, acabou virando condomínio, e que condomínio. A elegância e o luxo ainda imperam nos salões abertos à visitação. Com tours guiados é possível conhecer tudo sobre o magnífico edifício.

Foto: via Flickr – cascagrossa

Cristo Redentor, Rio de Janeiro – RJ

Não dá para pensar em Brasil sem pensar na enorme estátua no topo do Monte Corcovado. O Cristo Redentor é um dos símbolos brasileiros mais conhecidos, e também mais visitados. Com seus 38 metros de altura é a segunda maior estátua de Jesus no mundo e está na lista das 7 maravilhas do mundo moderno.

Foto: Carlos Ortega

Encontro das Águas, Manaus – AM

A convergência dos Rios Negro e Solimões é passeio obrigatório em Manaus. Devido às diferentes densidades e velocidades, as águas dos dois rios não se misturam, causando um efeito impressionante. As águas negras e quentes do Rio Negro correm lado a lado com as barrentas e frias do Rio Solimões por 6 km antes de realmente se unirem. É naquele momento em que o Rio Amazonas começa a ser nomeado como tal.

Foto: Rinaldo Santos de Almeida

Rio Sucuri, Bonito – MS

O Rio Sucuri está em Bonito, na Fazenda São Geraldo. Possui uma das águas mais cristalinas do planeta, além de calmas, que proporcionam uma visão subaquática que alcança distâncias incríveis. Ali o passeio é flutuar rio abaixo com snorkel para observar os peixes e os cenários embaixo d’água. Leia mais.

Foto: André Suratti

Dolina da Água Milagrosa, Cáceres – MT

A 25 km de Cáceres está uma gruta de 200 metros de altura que acaba em uma lagoa de águas cristalinas, de cores oscilantes entre o verde e o azul. É um dos melhores pontos de mergulho do Mato Grosso e boatos dizem que suas águas têm incríveis propriedades medicinais. Leia mais.

Foto: Divulgação CVC

Pedra Azul, Domingos Martins – ES

O Parque Estadual da Pedra Azul é a principal atração da cidade capixaba e a Pedra Azul, a formação rochosa de quase 2 mil metros de altura, é o cartão-postal. O parque é atração para aqueles que buscam o contato com a natureza. Possui diversas trilhas e grande diversidade de fauna e flora.

Foto: Alexandre Ricardo

Praia do Espelho, Caraíva – BA

É uma das praias mais encantadoras do sul da Bahia. Suas águas azuis formam piscinas naturais e falésias coloridas completam a paisagem junto com os coqueirais. As barracas têm um estilo único, cheio de charme, que convidam a passar o dia relaxando nas esteiras de palha ou nas espreguiçadeiras. Leia mais.

Foto: SETUR BA

Praia do Patacho, Porto das Pedras – AL

Areias claras, águas translúcidas e esverdeadas, paisagem composta por coqueiros majestosos essa é a Praia do Patacho em Porto de Pedras no Alagoas. Praticamente deserta, clima bom o ano todo, transpira sossego.Durante a maré baixa, o mar seca formando piscinas naturais há centenas de metros da orla. .

Foto: Itawi Albuquerque

Praia da Joaquina, Florianópolis – SC

Joaca, como é apelidada, é a praia das “altas” ondas. Joaquina já foi frequentada por grandes nomes do surfe, sendo sede de campeonatos nacionais e até mundiais. Lá também é popular o sandboard, tipo um surfe na areia, praticado nas dunas que são consideradas as melhores do sul do país.

Foto: Tereza Duarte

Lagoa Azul, Nobres – MT

A Lagoa Azul é conhecida como Aquário Encantado. E não é pra menos, a lagoa possui 6 metros de profundidade com águas cristalinas e mais de 30 espécies de peixes que podem ser observados durante a flutuação. A beleza do poço está em suas águas muito azuis pela forte presença de calcário.

Foto: Divulgação CVC

Cachoeira do Abade Pirenópolis – GO

Ao final de uma trilha cercada pela mata há uma cascata de 22 metros, formando um poço de águas esverdeadas. A Cachoeira do Abade, além das águas límpidas e paisagem bucólica, também é muito procurada para a prática de rapel em seus paredões.

Foto: Flickr – alan_adriana

Centro histórico de Olinda – PE

O centro histórico de Olinda remete ao início da colonização portuguesa no Brasil e ainda hoje possui edifícios conservados desde o século 16, quando a cidade era sede da Capitania de Pernambuco. Conhecer o centro a pé é a melhor maneira de mergulhar na história do lugar. Para quem é movido pelo Carnaval dê uma passadinha na Casa dos Bonecos Gigantes, onde ficam guardados os bonecões que desfilam durante a festa. Leia mais.

Foto: Cláudio Maranhão

Ilha do Mel – PR

O acesso à ilha paradisíaca e a seus 35 km de praias é feito de barco desde Paranaguá ou Pontal do Paraná. Uma vez em terra firme é difícil não se apaixonar pelo cenário selvagem de ilha deserta, muita vezes cercado de mata atlântica. A estrutura turística é pouca, mas presente nas pousadas, campings e restaurantes. Para ir de um ponto turístico a outro na ilha o único meio é caminhar. E não se preocupe com multidões, o acesso é restrito a 5 mil visitantes por dia.

Foto: flickr – natanchor

Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, Caravelas – BA

A 70 km da costa baiana está um dos melhores pontos para prática de mergulho do mundo. O Arquipélago de Abrolhos é composto por 5 ilhas vulcânicas e é cercado por águas cristalinas, onde a visibilidade chega a 20 metros de profundidade. Uma vez embaixo d’água, descubra dezenas de espécies de corais cujos labirintos escondem uma vida marinha diversificada e vasta.

Foto: João Ramos

Delta do Parnaíba – PI

O Delta do Parnaíba é um fenômeno raro que, além do Rio Parnaíba, é encontrado na foz do Rio Nilo, no Egito e em Me Kong no Vietnã. A foz do rio forma um arquipélago formado por mais de 70 ilhas, com 2.700 quilômetros quadrados de área e é composto por espelhos d´água, mangues, dunas, lagoas, animais silvestres, rios e praias com paisagens paradisíacas.

Foto: David Jales

Teatro Municipal de Manaus – AM

O Teatro Municipal de Manaus está bem no centro da cidade. Foi inaugurado em 1896, sendo uma representação perfeita da riqueza da região na época do ciclo da borracha. Construído no estilo da “Belle Époque” é o maior orgulho arquitetônico e histórico da capital amazonense com sua fachada imponente e a decoração luxuosa do interior.

Foto: Paulo Neves

Mercado Ver-o-Peso, Belém – PA

Oferecendo o mais diversos sabores e aromas do Pará, o Mercado Ver-o-Peso é um dos mais famosos cartões postais da capital paraense. A feira-livre está às margens da baía do Guajará e compõe ambiente é perfeito para experimentar as exóticas frutas típicas e as delícias regionais, como o tacacá e o açaí com peixe. Além deles, reúne diversas de barracas de frutas, peixes, ervas medicinais, temperos, doces, essências e artesanato.

Foto: Antonio Mokarzel

Praia do Bonete – Ilhabela – SP

Lar de uma pequena vila de pescadores que dependem da energia solar e sem acesso a internet, a Praia do Bonete é um paraíso saído das cartas de Pero Vaz de Caminha. Com o Rio Nema desaguando de um lado e um mar perfeito para surfistas, com ondas de até 3 metros de altura, no outro. Esse paraíso até faz valer a pena os 15 km de caminhada para chegar até lá.  

Foto: Manoel Moraes Jr

Itaúnas – ES

O Parque Estadual Itaúnas oferece diversos atrativos na sua área de 3.600 hectares, Desde caminhadas, cavalgadas e passeios de buggy, canoa ou jipe, até festas de forró que começam à meia noite e vão até o nascer do sol. Tudo isso ambientado em um cenário de dunas, praias, restingas e manguezais. A reserva abriga ainda uma unidade do Projeto Tamar que, no verão, garante a desova das tartarugas.

Foto: Caio Poggian

Praia dos Carneiros, Tamandaré – PE

Uma da praias mais desertas do litoral pernambucano, banhada por um mar muito calmo com águas transparentes. Os recifes de corais perto da costa formam piscinas naturais de águas quentes e praticamente na beira d’água está um dos cartões-postais da praia: uma igreja muito charmosa, dedicada a São Benedito, cercada por coqueiros que se destaca nos 8 km de orla. Leia mais.

Foto: Thiago Santos

Parque Nacional da Serra dos Órgãos, Teresópolis – RJ

São 20 mil hectares de mata nativa repletos de cachoeiras e grande diversidade de fauna e flora, 2.800 espécies de plantas, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios e 83 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção. É com certeza o paraíso para os aventureiros, o parque tem a maior rede de trilhas do Brasil. São mais de 200 km de trilhas de todas as dificuldades. Leia mais.

Foto: Luiz Antonio Moschini

Pedra Furada, Urubici – SC

A Pedra Furada está no alto do Morro da Igreja, considerado o ponto habitado mais alto do sul do país com 1822 metros de altitude. A pedra é uma formação rochosa com um “furo” de 30 metros de circunferência. É possível fazer uma trilha até lá, porém, para isso é preciso o auxílio de um guia e permissão da aeronáutica, pois ela encontra-se dentro da área militar.

Foto: Luis Henrique Schroth

Duna do Pôr do Sol, Jericoacoara – CE

O final de tarde cria um cenário clássico por toda Jericoacoara mas, na Duna do Pôr-do-Sol o espetáculo é um dos mais incríveis. Por volta das cinco e meia o sol mergulha no mar e a duna, de 30 metros, vai mudando gradativamente de cores, indo do amarelo ao cor-de-rosa.

Foto: via Flickr – Aosvivos

Cascata do Caracol, Canela – RS

A Cascata do Caracol é o maior símbolo natural da cidade gaúcha. São 131 metros de queda d’água, uma escada ecológica de 927 degraus leva até a base da cascata. Por ali , ainda há um mirante que está a mais ou menos 150 metros do chão, proporcionando vistas incríveis.

Foto: Felipe Roos

Baía do Sancho, Fernando de Noronha – PE

Por suas águas cristalinas e bancos de coral, a praia do Sancho é considerada um dos melhores pontos do Brasil para a prática do mergulho livre. Para chegar enfrenta-se uma trilha feita a partir do alto de um penhasco com mirante de vista espetacular. Ali tem início os dois lances de escada, de 200 degraus, encravada na rocha, além de uma escadaria em pedra, que leva à areia branquinha. Leia mais.

Foto: Marcos Felipe Teixeira

Piscinas naturais de Moreré, Ilha de Boipeba – BA

Na maré baixa é possível sentir-se dentro de um aquário nas piscinas naturais de Moreré. As águas transparentes são repletas de peixes coloridos de várias espécies que, já acostumados com humanos, vem comer nas mãos dos turistas.

Foto: Michael Strugale

Pomerode a cidade com arquitetura enxaimel – SC

Conhecida como “a cidade mais alemã do Brasil” pelo grande fluxo de imigrantes alemães que foram para lá, Pomerode preserva traços culturais de seus colonizadores tais como as bandas que tocam marchas típicas dos imigrantes, corais interpretando canções alemãs, grupos folclóricos que interpretam com seus trajes e coreografias das danças dos imigrantes.

Foto: Amanda Luiza

Centro turístico de Campos do Jordão – SP

É o mais alto município brasileiro estando a 1600 metros de altitude. Muito procurado por turistas no inverno por suas temperaturas mais baixas. Os atrativos da cidade paulista com cara de alemã estão em seus bares e restaurantes que servem uma variedade de cervejas e chopps artesanais e comida típica alemã. Além das muitas lojas de chocolates artesanais. Leia mais.

Foto: Admilson Santos

Praia da Graciosa, Palmas – TO

É a principal “praia” da cidade que não tem saída para o mar. Os 520 metros de orla fazem parte da Usina Hidrelétrica de Lajeado, e são repletos de bares e restaurantes. Perfeita para um almoço, banho, ou relaxar até o fim da tarde quando o pôr-do-sol faz um espetáculo no lugar.

Foto: Gisele Ramones

Praia da Guarita, Torres – RS

A Praia da Guarita é considerada a mais bonita de Torres no Rio Grande do Sul. A alta-temporada é no verão, quando a larga faixa de areia dourada e batida é tomada por banhistas e surfistas. O mar é agitado, com ondas boas para a prática do surf além de outros esportes náuticos. Além de esportistas, os amantes de natureza também se sentem em casa no local, que é cercado pela vegetação nativa.

Foto: Milena Dorr

Eixo Monumental, Brasília – DF

O Eixo Monumental é uma Avenida que se localiza no centro do Plano Piloto de Brasília. Conhecido popularmente como o “corpo do avião”, estende-se por dezesseis quilômetros, fazendo a ligação entre a Rodoferroviária de Brasília e a Praça dos Três Poderes. Ao longo dele situam-se diversos monumentos, como o Palácio do Buriti, o Memorial JK e a Catedral Militar Rainha da Paz.

Foto: via Flickr – Xerrife

Dunas do Jalapão – TO

A paisagem é espetacular, com enormes dunas de areia dourada que chegam a 40 metros de altura, cercadas pela vegetação da Serra do Espírito Santo e cortadas por um riacho. Assistir o pôr-do-sol no topo das dunas é uma visão de tirar o fôlego.

Foto: Fabrício Azevedo

Mariana – MG

O passeio pelo centro histórico dessa pequena cidade de Minas Gerais levava a uma viagem no tempo para o século 18. As igrejas, os museus e o casario colonial retratam a opulência da primeira capital do estado. É lar de grandes preciosidades da arte barroca, no Museu de Arte Sacra, há obras de Aleijadinho e Mestre Athayde.

Foto: Maíra Bertoldo

Gruta do Maquiné, Cordisburgo – MG

Descoberta em 1835 a Gruta do Maquiné é de fácil acesso, são 7 “salões” em 650 metros caverna adentro. Estalactites, estalagmites, colunas, cortinas e represas de travertino são as principais atrações. Um dos salões, o Salão do Altar, de 16 metros foi usado como locação para a novela Império.

Foto: Jacque Alves

Cavernas do PETAR – SP

O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (Petar), no sul de São Paulo é conhecido pelas mais de 350 cavernas em seu território. Salões gigantes, dunas, cachoeiras, abismos de até 240 metros de profundidade, ‘quebra-corpos’ e escaladas. Há cavernas de todos os tipos. O parque abriga a maior caverna do estado de São Paulo, com 8 km de extensão a Caverna de Santana é a mais linda e visitada do Petar. Leia mais.

Foto: Roberval Koura

Poço Encantado, Sengés – PR

Sengés está na região do Vale do Itararé, a menos de 3 horas de Londrina. Lá é possível encontrar uma abundância de rios, riachos, corredeiras e cascatas de águas límpidas. Um deles é o Poço Encantado, uma grande nascente que forma uma lagoa azulada. O movimento da areia no ponto onde a água emerge é o mais impressionante. Para visitar é preciso da autorização do PISA Reflorestamento.

Foto: Stephen Boyd

Gruta Azul, Chapada Diamantina – BA

Dentro da Fazendo Pratinha, na Chapada Diamantina encontramos a Gruta Azul.  Lago translúcido que ganha tons azulados quando um feixe de sol invade uma abertura na rocha, o que também possibilita enxergar o fundo da caverna, que chega a 70 metros. Por conta da profundidade e da grande visibilidade, é perfeita para mergulho e flutuação. Leia mais.

Foto: Sec Tur Bahia

Ilha de Cataguases, Angra dos reis – RJ

Dentre as ilhas em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, a Cataguases é a mais próxima do continente. O maior atrativo é o mar, com águas tranquilas e límpidas, com tons de verde e azul, além de ideal para mergulho. a areia é branca, fina e macia e a vegetação, bastante cerrada, é um detalhe a mais na paisagem. Para acessá-la, é preciso ir de barco próprio ou alugado. Leia mais.

Foto: Joachim Rembold

Guarda do Embaú, Palhoça – SC

É uma das 10 praias mais bonitas do Brasil. A orla é longa, de areia branca e fina. As ondas quebram logo na foz do Rio da Madre, que é a porta de entrada para a praia já que, para acessar a praia, é preciso atravessar o rio a nado ou de canoa. Está a apenas 50 km de Florianópolis Fica dentro de uma área preservada, o que faz com que a praia seja muito tranquila e simples. Leia mais.

Foto: Rennan Mager

Cachoeira do Buracão, Chapada Diamantina – BA

O nome já diz tudo. É uma cachoeira dentro de um grande “buraco”. Mas o buraco na verdade é um cânion de três metros de largura e 90 de altura e a cachoeira é uma queda d’água de 85 metros de altura que alimenta o rio de águas escuras. Para chegar ali é preciso caminhar por uma trilha de nível fácil, que leva cerca de uma hora.

Foto: Fabiano Zig

Praia do Francês, Marechal Deodoro – AL

É um dos destino mais cobiçados do litoral sul de Alagoas. A praia se destaca pelo paredão de recifes de corais que emerge durante a maré baixa, formando uma piscina enorme de águas azuis em frente a orla. As águas quase sempre são mornas e não atingem grandes profundidades. Leia mais.

Foto: Andre Holzmeister

Parque Nacional do Pantanal Matogrossense – MT

Os 135 mil hectares do parque abrigam a fauna típica do Pantanal Matogrossense como jacarés, capivaras, cervos, onças-pintadas, ariranhas e tuiuiús, pássaro símbolo do pantanal. Há apenas duas formas de conhecer a região: passeios de lancha de um dia ou com barcos-hotéis.

Foro: Sec Tur MT

Lagoa Misteriosa, Bonito – MS

A Lagoa Misteriosa é um lago isolado em meio à natureza com água de vários tons de azul, um mais bonito que o outro. Está a 50 km do centro de Bonito, no meio da Serra da Bodoquena. A Lagoa tem esse nome porque até hoje não descobriram exatamente a profundidade que ela chega. Os mergulhadores profissionais chegaram até os 220 metros.

Foto: Agencia Sucuri

Lagoinha, Paracuru – CE

A apenas 100 km de Fortaleza está a Lagoinha, uma praia com areias avermelhadas, mar azul e calmo perfeito para windsurf e cercada por dunas. Cenário perfeito para quem procura sossego. O local ainda vem com um “a mais”: corre um boato que os 15 km de extensão da orla eram usados por piratas franceses, que teriam deixado seus tesouros enterrados nas dunas. Leia mais.

Foto: Fábio Pastorello

Lagoa Azul, Ilha Grande – RJ

A Lagoa Azul  é uma piscina natural com fundo arenoso, algumas rochas e água predominantemente azul. A paisagem cansa de dar motivos para chamarmos o lugar de paraíso. Os atrativos são flutuar com “macarrões”, praticar snorkel ou alimentar os peixinhos “sargentinhos” com miolo de pão. 

Foto: Leandro Macedo Gonçalves

Primeira Praia, Morro de São Paulo – BA

O Morro de São Paulo tem sete praias, todas com águas cristalinas e piscinas naturais. O nome das praias é de acordo com a localização. O diferencial da Primeira Praia, a mais próxima do centro, é que nos seus 300 metros de areias brancas as casas de veraneio e pousadas tomam conta. Além de poder se aventurar em uma tirolesa de 340 metros de comprimento e 70 de altura.

Foto: Darlan Geremia

Cânion do Poti – PI

O Cânion do Rio Poty foi esculpido pela passagem do Rio Poti por uma fenda geológica situada na Serra da Ibiapaba entre o Piauí e o Ceará. A beleza do lugar já atrai viajantes e aventureiros de várias partes do Brasil e do exterior. Algumas rochas possuem inscrições rupestres muito antigas, esculpidas em baixo-relevo nas pedras das encostas.

Foto: Hans Braegelmann

Prudentópolis – PR

Conhecida como a “Terra das cachoeiras gigantes o município de Prudentópolis no Paraná está situada na região centro-sul do Paraná, tem mais de cem cachoeiras catalogadas.

Foto: Roberto Donato

Praia Barra dos Remédios, Camocim – CE

Deserta e isolada a Praia dos Remédios está escondida entre dunas e não oferece nenhuma estrutura para turistas, tirando os passeios de buggy com guias credenciados. É considerada uma das praias mais belas do litoral cearense, onde as águas do Rio dos Remédios se encontra com o mar e braços de águas muito azuis serpenteiam por entre pequenas dunas brancas.

Cachoeira da Formiga, Jalapão – TO

Apesar de pequena, a queda tem grande volume de água que forma um poço cristalino em meio a árvores. O piscina, de tom verde-esmeralda, possui temperaturas agradáveis e não é muito profunda, tornando-a perfeita para mergulhar e nadar.

Foto: Nielcem Fotografo

Praia do Carro Quebrado, Barra de Santo Antônio – AL

As famosas falésias multicoloridas que contornam a orla da Praia do Carro Quebrado fizeram dela um dos destinos favoritos dos moradores de Maceió. Os coqueirais e o mar esverdeado compõe a paisagem paradisíaca. Na maré alta, as ondas quebram nas falésias e encobrem a faixa de areia.

Foto: Cícero R. C. Omena

Capitólio – MG

A cidade de Capitólio possui muitos atrativos naturais. Cachoeiras, piscinas naturais, montanhas que podem ser exploradas de várias maneiras. Conhecida por muitos como o “Mar de Minas”, o Lago de Furnas é o principal atrativo do município que também possui o maior número de embarcações (barcos e lanchas) do estado.

Foto: Tais Pires

Península de Maraú – BA

A Península de Maraú é uma das área mais reservadas do estado graças ao difícil acesso á região. belíssimos 40 km de praias, recifes, manguezais, campos e piscinas naturais são cercados pela Mata Atlântica com uma variada fauna e flora. A península também oferece outros tipos de atrações voltadas ao ecoturismo como cachoeiras e trilhas ecológicas. Leia mais.

Foto: Andre Holzmeister

Bombinhas – SC

A cidade de Bombinhas está no litoral centro-norte de Santa Catarina. Nos poucos 34,5 km a cidade concentra umas das belas praias brasileiras. O litoral recortado dá origem a inúmeras praias, costões, mirantes, algumas enseadas e ilhas, que possuem de areias brancas e finas, banhadas por águas de cor verde esmeralda que apresentam, na maior parte do ano, alta visibilidade.

Foto: Maria Cerny

Av. Paulista, São Paulo – SP

A Avenida Paulista representa tudo que é São Paulo, em seus 3 km de extensão é possível experimentar a essência do paulistano em suas dezenas de bares, restaurantes, lojas, shopping centers, museus, parques, livrarias, centros culturais, teatros e cinemas. Ali também é onde está um dos centros culturais mais importantes do Brasil, o MASP. Leia mais.

Foto: Vismar Ravagnari

Gruta de Ubajara, Ubajara – CE

Extende-se por 1.200 metros com aproximadamente 750 metros de profundidade, em relação à entrada, mas o visitante só tem acesso a uma extensão de aproximadamente 450 metros, entre os oito salões iluminados artificialmente. Até a década de 1950, os arredores da gruta eram habitados e os moradores faziam celebrações religiosas dentro da Ubajara. Cada vez que eles iam deixavam inscrições na pedra.

Foto: via Flickr – ruimc

Piscinas Naturais, Maracajaú – RN

O mergulho nas piscinas naturais para apreciar as diversas espécies de peixes e corais é a principal atração. Mergulho com snorkel está disponível para os iniciantes, para os mais experientes é possível realizar mergulhos mais profundos. Antes de ir atente-se ao clima. A beleza da praia e a alta visibilidade dentro d’água só é aproveitada em dia de sol. Leia mais.

Foto: C Sales

Museu de Arte Contemporânea de Niterói, Niteói – RJ

Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o MAC tornou-se um dos cartões-postais de Niterói. Junta obras pertencentes à arte contemporânea, todas datadas ao decorrer do século XX, desde artes abstratas até obras retratando a ilusão da Monarquia Brasileira em um acervo de 1.217 obras.

Foto: Rodrigo Soldon

Ilha do Campeche, Florianópolis – SC

É a única ilha do país tombada como Patrimônio Arqueológico e Paisagístico Nacional. As suas águas cristalinas e azuis turquesa são só parte do atrativo da ilha. A maior riqueza, porém, são as dezenas de inscrições rupestres protegidas em sítios arqueológicos e acessíveis por trilhas com acompanhamento de guias.

Lopes Mendes, Ilha Grande – RJ

A linda praia de Lopes Mendes possui 3 km de areias muito brancas e finas. No canto esquerdo o mar é mais calmo, o que o torna favorável para praticar mergulho livre se levar snorkel. Em algumas partes o mar se agita mais, formando ondas boas para a prática de surf.

3.-Lopes-Mendes

Foto: Sc Tur Angra dos Reis

Achou que ficou faltando alguma dica? Deixe em nossos comentários 🙂

Planeje sua viagem:

Encontre o melhor preço de hospedagens, passagens aéreas e promoções em tempo real sem pagar nada a mais por isso. Pesquise o seu voo em todas as companhias de uma só vez e tenha certeza de ter feito o melhor negócio. Planeje: Passagens Aéreas | Reservar Hotéis


- Descubra o hotel ideal para você, reserve seu hotel com o Booking.com.
- Encontre pacotes de viagem em oferta com a CVCSubmarino ViagensDecolar.com.
- Pesquise os melhores preços de passagens aéreas em tempo real para a sua viagem.


Nenhum comentário

  1. Acho que as fotos não estão correspondendo à legenda. Repetiu as duas primeiras fotos e as demais algumas parecem certas e outras eu sei que estao erradas, como a do Gunga e Alter do Chão.

  2. esqueceram as cataratas do iguaçu!!

  3. Eu incluiria as obras de Aleijadinho na cidade de Congonhas do Campo – MG

  4. Pomerode é uma cidade sim.. Gente..
    Que lugares lindos 😀

  5. Faltou a belíssima cachoeira Casca d’Anta, no Parque da Serra da Canastra em Minas Gerais. E as dezenas de cachoeiras em Carrancas, também em Minas.

  6. Faltou a bela Tiradentes MG e as praias lindas de Itacaré BA !

  7. Só lugar top… Ficaram faltando as Cachoeiras da Pedra Caída em Carolina-MA

  8. Barra de Camaratuba em Baia da Traição PB
    Praia de Itacarezinho BA
    Praia Pontal do Cupe Porto de Galinhas PE

  9. Poderia acrescentar cidade de Altamira para. Rio Xingu.
    Suas praias nos meses setembro a dezembro.

  10. Bela lista, soh faltou dar os devidos créditos nas imagens, como da Guarda do Embau, que é minha =)

  11. Faltou São Thomé das Letras – MG

  12. Faltou Cabo Frio. Praia do Forte e das Dunas

  13. Com certeza concordo com a Letícia Ferreira, faltou Conceição de Ibitipoca – MG. Faltou São Thomé das Letras – MG e também Trindade – RJ

  14. Nossa! O cristo 2 vezes! Faltou lindas praias Paulista como: Jureia, Ilha do Cardoso, o Gonzaga em Santos…

  15. Estncia Turística de Presidente Epitacio: onde se vê o pôr-do-sol mais bonito do Brasil.

  16. Cada lugar mais maravilhoso que o outro. Graças ao bom Deus tive a oportunidade de conhecer vários deles. Senti falta de Mangue Seco, Tiradentes e Itacaré, Quanto a Pomerode, é uma cidade sim, do Vale do Itajaí e a poucos quilômetros de Blumenau.

  17. Falta: Pedra do Baú – São Bento do Sapucaí, Pico Agudo- Santo Antonio do Pinhal

  18. Serra de Ibitipoca-MG

    Carrancas-MG

    Cidade Histórica de Ouro Preto-MG

  19. Faltou mirante do Gritador, Minas de Opala, centro histórico, cachoeiras…tudo isso em Pedro II-PI

  20. Algum desses lugares já visitei são lindos.na minha opinião faltou a serra da mantiqueira fica em penedo, visconde de Mauá rio de janeiro.

  21. Autor

    Sandra a Serra da Mantiqueira é realmente lindo, obrigado pela dica 🙂

  22. Autor

    Adicionamos a Fortaleza Nossa Senhora dos Prazeres na Ilha do Mel, mas faltou Itacaré, que é realmente lindo <3

  23. Todos lugares muito bem lembrados, mas faltou Praia de Carneiros em Pernambuco. Maravilhosa!!!

  24. Faltou a Ilha Anchietta no litoral de SP!

  25. Eu faria a inclusão dos seguintes lugares, onde já estive:

    Rio Preguiças, Barreirinhas – MA
    Delta do Paranaíba – PI
    Galinhos – RN
    São Miguel do Gostoso – RN
    Baía Formosa – RN
    Praia do Coqueirinho, Baía da Traição – PB
    Foz do Rio São Francisco – AL
    Porto de Galinhas – PE
    Mangue Seco – BA
    Imbassaí – BA
    Moreré, Ilha de Boipeba – BA
    Trancoso – BA
    Ponta do Corumbau – BA
    Barra do Caí, Cumuruxatiba – BA
    Itacaré – BA
    Visconde de Mauá – RJ
    Trindade / Praia do Sono – RJ
    Barra do Una / Juqueí / Saí – SP
    Estação Ecológica Juréia – SP
    Ilha do Cardoso – SP
    Corumbá -MS

  26. Faltou as cavernas de São Thomé das Letras – MG.

  27. Na minha opinião, falta nessa lista o Instituto Ricardo Brennand em Recife, PB.

  28. Faltou a Ilha de Itamaracá PE.

  29. as Cataratas do Iguaçu, Foz do Iguaçu – PR – não foi esquecida, por sinal tem uma imagem linda……..

  30. Realmente a lista é perfeita!

  31. Faltou o Salto do Yucumã, no município de Derrubadas (RS) na divisa com Argentina, a maior queda d’agua longitudinal do mundo!

  32. Pingback: Alegrias pro fim de semana - Um Ano Sem Zara

  33. Faltou Parque do Cristalino (Alta Floresta – MT), Águas quentes – MT

  34. Faltou um lugar maravilhoso da minha terra que poucos conhecem e tem cachoeiras incríveis: Vale das Cachoeiras – Ouro Preto do Oeste/Rondônia

  35. Pingback: Melhores Lugar Para Viajar Pelo Brasil ! | Turismo Art

  36. Pingback: Como programar uma Roadtrip com os amigos

  37. Faltou o Pico da Bandeira na Serra do Caparaó-MG
    Lindas cachoeiras… e perto tem o Pico do Cristal.
    A visão é maravilhosa…

  38. Cadê a chapada dos veadeiros? Pecado mortal não colocar as exuberantes cachoeiras de Goiás aí.

  39. eu gostei muito de conhecer o brasil

  40. Tô nem aí pro mundo. Eu quero mesmo é conhecer o meu Brasil.

  41. Faltou a Barra do Cahy, em Prado, BA.

  42. faltou o convento da penha em vila velha/ES

  43. Bom dia

    Deixar de fora Ubatuba, e colocar a Avenida Paulista, Ubatuba tem Ilha Anchieta, praia das palmas, almada, cedro que inclusive ja esteve entre as praias mais bonitas do Brasil.

  44. Autor

    Oi Rogério! A cidade de Ubatuba é maravilhosa! O município tem muitas praias e ilhas para relaxar e curtir o visual 🙂
    Essa lista não é de destinos mais belos, são apenas locais para conhecer no Brasil 🙂

    Adoramos a dica 🙂

  45. Gostei da lista, mas faltaram:

    Passeio de barco pelo Rio Preguiças, em Barreirinhas, MA

    Passeio aos povoados próximos aos Lençóis Maranhenses

    A cidade de Alcântara, no Maranhão

    Cabo Branco, em João Pessoa (Com Centro Cultural projetado por Oscar Niemeyer e o Ponto Seixas, local mais oriental das Américas)

    Por do sol em Cabedelo (PB) , ao som do Bolero de Ravel

    Sítio Burle Marx, no Rio de Janeiro

    Cidade de Sabará, em Minas Gerais

    Jardim do Nêgo, em Nova Friburgo, RJ

    Instituto Iberê Camargo, em Porto Alegre, RS

    Poços de Caldas, MG

    Os fortes de Niterói, RJ (cidade com maior número desse tipo de arquitetura em todo o Brasil)

    Castelo do Barão de Itaipava, em Petrópolis, RJ

    Centro Histórico do Rio de Janeiro (com Museu Nacional de Belas Artes, Academia Brasileira de Letras, Biblioteca Nacional, Paço Imperial, Museu da Marinha, Museu Histórico Nacional, Centro Cultural Banco do Brasil, Casa França-Brasil, Centro Cultural Correios entre outros museus, centros culturais e igrejas históricas)

    Parque Nacional da Floresta da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro

    Jardim Botânico e Parque Lage, no Rio de Janeiro

    Centro Histórico de Porto Alegre (com vários museus e centros culturais e o Mercado Municipal)

    Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte (Museu de Artes, Casa de Baile, Igreja de São Francisco etc…)

    Jardim Zoológico de Belo Horizonte, MG

    Museu do Ipiranga, em São Paulo

    Museus e centros culturais da cidade de São Paulo

    Mosteiro de São Bento, no Rio de Janeiro

    Parque Nacional de Itatiaia (RJ, MG e SP)

    Parque Nacional da Serra da Bocaina (RJ e SP)

    Etc…

  46. Desses daí só conhecemos 13. Mas temos vontade de conhecer todos, muito lindos.
    Apenas uma questão, São Miguel Arcanjo que conheço é em SP e não no RS. No Sul tem São Miguel das Missões. Nosso blog é o http://www.viagenspelobrasil.net se alguém desejar visitar e compartilhar, agradecemos.

  47. Autor

    Ótimas dicas Oswaldo l, é tanta opção linda para conhecer nesse país gigante que a matéria teria que ser 1000 destinos para conhecer no Brasil 😛

  48. Faltaram comentários sobre a Chapada das Mesas, no cerrado maranhense. Maravilhoso lugar, premiado com belíssimos lugares como o Santuário da Pedra Caída, Poço Azul e Cachoeiras do Itapecuru. Como foi falado no início dom artigo, nosso país é inigualável.
    Matéria excelente!! Parabéns.

  49. Autor

    O Brasil é tão grande e possuí tantas belezas que fica difícil especificar somente 100.
    Mas a dica da Chapada das Mesas é super válida, adoramos a região e aconselhamos para todos os amantes de ecoturismo 🙂

  50. Bacana a matéria!
    Apenas uma correção: a foto apresentada em Caminho das Pedras, Bento Gonçalves – RS, na realidade fica em outro local: 4ª Légua, Galópolis – interior de Caxias do Sul – RS.

  51. Não sei como esquecem da serra do rio do rastro/sc e serra do corvo branco/sc. Canion do fortaleza no RS e taim no RS lugares inperdiveis.

  52. Gostei da lista, mas faltou a linda e exótica ILHA DO MARAJÓ.

  53. Faltou todas as praias lindas de porto seguro.
    Praia da corôa vermelha-PE BAHIA
    Trancoso – PE BAHIA

  54. Os pontos tocados no texto mostram de forma clara o tema abordado, agradeço novamente. Abs. Luiz Carlos Casante

  55. Muito procurada por turistas nas festas de final de ano! Indico a Praia do Rosa,SC.

  56. Maravilhoso o trabalho de vcs!Parabéns!Adorei!
    Faltou a Serra da Graciosa no Paraná e a descida de trem para Morretes-Pr.